Charge com contorno intolerante: uma análise discursiva

Palavras-chave: Círculo de Bakhtin, Discurso intolerante, Construção de sentidos, Charge jornalística

Resumo

A charge é um gênero discursivo crítico, no sentido de ser a apreciação de um sujeito sobre temas sociais que lhe circunscrevem. Assim sendo, ela pode reverberar diversos efeitos de sentido, tais como humor, ironia, afrontamento, oportunizando uma análise de linguagem em uso. O objetivo deste artigo é compreender os elementos constitutivos de uma charge de Roque Sponholz, veiculada em 2011, na mídia digital brasileira. Visa-se entender nesse ato quais recursos são mobilizados para a edificação de sentidos intolerantes; bem como quais fios dialógicos são necessários para que uma charge seja entendida como tendo contorno intolerante. Para tanto, recorre-se à perspectiva teórico-metodológica do discurso, sobretudo a postulada pelo Círculo de Bakhtin. A análise indica que a charge em questão se volta para discursos sociais intolerantes, tanto em um movimento de relação com já ditos quanto na projeção de discursos-resposta. Nesse fazer, sua arquitetônica assume sentidos de intolerância enquanto um todo discursivo que deixa ver juízos de valor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tamiris Machado Gonçalves, Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Chapecó, SC

Pós-doutorado em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), onde é bolsista PNPD/CAPES vinculada ao projeto de pesquisa “Ser-estar-entre-línguas-culturas: língua, identidade e formação de professores”. Doutora e Mestra em Letras pela PUCRS.

Referências

AMOSSY, Ruth; HERSCHBERG-PIERROT, Anne. Estereotipos y clichés. Buenos Aires: Eudeba, 2010.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular (2018). Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/. Acesso em: fev. 2020.

BAJTÍN, M; VOLOSHINOV, V. ¿Qué es el linguaje? In: SILVESTRI, A; BLANCK, G. Bajtín y Vigoski: la organización de la enunciación. Barcelona: Antropos, 1993.

BARROS, Diana Luz Pessoa de. Contribuições de Bakhtin às teorias do discurso. In: BRAIT, Beth (org.). Bakhtin: dialogismo e construção de sentido. 2. ed. Campinas: UNICAMP, 2005.

BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso [1979]. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2016c.

BRAIT, Beth; MAGALHÃES, Anderson Salvaterra (org.). Dialogismo: teoria e(m) prática. São Paulo: Terracota, 2014.

FARACO, Carlos Alberto. Linguagem e diálogo: as ideias linguísticas do Círculo de Bakhtin. São Paulo: Parábola, 2009.

GONÇALVES, Tamiris Machado. Vozes sociais em confronto: sentidos polêmicos construídos discursivamente na produção e recepção de charges. 2015. Dissertação (mestrado em Letras) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2015. Disponível em: http://repositorio.pucrs.br/dspace/bitstream/10923/7160/1/000466609-Texto%2bCompleto-0.pdf.

GONÇALVES, Tamiris Machado. A arquitetônica de charges com contornos intolerantes: discursos sociais em tensão. 2019. Tese (Doutorado) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2019. Disponível em: http://repositorio.pucrs.br/dspace/handle/10923/15284

TEIXEIRA, Marlene. O Círculo de Bakhtin e a lingüística: o abstrato e o concreto na constituição do sentido. Revista Desenredo, v. 1, n. 2, 2009. Disponível em: http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/489. Acesso em: jan. 2018.

VOLÓCHINOV, V. A construção da enunciação (1930). In: A construção da Enunciação e outros ensaios. São Carlos: Pedro & João, 2013.

VOLÓCHINOV, V. Marxismo e Filosofia da linguagem: Problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem (1929). Trad. Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: 37, 2017.

Publicado
2020-02-16
Como Citar
Gonçalves, T. M. (2020). Charge com contorno intolerante: uma análise discursiva. Letrônica, 13(2), e36255. https://doi.org/10.15448/1984-4301.2020.2.36255