A experimentação na perspectiva de professores de Química da rede pública estadual de Porto Alegre

Palavras-chave: atividades experimentais, ensino de Química, ensino médio

Resumo

Esta pesquisa investigou como a trajetória dos professores de Química do ensino médio de escolas públicas estaduais de Porto Alegre favoreceu a apropriação e o desenvolvimento de atividades experimentais em sua prática docente. Apuraram-se suas concepções a respeito das contribuições da realização dessas atividades no ensino de Química. Definida como um estudo de caso, seu corpus de análise construiu-se pelas transcrições das entrevistas. Na interpretação dos dados, utilizou-se a análise textual discursiva (ATD) e emergiram tais categorias: “a apropriação das atividades experimentais em suas trajetórias docentes”, “concepções docentes acerca da realização de atividades experimentais” e “a motivação para realização de atividades experimentais diante do cenário atual de ensino”. As concepções para o desenvolvimento dessas atividades foram: aulas diferenciadas, receptividade e motivação dos alunos, instigação à curiosidade, auxílio na compreensão dos conceitos abstratos, respaldo da teoria e contribuição na aprendizagem e sua aplicabilidade no cotidiano. Os docentes se apropriaram dessas concepções durante sua formação escolar e por influência de colegas reiterando o uso dessas atividades a fim de manter compromisso com a docência, o aluno e com uma educação de qualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lúcia Maria de Araujo Quevedo, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) em Porto Alegre, RS.

Mestra em Educação em Ciências pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS, Porto Alegre, RS.

Andréia Modrzejewski Zucolotto, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) em Porto Alegre, RS.

Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS, Porto Alegre, RS, Brasil). Professora em Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) em Porto Alegre, RS.

Referências

ANDRADE, M. L. F.; MASSABNI, V. G. O desenvolvimento de atividades práticas na escola: um desafio para os professores de ciências. Ciência & Educação, Bauru, v. 17, n. 4, p. 835-854, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ciedu/v17n4/ a05v17n4.pdf. Acesso em: 24 nov. 2017. https://doi. org/10.1590/S1516-73132011000400005.

BEREZUK, P. A.; INADA, P.; Avaliação dos laboratórios de ciências e biologia das escolas públicas e particulares de Maringá, Estado do Paraná. Acta Scientiarum: Human and Social Sciences, Maringá, v. 32, n. 2, p. 207-215, 2010. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciHumanSocSci/article/view/6895/6895. Acesso em: 02 dez 2017. https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v32i2.6895.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto, Portugal: Editora Porto, 1994.

BUENO, L. et al. O ensino de química por meio de atividades experimentais: a realidade do ensino nas escolas. In: ENCONTRO DO NÚCLEO DE ENSINO DE PRESIDENTE PRUDENTE, 2., 2007, Presidente Prudente. Anais do II Encontro do Núcleo de Ensino de Presidente Prudente. Presidente Prudente, UNESP, 2007.

CACHAPUZ, A. et. al. A necessária renovação do ensino de ciências. 3. ed. São Paulo. Cortez, 2011.

CRUZ, M. N. Desenvolvimento cognitivo em Vygotsky: “entre os ideais da matemática e a harmonia da imaginação”. Universidade Metodista de Piracicaba – UNIMEP; SP. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 2005. Disponível em: http://28reuniao.anped.org.br/C:UsersiccibDownloadswww.unimep.br~mncruzdesenvolvimento-cognitivo-28-anped.pdf. Acesso em: 28 dez. 2017.

DAL-FARRA, R. A; LOPES, P. T. C. Métodos mistos de pesquisa em educação: Pressupostos teóricos. Nuances: estudos sobre Educação, Presidente Prudente, v. 24, n. 3, p. 67-80, set./dez. 2013. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14572/nuances.v24i3.2698. Acesso em: 19 nov. 2017.

DEL PINO, J. C.; FRISON, M. D. Química: um conhecimento científico para a formação do cidadão. Revista de Educação, Ciências e Matemática, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, ago./ dez. 2011. Disponível em: http://publicacoes.unigranrio.edu.br/index.php/recm/article/view/1585/769. Acesso em: 19 nov. 2017.

DIAS, M. S. L. et al. A formação dos conceitos em Vigotski: replicando um experimento. Revista Quadrimestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, v. 18, n. 3, p. 493-500, set./ dez. 2014. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/21753539/2014/0183773. Acesso em: 13 fev. 2019.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 19. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GALIAZZI, M. C. et al. Objetivos das atividades experimentais no ensino médio: a pesquisa coletiva como modo de formação de professores de ciências. Ciência & Educação, Bauru, v. 7, n. 2, p. 249-263, 2001. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S151673132001000200008. Acesso em: 13 fev. 2019.

GALIAZZI, M. C.; GONÇALVES, F. P. A natureza pedagógica da experimentação: uma pesquisa na licenciatura em química. Química Nova, São Paulo, v. 27, n. 2, p. 326-331, 2004. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-40422004000200027. Acesso em: 13 fev. 2019.

GONÇALVES, F. P. A problematização das atividades experimentais no desenvolvimento profissional e na docência dos formadores de professores de Química. Tese (Doutorado) – UFSC, Florianópolis, 2009. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/92977. Acesso em: 15 dez. 2017.

GONÇALVES F. P.; MARQUES C. A. A problematização das atividades experimentais na educação superior em química: uma pesquisa com produções textuais docentes. Química Nova, São Paulo, v. 34, n. 5, p. 899-904, 2011. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-40422011000500030. Acesso em: 15 dez. 2017.

LIMA, J. O. G. Perspectivas de novas metodologias no Ensino de Química. Revista Espaço Acadêmico, Maringá, n. 36, p. 95-101, set. 2012. Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/setembro2013/quimica_artigos/perspect_novas_metod_ens_quim.pdf Acesso em: 15 dez. 2018.

MINAYO, M. C. S. Ciência, técnica e arte: o desafio da pesquisa social. In: MINAYO, M. C. S. (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2001. p. 9-29.

MORAES, R.; GALIAZZI, M. C. Análise Textual Discursiva. 2. ed. Ijuí: Editora UNIJUÍ. 2011.

MOREIRA, A. F.; PEDROSA, J.G.; PONTELO I. O conceito de atividade e suas possibilidades na interpretação de práticas educativas. Ensaio – Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 13, n. 3, p. 13-29, set./dez. 2011. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/198321172011130302. Acesso em: 13 fev. 2019.

OLIVEIRA, J. R. S. Contribuições e abordagens das atividades experimentais no ensino de ciências: reunindo elementos para a prática docente. Acta Scientiae, Canoas, v. 12, n. 1, p. 139-153, jan./ jun. 2010. Disponível em: http://www.periodicos.ulbra.br/index.php/acta/article/view/31. Acesso em: 13 dez. 2017.

POZO, J. I.; CRESPO, M. A. G. A aprendizagem e o ensino de ciências: do conhecimento cotidiano ao conhecimento científico. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

ROSITO, B. A. O Ensino de Ciências e a experimentação. In: MORAES, Roque (org.). Construtivismo e Ensino de Ciências: reflexões epistemológicas e metodológicas. 2. ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2003. p. 195-208.

SILVA, R. T. et al. Contextualização e experimentação: uma análise dos artigos publicados na seção “experimentação no ensino de química” da revista química nova na escola 2000-2008. Ensaio – Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 11, n. 2, dez. 2009. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/198321172009110206. Acesso em: 13 fev. 2019.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 17. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014

Publicado
2020-01-20
Como Citar
Quevedo, L. M. de A., & Zucolotto, A. M. (2020). A experimentação na perspectiva de professores de Química da rede pública estadual de Porto Alegre. Educação Por Escrito, 11(1), e33345. https://doi.org/10.15448/2179-8435.2020.1.33345
Seção
Artigos