Práticas de leitura de professoras alfabetizadoras: como se ensina a ler?

Palavras-chave: Aprendizagem da leitura. Ciclo de alfabetização. Prática de professores

Resumo

Esta pesquisa buscou conhecer como tem sido as práticas de professoras alfabetizadoras no ensino da leitura com seus alunos, em turmas do 2°. ano do ensino fundamental de uma escola pública na região sul do estado de Mato Grosso do Sul (MS) que vem obtendo os maiores índices no IDEB no município e nas regiões vizinhas, alcançando 7,3 em 2015, e 6,9 em 2017.  O eixo metodológico da pesquisa centra-se na abordagem qualitativa e descritiva a partir de entrevistas e questionário semiestruturado aplicado a três professoras e uma coordenadora da escola mencionada. Os resultados apontam que a escola vem obtendo sucesso nos índices de alfabetização por diversos fatores: as professoras sentem-se confiantes e valorizadas na escola; a figura da coordenadora é multifacetada, atuando como promotora da leitura literária entre os alunos e como articuladora das práticas conjuntas das professoras; a escola investe em simulados e provas semelhantes as cobradas pelo MEC; há propostas de “leitura para casa” desenvolvidas pela coordenação pedagógica.  Os resultados da pesquisa indicam que o sucesso das práticas de leitura e escrita não estão relacionam a escolha de um método de ensino ou proposta metodológica definida pela escola, mas por um trabalho que envolve parceria e gestão pedagógica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiara Maria da Cruz, Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Naviraí, MS.

Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), campus de Naviraí (2015-2018). Pós-Graduada em Especialização em Educação Especial e Inclusiva com Ênfase em Deficiências. (Pós Latu Sensus) (2019). Atua como professora da Educação Básica do Estado de Mato Grosso do Sul em Naviraí. Integrante do grupo de pesquisa GEPETE - Grupo de Estudos e Pesquisas em práticas Educativa e Tecnologia Educacional.

Vivianny Bessão de Assis, Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Naviraí, MS.

Professora Adjunta do curso de Pedagogia da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (Campus de Naviraí-MS). Doutora em Educação pela Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC) da Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus de Marília (SP) (2016) (Bolsa CAPES). Mestre em Letras pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), campus de Três Lagoas (MS) (2009) (Bolsa CAPES). Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), campus de Três Lagoas (MS).

Referências

ALMEIDA, Roseli Maria Rosa de. Bibliotecas escolares: história e cultura escolar em Naviraí/MS (1986-2010). 250f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Maringá. Maringá, 2017.

BERTOLETTI, Estela Natalina Mantovani. Lourenço Filho e literatura infantil e juvenil. São Paulo: Editora Unesp, 2012.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP. Índice de Desenvolvimento da Educação Básica - IDEB. (2015). Brasília: INEP, 2015. Disponível em: http://ideb.inep.gov.br/resultado/. Acesso em: 02 nov. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação – MEC. Ciclo de Alfabetização deve prosseguir sem interrupção. Brasília, 2010. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/ultimas-noticias/211-218175739/16166-ciclo-de-alfabetizacao-deve-prosseguir-sem-interrupcao. Acesso em: 08 dez. 2018.

BRUNERI, Bruno Marini. Alfabetização e letramento: as concepções dos acadêmicos de licenciatura da UFMS/campus do Pantanal. 2013. Disponível em: http://www.fe.ufg.br/nedesc/cmv/controle/DocumentoControle.php?oper=download&cod=1690. Acesso em: 1.out. 2017.

CANDIDO, Antonio. A literatura e a formação do homem. Remate de Males, Campinas, SP, dez. 2012. ISSN 2316-5758. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/remate/article/view/8635992. Acesso em: 23 abr. 2019.

CARVALHO, Maria Angélica Freire de; MENDONÇA, Rosa Helena (org.). Práticas de leitura e escrita. Brasília: Ministério da Educação, 2006. Disponível em: http://www.atividadeseducativas.com.br/atividades/5212_salto_ple.pdf#page=12. Acesso em: 1 out. 2017.

CORRÊA, Elisa Cristina Delfini; OLIVEIRA, Karina Costa de; BOURSCHEID, Laura da Rosa et al. Bibliotecário escolar: um educador? Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, n. 1, v. 7, p. 107-123, 2002. Disponível em: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/379/459. Acesso em: 31 jul. 2018.

FREIRE, Paulo. Carta de Paulo Freire aos professores: ensinar, aprender - leitura do mundo, leitura da palavra. Estudos avançados, São Paulo, v. 15, n. 42, maio/ago.2001. Disponível em: http://scielo.br/scielo.phppid=S010340142001000200013&script_arttext. Acesso em: 10 out. 2017. https://doi.org/10.1590/S0103-40142001000200013.

GERALDI, João Wanderley (org.). O texto na sala de aula. Campinas: UNICAMP; Cascavel: Assoeste, 1984.

GOMES, Maria Lúcia de Castro. Metodologia do ensino da língua portuguesa. 2, ed. rev. e ampl. Curitiba: Ibpex, 2011.

JESUS, Davi Brandão de. A importância da Leitura dos Livros Paradidáticps nas Séries Iniciais do Ensino Fundamental. Blog Pedagogia ao pé da letra, 2006. Disponível em: https://pedagogiaaopedaletra.com/a-importancia-da-leitura-dos-livros-paradidaticos-nas-series-iniciais-do-ensino-fundamental/. Acesso em: 11 out. 2017.

MARUNY, Curto Lluís; MORILLO, Maribel Ministra; TEIXIDÓ, Manuel Miralles. Escrever e ler: Como as crianças aprendem e como o professor pode ensiná-las a escrever e a ler. Trad. Ernani Rosa. Porto Alegre: Artmed, 2000.

MACIEL, Francisca Izabel Pereira; MONTEIRO, Sara Mourão; BAPTISTA, Mônica Correia (org.). A criança de 6 anos, a linguagem escrita e o ensino fundamental de nove anos: orientações para o trabalho com a linguagem escrita em turmas de crianças de seis anos de idade. Belo Horizonte: UFMG/FaE/CEALE, 2009. Disponível em: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/materiais/0000012182.pdf. Acesso em: 1.out. 2017.

MONTEIRO, Sara Mourão; BAPTISTA, Mônica Correia. O Ensino e a Aprendizagem da Linguagem escrita em classes do primeiro ano do Ensino Fundamental. Brasília: Ministério da Educação, 2009. (Salto para o futuro, Ano XIX, n. 12). Disponível em: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/materiais/0000012182.pdf. Acesso em: 21 nov. 2018.

MORTATTI, Maria do Rosário Longo. Função social da escola: aspectos históricos e metodológicos da alfabetização. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO, 5., XVII Semana de Pedagogia da UEM/II Jornada de Gestão Escolar, 5., 2010, Maringá. Anais[...] Maringá: UEM, 2010.

MORTATTI, Maria do Rosário Longo. Leitura, literatura e escola: sobre a formação do gosto. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

PERROTTI, Edmir. Confinamento cultura, infância e leitura. São Paulo: Summus, 1990. (Novas buscas em educação; v. 38).

REUEN, Adriana Regina Feltrin. Práticas pedagógicas que estimulam a leitura. In: PARANÁ. O professor PDE e os desafios da escola pública Paranaense. Volume I. Curitiba: Governo do estado do Paraná, 2007. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/390-4.pdf. Acesso em: 1 out. 2017.

RIBEIRO, Elisa Antonia. A perspectiva da entrevista na investigação qualitativa. Evidência: olhares e pesquisas em saberes educacionais, Araxá, v. 4, n. 4, p.129-148, 2008. Disponível em: http://www.uniaraxa.edu.br/ojs/index.php/evidencia/article/viewFile/328/310. Acesso em: 18 jul. 2018.

RIBEIRO, Iolanda S.; ALMEIDA, Leandro S.; GOMES, Carlos. Conhecimentos prévios, sucesso escolar e trajectórias de aprendizagem: do 1º para o 2º ciclo do ensino básico. Aval. psicol., Porto Alegre, v. 5, n. 2, p. 127-133, dez. 2006. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S167704712006000200002&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 20 nov. 2018.

ROSA, Maria Virgínia de Figueiredo Pereira do Couto; ARNOLDI, Marlene Aparecida Gonzalez Colombo. A entrevista na Pesquisa Qualitativa: Mecanismos para validação dos resultados. Belo Horizonte: Autêntica, 2017. Disponível em: https://books.google.com.br/booksid=J8MpDwAAQBAJ&printsec=frontcover&hl=ptBR&source=gbs_ge_summar_r&cad=0#v=onepage&q=ano%20de%20publicacao%20&f=false. Acesso em: 18 jul. 2018.

SAAVEDRA, Luísa. Sucesso/insucesso escolar: A importância do nível socioeconómico e do género. Psicologia, Lisboa, v. 15, n. 1, p.67-92, jan. 2001. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0874-20492001000100004&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 20 nov. 2018. https://doi.org/10.17575/rpsicol.v15i1.491.

SEAL, Ana Gabriela de Souza; SILVA, Alexsandro da. O ensino do Sistema de Escrita Alfabética no segundo ano do ciclo da alfabetização. In: BRASIL. Ministério da Educação. Programa Nacional pela Alfabetização na Idade Certa - PNAIC. Unidade 3. Brasília. 2012.Disponível em: http://www.pomerode.sc.gov.br/arquivos/SED/ano2/unidade_03_ano_02_laranja(testes_figuras(07_11_2012).pdf. Acesso em: 6 ago. 2018.

SILVA, Jonathas Luiz Carvalho. Perspectivas históricas da biblioteca escolar no Brasil: análise da Lei 12.244/10 que dispõe sobre a universalização das bibliotecas escolares. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis. v.16, n. 2, 2011. Disponível em https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/797. Acesso em: 29 jul. 2018.

SOARES, Magda. Alfabetização e Letramento: caminhos e descaminhos. Pátio: Revista Pedagógica, Porto Alegre, ano 7, n. 29, p. 96-100, fev./abr. 2004. Disponível em: https://acervodigital.unesp.br/bitstream/123456789/40142/1/01d16t07.pdf. Acesso em: 1.out. 2017.

VÁLIO, Else Benetti Marques. Biblioteca Escolar: uma visão histórica. Trans-in-formação, Campinas, v. 2, n. 1, jan./abr.1990. Disponível em: http://periodicos.puccampinas.edu.br/seer/index.php/transinfo/article/viewFile/1670/1641. Acesso em: 30 jul. 2018.

TEBEROSKY, Ana, COLOMER, Teresa. Aprender a Ler e a Escrever: uma proposta construtivista. Porto Alegre: Artmed. 2002.

Publicado
2020-01-20
Como Citar
da Cruz, L. M., & Assis, V. B. de. (2020). Práticas de leitura de professoras alfabetizadoras: como se ensina a ler?. Educação Por Escrito, 11(1), e33981. https://doi.org/10.15448/2179-8435.2020.1.33981
Seção
Artigos