A formação continuada no serviço de coordenação de turno

Um relato de experiência

Palavras-chave: Formação continuada, Coordenação de turno, Implementação

Resumo

O presente relato apresenta uma proposta, que foi vivenciada na prática, sobre a formação dos educadores da coordenação de turno em um colégio particular da cidade de Novo Hamburgo/RS. A formação continuada dentro da escola é tema de muito estudo e análises na educação, principalmente através de autores como Antônio Nóvoa e Maurice Tardiff, ainda assim, os estudos estão voltados para professores e/ou estudantes, e quase nunca para os educadores da escola. Esta lacuna existente traz a possibilidade de pensar e estruturar novas propostas de intervenção sustentadas pelos eixos fundantes das concepções teóricas supracitadas. A construção desses blocos formativos se sustentou em temáticas que estão diretamente vinculadas à atuação profissional dos membros participantes: comunicação não violenta, disciplina positiva, educação inclusiva, mediação de conflitos e saúde mental. Esse movimento formativo apresentou uma relevante aproximação dos profissionais com suas práticas diárias, permitindo-lhes refletir sobre suas atuações e identificar pontos de melhoria na prática profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lafaiete Luiz de Oliveira Junior, Colégio Marista Pio XII (CMPio XII), Novo Hamburgo, RS, Brasil.

Pós-graduado em Gestão Esportiva pela Universidade Feevale, em Novo Hamburgo, RS, Brasil; pós-graduado em Atendimento Educacional Especializado pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul UERGS, em Novo Hamburgo, RS, Brasil. Coordenador de Turno no Colégio Marista Pio XII, em Novo Hamburgo, RS, Brasil.

Referências

LIMA, L. M. S. Motivação em sala de aula: a mola propulsora da aprendizagem. In: SISTO, F. F.; OLIVEIRA, G. C; FINI, L. D. T. (org.). Leituras de psicologia para formação de professores. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 148-161.

MORAN, J. Educação híbrida: um conceito-chave para educação hoje. In: BACICH, L.; TANZI NETO, A.; TREVISANI, F. M. (org.). Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015. p. 27-45.

NÓVOA, A. Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1997.

SANTOS, B. S.; SPAGNOLO, C.; STÖBAUS, C. D. O desenvolvimento profissional docente na contemporaneidade: implicações transformadoras para o ser e para o fazer. Revista Educação, Porto Alegre, v. 41, n. 1, p. 74-82, jan./abr. 2018.

SHON, D. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, A. Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 11. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

UNIÃO MARISTA DO BRASIL. Projeto educativo do Brasil Marista: nosso jeito de conceber a educação básica. Brasília: UMBRASIL, 2010.

UNIÃO SUL BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E ENSINO. Regimento escolar: educação infantil, ensino fundamental, ensino médio: Colégio Marista Pio XII. Novo Hamburgo: USBEE, 2016.

ZEICHNER, K. M.; DINIZ-PEREIRA, J. E. Pesquisa dos educadores e formação docente voltada para a transformação social. Cadernos de Pesquisa, São Luis, v. 35, n. 125, p. 63-80, maio/ago. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/v35n125/a0535125.pdf. Acesso em: 15 mar. 2021.

Publicado
2021-11-03
Como Citar
Junior, L. L. de O. (2021). A formação continuada no serviço de coordenação de turno: Um relato de experiência. Caderno Marista De Educação, 12(1), e40799. https://doi.org/10.15448/2763-5929.2021.1.40799
Seção
Relatos de Experiência