Chatbots para a formação docente

Novas possibilidades de aprendizagem em rede

Palavras-chave: Pesquisa-formação na cibercultura, Docência online, Fake news, Chatbots, Algoritmos

Resumo

O presente texto é um recorte da tese de doutoramento denominada: “Fact-checking education: identificação, produção e combate de narrativas nas redes”, que pretende compreender o contexto da emergência das fake news e suas repercussões, para desenvolver metodologias de pesquisa-formação na cibercultura (Santos 2015) em tempos de pós-verdade (Santaella 2018). Apresentamos aqui usos formativos de chatbots para a mediação docente com praticantes culturais através do encadeamento de narrativas e imagens produzidas em contexto de pesquisa. Partimos do repertório teórico-metodológico da pesquisa-formação na cibercultura para a proposição do dispositivo de pesquisa “Reglus Chatbot” para subverter os usos dos dispositivos utilizados em nosso cotidiano e compreender outras ambiências formativas no ciberespaço. O campo da pesquisa é o cotidiano da disciplina “Informática na Educação” do curso de Pedagogia a distância da UERJ onde investigamos novas formas de pensar a formação docente em rede.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wallace Carriço de Almeida, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Seropédica, RJ, Brasil.

Doutorando em Educação na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Seropédica, RJ, Brasil; mestre em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Edméa Oliveira dos Santos, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Seropédica, RJ, Brasil.

Doutora e mestre em Educação pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), Salvador, BA, Brasil; professora da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Seropédica, RJ, Brasil. Pós-doutorado em e-learning e EAD na Universidade Aberta de Portugal ( UAb), Lisboa, Portugal.

 

Referências

Almeida, Wallace C. 2018. Atos de currículo na perspectiva de App-learning. Dissertação em Pedagogia, Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), RJ, Rio de Janeiro.

Almeida, Wallace C. 2020. Educação online e fake news: pesquisando a formação docente em tempos de pandemia. Encontro Virtual da Abciber 2020. Rio de Janeiro: Anais Eletrônicos. http://abciber.org.br/simposios/index.php/virtualabciber/virtual2020/paper/view/975/496

Almeida, Wallace C. e Edméa O. Santos. 2018. Autorias colaborativas via aplicativos em rede: APP-docência em atos de currículo. In Tecnologias e educação digital: diálogos contemporâneos, organizado por Ariston de Lima Cardoso, Adilson Gomes dos Santos e Eniel do Espírito Santo, 201-222. Cruz das Almas: UFRB.

Almeida, Wallace C. e Edméa O. Santos. 2019. Autorias colaborativas via aplicativos em rede: práticas formativas em atos de currículo. In App-education: fundamentos, contextos e práticas educativas luso-brasileiras na cibercultura, organizado por Cristiane de Magalhães Porto e Edméa Santos, 171-87. Salvador: Edufba.

Almeida, Wallace C. e Edméa O. Santos. 2019 Perspectivas de autoria em práticas de APP-Learning. Educação & Linguagem 22 (1): 95-118. https://doi.org/10.15603/2176-1043/el.v22n1p95-118.

Almeida, Wallace C. e Edméa O. Santos. 2020a. De memes a fake news: desafios de uma pesquisa-formação na cibercultura. Educação em Foco 25 (1): 173-196. https://doi.org/10.22195/2447-524620202530436.

Almeida, Wallace C. e Edméa O. Santos. . 2020b. Reglus: uma proposta de prática pedagógica na cibercultura. Acta Scientiarum. Education 42(1): e52872. https://doi.org/10.4025/actascieduc.v42i1.52872.

Alves, Nilda. 2001. Decifrando o pergaminho – o cotidiano das escolas nas lógicas das redes cotidianas. In Pesquisa no/do cotidiano das escolas – sobre redes de saberes, organizado por Inês Barbosa de Oliveira e Nilda e Alves, 13-38. Rio de Janeiro: DP&A.

Alves, Nilda. 2009. Pesquisa nos/dos/com os cotidianos das escolas: sobre redes de saberes. Petrus. São Paulo.

Arendt, Hannah. 2016. Entre o passado e o futuro. São Paulo: Perspectiva.

Asimov, Isaac. 1950. I, Robot. Nova York: Gnome Press.

Certeau, Michael. 2014. A invenção do cotidiano: artes de fazer. Petrópolis: Editora Vozes.

Descartes, René. 1996. Discurso do método. São Paulo: Martins Fontes.

Dick, Philip Kindred. 1968. Do androids dream of electric sheep? Nova York: Doubleday

Epstein, Jeffrey e W. D. Klinkenberg. 2001. From Eliza to Internet: a brief history of computerized assessment. Computers in human behavior 17 (3): 295-314. https://doi.org/10.1016/S0747-5632(01)00004-8.

Freire, Paulo. 2011. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Ed. Paz e Terra.

Larrosa, Jorge. 2011. Experiência e alteridade em Educação. Revista Reflexão e Ação 19 (2): 4-27. https://doi.org/10.17058/rea.v19i2.2444.

Macedo, Roberto Sidnei. 2013. Atos de currículo e autonomia pedagógica: o socioconstrucionismo curricular em perspectiva. Petrópolis: Vozes.

Nadelson, Theodore. 1987. The inhuman computer/ the too-human psychotherapist. American Journal of Psychotherapy 41 (4): 489-498. https://doi.org/10.1176/appi.psychotherapy.1987.41.4.489.

Parisier, Eli. 2012. O filtro invisível: o que a internet está escondendo de você. Rio de Janeiro: Zahar.

Santaella, Lúcia. 2010. Culturas e artes do pós-humano: da cultura das mídias à cibercultura. São Paulo: Paulus.

Santaella, Lúcia. 2018. A pós-verdade é verdadeira ou falsa. Barueri, SP: Estação das Letras e Cores Editora.

Santaella, Lúcia. 2020. A semiótica das fake news. Verbum 9 (2): 9-25.

Santos, Edméa. 2005. Educação online: cibercultura e pesquisa-formação na prática docente. Tese em Educação, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, Bahia.

Santos, Edméa. 2015. Pesquisa-formação na cibercultura. Santo Tirso: Whitebooks.

Santos, Edméa. 2019. Pesquisa-formação na cibercultura. Teresina: Edufpi.

Santos, Thiago, Edméa Santos e Denise Filippo. 2019. As tecnologias computacionais contemporâneas e a educação: contribuições do ciborgue e dos objetos inteligentes. Rev. Diálogo Educação 19 (62): 987-1009. http://dx.doi.org/10.7213/1981-416X.19.062.DS04.

Singer, Peter Warren. 2019. ‘Guerra de likes’: precisamos dominar as ferramentas e fazer a verdade viralizar. In Pós-verdade e fake news: reflexões sobre a guerra de narrativas, organizado por Mariana Barbosa, 66-73. Rio de Janeiro: Cobogó.

Turing, Alan Mathison. 1950. Computing machinery and intelligence. Mind 59 (236): 433-460. https://doi.org/10.1093/mind/LIX.236.433.

Publicado
2021-08-24
Como Citar
Almeida, W. C. de, & Santos, E. O. dos. (2021). Chatbots para a formação docente: Novas possibilidades de aprendizagem em rede. Civitas - Revista De Ciências Sociais, 21(2), 248-259. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2021.2.39635