Categorização de blogs escritos por cientistas: uma proposta

Isaltina Gomes, Natalia Flores

Resumo


Apresenta-se uma proposta de categorização dos blogs escritos por cientistas, a partir da análise quantitativa de 1.329 posts de 43 blogs. A análise toma como parâmetros as seguintes características: função comunicacional, papel dos participantes e configuração discursiva. Propõe-se a existência de duas categorias de enunciação presentes nessas discursividades: do Cientista blogueiro divulgador, marcado por estratégias enunciativas de distanciamento e registros informativos (dividindo-se nas subcategorias de matéria de DC, agenda/mural) e do Cientista blogueiro protagonista, marcado por estratégias enunciativas de envolvimento e registros opinativos (subcategorias de agenda/vitrine, crítica, diário e pessoal). A emergência da categoria Cientista blogueiro protagonista em 75% do corpus permite classificar o blog como um espaço de expressão do self por meio da construção de uma imagem opinativa e subjetiva do cientista blogueiro.


Palavras-chave


Blogs de cientistas; estratégias enunciativas; discurso; divulgação científica

Texto completo:

PDF

Referências


BUENO, Wilson da Costa. Jornalismo cientifico: revisitando o conceito. In: Victor, C.; Caldas, G.; Bortoleiro, S (Org.). Jornalismo científico e desenvolvimento sustentável. São Paulo: All Print, 2009. p.157-78.

CALVO HERNANDO, Manuel. Periodismo Científico. Madrid: Editorial Paraninfo, 1992.

CHARAUDEAU, Patrick. Le dialogue dans un modèle de discours. Cahiers de Linguistique Française, n.17, Université de Genève, Suisse, 1995. Disponível em: http://www.patrick-charaudeau.com/Le-dialogue-dans-un-modele-de.html. Acesso em: 3 out. 2014.

FAGUNDES, Vanessa. Science blogs: communication, participation and public engagement. In: Anais do 13th International Public Communication of Science and Technology Conference 5-8 May 2014, Salvador, Brazil.

GOMES, Isaltina. A divulgação científica em Ciência Hoje: características discursivo-textuais. 287f. Tese (Doutorado em Lingüística), Universidade Federal de Pernambuco, 2000.

GREGG, Melissa. Feeling Ordinary: Blogging as Conversational Scholarship. Continuum: Journal of Media and Cultural Studies, p. 147-160, 2006.

JURDANT, Baudouin. Ecriture, réflexivité, scientificité. Sciences de la société, Toulouse, n. 67, p.131-143, 2006a.

______. Falar ciência? In: VOGT, Carlos. (org). Cultura Científica: desafios. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo: FAPESP, p. 44-55, 2006b.

KJELLBERG, Sara. I am a blogging researcher: motivations for blogging in scholarly context. First Monday, Bridgman, v. 15, n.8, 2 aug. 2010, Disponível em: http://firstmonday.org/htbin/cgiwrap/bin/ojs/index.php/fm/article/view/2962/2580 Acesso em: 31 jan. 2014.

KOUPER, Inna. Science blogs and public engagement with science: practices, challenges, and opportunities. 2010. Disponível em: http://jcom.sissa.it/archive/09/01/Jcom0901(2010)A02. Acesso em: 08 fev. 2013.

MAINGUENEAU, Dominique. Analyser les textes de communication. Paris: Armand Colin, 2014.

PORTO, Cristiane. Impacto da internet na difusão da cultura científica brasileira: as transformações nos veículos e processos de disseminação e divulgação científica. 2010. 97f. Tese (Doutorado) – Programa Multidisciplinar de Pós-graduação em Cultura e Sociedade/Faculdade de Comunicação, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-3729.2016.2.22090

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Métricas por PLOS ALM. Dados disponíveis somente após 12/2014.


ISSN-L: 1415-0549 | e-ISSN: 1980-3729


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada. Copyright: © 2006-2020 EDIPUCRS