Traços de guerras na poesia de Jorge de Sena

Uma leitura bateilleana

Palavras-chave: Traços de guerra, Jorge de Sena, Escrita da experiência

Resumo

No presente ensaio, busco refletir acerca de alguns traços de guerras retratadas na poesia de Jorge de Sena. Para tanto, me detenho naqueles representados nos poemas “O beco sem saída, ou em resumo...” e “Carta aos meus filhos sobre os fuzilamentos de Goya”, nos quais encontro claros conflitos: combate com a palavra, com o homem e com o tempo. Metodologicamente, a minha leitura dos poemas parte dos preceitos de experiência interior elaborados pelo pensador francês Georges Bataille.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Corrêa Martins Machado, Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Mariana, MG, Brasil.

Doutor em Estudos de Literatura pela Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói, RJ, Brasil; professor adjunto da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), em Mariana, MG, Brasil.

Referências

BARTHES, R. O prazer do texto. Trad. Jaime Ginsburg. São Paulo: Perspectiva, 2004.

BATAILLE, G. O erotismo. Trad. Fernando Scheibe. 1. ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2014.

BATAILLE, G. As lágrimas de Eros. Trad. Aníbal Fernandes. Lisboa: Sistema Solar, 2012.

BATAILLE, G. A experiência interior. Trad. Celso Libânio Coutinho et al. São Paulo: Ática, 1992.

CAMÕES, L. V. de. Os Lusíadas. Emanuel Paulo Ramos (org.). 2. ed. Porto: Porto Editora, 1954.

CARLOS, L. A; FRIAS, J. M. Cadernos de Poesia: reprodução fac-similada. Porto: Campos das Letras, 2004.

BERARDINELLI, C. Estudos camonianos. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2000.

CRUZ, B. H. S de. Trabalhadores do século XX em poemas de Jorge de Sena. Nau Literária, Porto Alegre, v. 9, n. 1, p. 1-25, jan./jun. 2013.

GOYA, F. El tres de Mayo de 1808 [Três de Maio de 1808] ou Los fusilamientos de Príncipe Pío, 1814. Original de arte, Óleo sobre lienzo, 268 x 347 cm. Museo del Prado. Disponível em: https://www.museodelprado.es/coleccion/obra-de-arte/el-3-de-mayo-en-madrid-o-los-fusilamientos/5e177409-2993-4240-97fb-847a02c6496c. Acesso em: 11 fev. 2016.

LOURENÇO, J. F. A poesia de Jorge de Sena: testemunho, metamorfose, peregrinação. Lisboa: Guerra & Paz, 2010.

MAGALHÃES, J. M. Os dois crepúsculos: sobre poesia portuguesa actual e outras crônicas. Lisboa: A regra do jogo, 1981.

SENA, J. de. Poesia 1 (obras completas). Edição e coordenação Jorge Fazenda Lourenço. Lisboa: Guimarães, 2013.

SENA, J. de. Poesia III. Lisboa: Edições 70, 1989.

SENA, J. de. Trinta anos de Camões I – 1948-1978 (Estudos camonianos e correlatos). Lisboa: Edições 70, 1980.

SILVEIRA, J. F. da. Uma cadeira para assistir ao século XX: reflexões sobre a poesia de Jorge de Sena Verso com verso. Coimbra: Angelus Novus, 2003. p. 257-290.

Publicado
2021-08-18
Como Citar
Machado, R. C. M. (2021). Traços de guerras na poesia de Jorge de Sena: Uma leitura bateilleana. Navegações, 14(1), e36943. https://doi.org/10.15448/1983-4276.2021.1.36943
Seção
Ensaios