A memória do Holocausto em Uma menina está perdida no seu século à procura do pai, de Gonçalo M. Tavares

Palavras-chave: Holocausto, memória, trauma, humanismo, Gonçalo M. Tavares.

Resumo

O presente ensaio analisa a representação da memória do Holocausto no romance Uma menina está perdida no seu século à procura do pai, de autoria do escritor português Gonçalo M. Tavares. Publicado em 2014, cerca de 70 anos após o final da Segunda Guerra Mundial, evento responsável por marcar profundamente o século XX, a narrativa é ambientada em um cenário pós-guerra, revisitando, assim, as consequências traumáticas de uma das maiores catástrofes da história da humanidade. O romance de Gonçalo M. Tavares aponta para a necessidade de não esquecimento dos traumas do passado. A literatura assume-se como um discurso de memória, dotada de um compromisso ético e político.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo von Pfeil Rommel, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, RS, Brasil

Mestre em Literatura Comparada pela Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), em Pelotas, RS, Brasil; doutorando em Estudos de Literatura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Referências

ADORNO, Theodor W. Prismas – Crítica cultural e sociedade. Trad. Augustin Wernet e Jorge Mattos Brito de Almeida. São Paulo: Ática, 1998.

CYTRYNOWICZ, Roney. O silêncio do sobrevivente: diálogos e rupturas entre memória e história do Holocausto. In: SELIGMANN-SILVA, Márcio (org.). História, memória, literatura: o testemunho na Era das Catástrofes. Campinas: Editora da Unicamp, 2003, p. 123-138.

GAGNEBIN, Jeanne Marie. “Após Auschwitz”. In: SELIGMANN-SILVA, Márcio (org.). História, memória, literatura: o testemunho na Era das Catástrofes. Campinas: Editora da Unicamp, 2003, p. 89-110.

GINZBURG, Jaime. Autoritarismo e literatura: a história como trauma. Vidya, Santa Maria, v. 19, n. 33, p. 43-51, jan/jun, 2000.

HOBSBAWM, Eric. A era dos extremos: o breve século XX (1914-1991). Trad. Marcos Santarrita. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

JUDT, Tony. Pós-guerra: uma história da Europa desde 1945. Rio de Janeiro: Objetiva. 2008.

PETROV, Petar. Narrativas desconcertantes: Os “Livros pretos” de Gonçalo M. Tavares. Revista Letras Comvida, Universidade do Algarve, nº3, p. 125-131, 2011.

SELIGMANN-SILVA, Márcio. História, memória, literatura: o testemunho na Era das Catástrofes. Campinas: Editora da Unicamp, 2003.

STEINER, George. Linguagem e ficção: ensaios sobre a crise da palavra. Trad. Gilda Stuart e Felipe Rajabally. São Paulo: Companhia das Letras, 1988.

TAVARES, Gonçalo M. Uma menina está perdida no seu século à procura do pai. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

Publicado
2020-12-31
Como Citar
Rommel, L. von P. (2020). A memória do Holocausto em Uma menina está perdida no seu século à procura do pai, de Gonçalo M. Tavares. Navegações, 13(2), e35976. https://doi.org/10.15448/1983-4276.2020.2.35976
Seção
Artigos