A docência universitária

Os professores que atuam nos cursos de licenciatura e bacharelado

Palavras-chave: Formação de professores, Educação Superior, Licenciatura, Bacharelado

Resumo

Este estudo teve como objetivo compreender os aspectos da docência universitária e a sua relação com a formação, saberes docentes e práticas de ensino, a partir dos achados das pesquisas de dissertações, teses e artigos. Fundamenta-se em autores como García (1999), Gauthier et al. (1998), Tardif (2002), Pimenta e Anastasiou (2014), para a discussão sobre a docência. Com metodologia, utilizou-se a pesquisa do Tipo Estado da Questão, com coleta de dados realizadas Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) e no Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Conclui-se que existe uma lacuna na discussão da docência universitária dos professores que atuam em duas modalidades, licenciatura e bacharelado, como também as perspectivas sobre a mobilização dos saberes docentes para o exercício da profissão. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rachel Rachelley Matos Monteiro, Faculdade Ari de Sá (FAS), Fortaleza, CE, Brasil.

Mestra em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação pela Universidade Estadual do Ceará (PPGE-UECE), em Fortaleza, CE, Brasil; especialista em Educação Infantil pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), Campo Grande, MS, Brasil. Professora da Educação Básica e do Ensino Superior em redes privadas de ensino, em Fortaleza, CE, Brasil. 

Mayara Alves Loiola Pacheco, Prefeitura Municipal de Pacatuba, Pacatuba, Ceará, Brasil.

Doutoranda e mestra em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação pela Universidade Estadual do Ceará (PPGE-UECE), em Fortaleza, CE, Brasil. Professora da Prefeitura Municipal de Pacatuba, em Pacatuba, CE, Brasil.

Maria de Lourdes da Silva Neta, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Maranguape, CE, Brasil.

Doutora e mestra em Educação Programa de Pós-graduação em Educação pela Universidade Estadual do Ceará (PPGE-UECE), em Fortaleza, CE, Brasil. Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), em Maranguape, CE, Brasil. 

Antonio Germano Magalhães Junior, Universidade Estadual do Ceará (UECE), Fortaleza, CE, Brasil.

Doutor em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC) em Fortaleza, CE, Brasil. Pós-doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), em Natal, RN. Professor da Universidade Estadual do Ceará (UECE), em Fortaleza, CE, Brasil. 

Referências

DEBUS, Ionice da Silva. Imaginários, Saberes e Fazeres no Ensino Superior: processos formativos do formador de professores. 2017. 155 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2017.

GARCÍA, Carlos Marcelo. Formação de Professores Para uma mudança educativa. Portugal: Porto Editora, 1999. (Coleção Ciências da Educação século XXI).

GAUTHIER, Clermont; MORTINEAU, Stéphane; DESBIENS, Jean-François; MALO, Annie; SIMARD, Denis. Por uma teoria da Pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Ijuí: Ed Unijuí, 1998.

GUILHERME, Alexandre Anselmo; CHERON, Cibele. Sentidos e significados da educação: transformações e desafios. Educação Por Escrito, Porto Alegre, v. 10, n. 1, e36687, dez. 2019. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/porescrito/article/view/36687. Acesso em: 19 fev. 2022.

FREITAS, Emília Patrícia de. A formação do professor de Artes Visuais: um estudo sobre currículo, identidade profissional e profissionalidade docente. 2019. 276f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2019.

LIMA, Francisco José. Por que ensino como ensino? Contextos e narrativas da trajetória de um professor formador de professores. HOLOS, [S. l.], ano 34, v. 2, p. 259–275, 2018. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/2927. Acesso em: 15 mar. 2020.

LIMA, João Paulo Mendonça; PAGAN, Acácio Alexandre; SUSSUCHI, Eliana Midori. Estudo de caso sobre alguns limites e possibilidades para formação do professor reflexivo/pesquisador em um curso brasileiro de Licenciatura em Química. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, [S. l.], v. 15, n. 1, p. 79-103, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rbpec/article/view/4303. Acesso em: 15 mar. 2020.

MACHADO, Aniara Ribeiro. A constituição da Docência no Ensino Superior: situações-limite inerentes ao mestrado nacional. 2018. 186f. Tese. Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2018.

NÓBREGA-THERRIEN, Sílvia Maria; THERRIEN, Jacques. Trabalhos Científicos e Estado da Questão: reflexões teórico-metodológicas. Estudos em Avaliação Educacional, [S. l.], v. 15, n. 30, p. 5-16, jul./dez. 2004. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/eae/article/view/2148. Acesso em: 25 set. 2019.

PEREIRA, Beatriz. Entre concepções e desafios: a prática pedagógica como componente curricular de Ciências Biológicas. 2016. 131 p. Dissertação – Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2016.

PEREIRA, Diego Carlos. Ser bacharel e professor formador de professores: narrativas, formação e identidade. 2016. 190 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2016.

PIMENTA, Selma Garrido; ANASTASIOU, Léa das Graças Camargos. Docência no Ensino Superior. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2014.

SILVA, Silva Helena dos Santos Costa; SOUZA, Francisco das Chagas Silva. Bacharéis que se tornam professores: inserção e prática profissionais de engenheiros no ensino superior. HOLOS, [S. l.], ano 33, v. 5, p. 197-213, 2017. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/4033. Acesso em: 17 mar. 2020.

SOUZA, Marli José de; GUIMARÃES, Iara Vieira. Histórias tecidas e publicizadas: formação, identidade e desenvolvimento profissional. HOLOS, ano 32, v. 2, p. 281-300, 2016. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/3452. Acesso em: 10 jan. 2020.

STROBEL NETO, Walter.; ALMEIRA, Maria de Lourdes Pindo de. Formação de professores e políticas curriculares na educação superior: um debate a delimitação do campo de conhecimento. HOLOS, ano 33, v. 1, p. 91-103, 2017. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/4353. Acesso em: 18 jan. 2020.

OLIVEIRA, Jamille de Amorim; SILVA, Yara Fonseca de Oliveira e. Perfil e percepções sobre a prática pedagógica do professor bacharel na educação profissional. HOLOS, [S. l.], ano 34, v. 3, p. 348-366, 2018. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/6998. Acesso em: 14 fev. 2020.

VIEIRA, Marilandi Maria Mascarello. Formação de professores da educação profissional: análise de produções acadêmicas. HOLOS, [S. l.], ano 34, v. 2, p. 243-258, 2018. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/3160. Acesso em: 25 fev. 2020.

TARDIF, Maurice. Saberes Docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

Publicado
2022-08-24
Como Citar
Monteiro, R. R. M., Pacheco, M. A. L., Neta, M. de L. da S., & Junior, A. G. M. (2022). A docência universitária: Os professores que atuam nos cursos de licenciatura e bacharelado. Educação Por Escrito, 13(1), e37536. https://doi.org/10.15448/2179-8435.2022.1.37536