Corpos e redes: Imagens e cenas dissensuais nos repertórios de ação do movimento secundarista

Palavras-chave: Cenas de dissenso. Estética da resistência. Secundaristas.

Resumo

Este artigo analisa imagens dos protestos dos secundaristas na cidade de São Paulo, de modo a perceber como a cena enunciativa e insurgente da rua nos apresenta: (i) um excesso de corpos vulneráveis e resistentes em circulação no espaço urbano; (ii) um excesso de possibilidades de usos não previstos desses espaços; e (iii) um excesso de palavras que, na materialidade comunicativa e estética dos cartazes, foge dos canais midiáticos tradicionais. Para compreender esses aspectos, foram analisadas as imagens dos protestos nas ruas veiculadas nos jornais Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo; para contrapor a cobertura tradicional desses veículos de comunicação, escolheu-se analisar também a cobertura realizada pelo Jornalistas Livres e pelo El País Brasil. Para analisar as imagens sob o ponto de vista político e estético, recorremos especialmente aos textos de Rancière (em sua interface com Foucault e Butler).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francine Altheman, Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), São Paulo (SP).

Professora do curso de Jornalismo da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM). Doutoranda em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (PPGCOM-UFMG) e Mestre em Comunicação na Contemporaneidade pela Faculdade Cásper Líbero.

Angela Cristina Salgueiro Marques, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte (MG).

Professora associada do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Federal de Minas Gerais (PPGCOM-UFMG). Pós-Doutorado em Ciências da Comunicação pela Université Stendhal, Grenoble III, e Doutorado em Comunicação Social pela UFMG.

Referências

ALONSO, Angela; MISCHE, Ann. Changing repertoires and partisan ambivalence in the new brazilian protests. Bulletin of American Research, Oxford, v. 36, n. 2, p. 144-159, 2017. https://doi.org/10.1111/blar.12470

ALTHEMAN, Francine; MARQU ES, Ângela; MARTINO, Luis Mauro. Comunicação nos movimentos insurgentes: conversações políticas on-line durante a ocupação de escolas em São Paulo. Esferas, Revista Interprogramas de Pós-graduação em Comunicação do Centro Oeste, v. 10, p. 81-94, 2017. https://doi.org/10.31501/esf.v1i10.9332

ATHAS, Fernanda; MACHADO, Leandro. Mistério sobre fim de escolas alimenta protestos de alunos. Folha de S. Paulo, São Paulo, Cotidiano, p. B4, 14 de outubro de 2015. https://doi.org/10.11606/d.47.2011.tde-07112011-125004

BUTLER, Judith. Bodies in alliance and the politics of the streets. In: BLU MENKRANZ, C.; GESSEN, K. e outros. Occupy! Scenes from Occupied America. New York, Verso, 2011.

BUTLER, Judith. Quadros de guerra: quando a vida é passível de luto? Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015.

BUTLER, J.; GAMBETT I, Z.; SABSAY, L. Vulnerability in resistance. Duke University Press, 2016.

CAMPOS, Antonia M.; MEDEIROS, Jonas; RIBEIRO, Márcio M. Escolas de luta. Coleção Baderna. São Paulo: Veneta, 2016.

CASTELLS, Manuel. Redes de indignação e esperança: movimentos sociais na era da internet. Rio de Janeiro, Zahar, 2013. https://doi.org/10.1590/s0104-71832015000200019

CASTRO, Lucia Rabello de. Entre a subordinação e a opressão: os jovens e as vicissitudes da resistência na escola. In: MAYORGA, Claudia; CASTRO, Lucia Rabello de; PRADO, Marco Aurélio Maximo (org.). Juventude e a experiência da política no contemporâneo. Rio de Janeiro: Contra Capa, p. 63-97, 2012.

COMITÊ INVISÍVEL. Aos nossos amigos. Crise e Insurreição. São Paulo: n-1 edições, 2016.

DAY, R. From hegemony to affinity. Cultural Studies, v. 18, n. 5, p. 716-748, 2004.

DELLA PORTA, Donatella. Social movements in times of austerity: bringing capitalism back into protest analysis. Cambridge (UK): Polity Press, 2015. https://doi.org/10.1080/13510347.2015.1135324

FOUCAULT , Michel. O sujeito e o poder. In: RABINOW, P.; DREYFUS, H. (eds.). M. Foucault: uma trajetória filosófica para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995. https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2001.75756

FOUCAULT , Michel . Em Defesa da Sociedade: curso no Collège de France (1975-1976). São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2010.

FOUCAULT , Michel . A ordem do discurso. Aula inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. São Paulo: Edições Loyola, 2014.

GOODWIN, J.; JASPER, J. M.; POLL ETT A, F. Passionate politics: emotions and social movements. Chicago, University of Chicago Press, 2009. https://doi.org/10.7208/chicago/9780226304007.001.0001

HARVEY, D. Cidades rebeldes: do direito à cidade à revolução urbana. São Paulo: Martins Fontes – selo Martins, 2014.

HONNETH, Axel. Luta por reconhecimento. A gramática moral dos conflitos sociais. São Paulo: Editora 34, 2003.

LAZZARATO, M. As revoluções do capitalismo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

LAZZARATO, M. Signos, máquinas, subjetividades. São Paulo: Edições Sesc e n-1 edições, 2014.

MARQUES, Ângela. Política da imagem, subjetivação e cenas de dissenso. Discursos Fotográficos, v. 10, p. 61-86, 2014. https://doi.org/10.5433/1984-7939.2014v10n17p61

MAYORGA, Claudia; CASTRO, Lucia Rabello de; PRADO, Marco Aurélio Maximo (org.). Juventude e a experiência da política no contemporâneo. Rio de Janeiro: Contracapa, 2012.

MBEMBE, Achille. Necropolítica: biopoder, soberania, estado de exceção, política da morte. São Paulo: n-1 edições, 2018a.

MBEMBE, Achille. Crítica da razão negra. São Paulo: n-1edições, 2018b. https://doi.org/10.18223/hiscult.v6i3.2175.s271

MENDONÇA, Ricardo Fabrino. Singularidade e identidade nas manifestações de 2013. In: XXXIX ENCONTRO ANUAL DA ANPOCS, 2015, Caxambu (MG). Anais... Caxambu (MG): Anpocs, 2015.

MONTEIRO, André. SP vai transferir mais de 1 milhão de alunos para dividir escolas por série. Cotidiano, Folha de S. Paulo (on-line), São Paulo, 23 de setembro de 2015. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidiano/233990-sp-vai-transferir-mais-de-1-milhao-de-alunos-para-dividir-escolas-por-series.shtml. Acesso em: 29 jun. 2018. https://doi.org/10.11606/d.5.2004.tde-19092014-101620

PALHARES, I.; TOLEDO, L. F.; VIEIRA, V. Medo de escolas fechadas cria onda de protestos em SP. O Estado de São Paulo, São Paulo, Metrópole, p. A19, 10 de outubro de 2015. https://doi.org/10.29381/0103-8559/2019290134-42

RANCIÈRE, Jacques. La mésentente – politique et philosophie. Paris: Galilée, 1995. https://doi.org/10.7202/040089ar

RANCIÈRE, Jacques. Dissenting words: a conversation with Jacques Rancière. Diacritics, v. 30, n. 2, p.113-126, 2000a. https://doi.org/10.1353/dia.2000.0016

RANCIÈRE, Jacques. Literature, politics, aesthetics: approaches to democratic disagreement. Interviewed by Solange Guénoun and James H. Kavanagh, Substance, n. 92, p. 3-24, 2000b. https://doi.org/10.1353/sub.2000.0022

RANCIÈRE, Jacques. Le coup double de l’art politisé: entretien avec Gabriel Rockhill. Lignes, v.1, n.19, p.141-164, 2006. https://doi.org/10.3917/lignes.019.0139

RANCIÈRE, Jacques. Le travail de l´image. Multitudes, n. 28, p. 195-210, 2007.

RANCIÈRE, Jacques. The method of equality: an answer to some questions. In: ROCKHILL , Gabriel; WATT S, Philip (eds.). Jacques Rancière: history, politics, aesthetics. Durham and London: Duke University Press, p. 273-288, 2009. https://doi.org/10.1215/9780822390930-018

RANCIÈRE, Jacques. O espectador emancipado. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

ROSSI, Marina. Reforma escolar às pressas leva estudantes às ruas contra Alckmin. El País Brasil, São Paulo, 15 de outubro de 2015. Disponível em: https://brasil.elpais.com/brasil/2015/10/14/politica/1444856641_364053.html. Acesso em: 29 jun. 2018. https://doi.org/10.11606/t.42.2008.tde-28082008-165009

SOUTO, Anna Luiza Salles; SILVA, Itamar (org.). Democracy, citizenship and youth: towards social and political participation in Brazil. London: Tauris Academic Studies, 2009. https://doi.org/10.1017/s0022216x1000101x

TATEMOTO, Rafael. PM prende quatro em protesto contra ‘reorganização escolar’ de Alckmin. Jornalistas Livres, São Paulo, 9 de outubro de 2015. Disponível em: https://jornalistaslivres.org/2015/10/pm-prende-quatro-em-protesto-contra-reorganizacao-escolar-de-alckmin/. Acesso em: 29 jun. 2018. https://doi.org/10.11606/d.2.2012.tde-15082013-101420

Publicado
2019-12-17
Como Citar
Altheman, F., & Marques, A. C. S. (2019). Corpos e redes: Imagens e cenas dissensuais nos repertórios de ação do movimento secundarista. Revista FAMECOS, 26(2), e31398. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2019.2.31398
Seção
Pensamento Midiático Comunicacional