Dança e identidade nacional na imprensa carioca do início do século XX: diálogos culturais e relações étnicas e de gênero

Karla Carloni

Resumo


A partir do exame de registros imagéticos e textuais presentes na imprensa carioca, o artigo analisa as práticas de danças sociais na cidade do Rio de Janeiro, durante as três primeiras décadas do século XX. Tendo como pressuposto a compreensão do corpo enquanto espaço de realização política e um importante meio de experiência e comunicação com o mundo, três temas são tratados: a tentativa de intelectuais brasileiros de definirem a identidade nacional por meio da analogia entre o caráter de um povo e as suas manifestações rítmicas; os diálogos transculturais entre ritmos e danças das Américas, da Europa e da África nos salões e palcos da capital do país; e, por fim, a formulação de diferentes perfis sociais, mais ou menos transgressores, por meio da prática da dança. Neste contexto, a dança revela-se como um meio de elaboração de identidade étnica, social e de gênero, sendo, ao mesmo tempo, alvo de discursos idealizados, racistas e moralizantes.


Palavras-chave


Dança; Identidade nacional brasileira; Raça; Gênero.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Martha. Da senzala ao palco: canções escravas e racismo nas Américas, 1870-1930. Campinas: Unicamp, 2016.

ABREU, Martha. O legado das canções escravas nos Estados Unidos e no Brasil: diálogos musicais no pós-abolição. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 35, n. 69, p. 177-204, 2015. https://doi.org/10.1590/1806-93472015v35n69009

ABREU, Martha. Sobre ‘mulatas orgulhosas e crioulos atrevidos’: conflitos raciais, gênero e nação nas canções populares (Sudeste do Brasil, 1890-1920). Tempo, Niterói, v.16, n. 8, p. 143-173, jan. 2004.

BARROS, Orlando de. Corações de chocolat. História da companhia negra de revistas (1926-27). Rio de Janeiro: Livre Expressão, 2005.

CARVALHO, B. Porous City. A cultural history of Rio de Janeiro (from the 1810s Onward). Liverpool: Liverpool University Press, 2013. https://doi.org/10.5949/liverpool/9781846319754.001.0001

CHASTEEN, John Charles. National Rhythms, African Roots. The Deep History of Latin American Popular Dance. Albuquerque: University of New Mexico Press, 2004.

DANTAS, Carolina Vianna. A nação entre samba, cordões e capoeiras nas primeiras décadas do século XX. ArtCultura, Uberlândia, v. 13, n. 22, jan.-jun. 2011.

DECORET-AHIHA, Anne. L’exotique, l’ ethnique et l’authentique. Civilisations. Revue internationale d’anthropologie et de sciences humaines, Bruxelas, n. 53, p. 149-166, 2006.

DOMINGUES, Petrônio. A ‘vênus-negra’ e a modernidade afroatlântica. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 23, n. 45, p. 95-124, jan.-jun. 2010.

EFEGÊ, J. Maxixe. A dança excomungada. Rio de Janeiro: Conquista, 1974.

GOMES, Thiago de M.; SEIGEL, Micol. Sabina’s Oranges: the colours of cultural politics in Rio de Janeiro, 1889-1930. Journal of Latin American Cultural Studies, Travesia, v. 11, n. 1, p. 5-28, 2002.

HOBSBAWN, Eric J.; RANGER, Terence. A invenção das tradições. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

JACOTOT, Sophie Bal. In: DELPORTE, C. Mollier; SIRINELLI, J. (Coord.). Dictionnaire d’histoire culturelle de la France contemporaine. France: Qudrige/Puf, 2010.

JACOTOT, Sophie Bal. Genre et danse nouvelles em France dans l’entre-deux-guerres. Transgressions ou crise de représentations? Clio, Histoire, femmes et sociétés, Paris, v. 27, p. 225-240, 2008.

KARUSH, Matthew B. Blackness in Argentina: jazz, tango and race before Perón. Past & Present, v. 216, n. 1, p. 215-245, August 2012.

KEHL, Maria Rita. Deslocamentos feminino. A mulher freudiana na passagem para a modernidade. 2. ed. São Paulo: Boitempo, 2016.

Le BRETON, David. Antropologia do corpo e modernidade. Petrópolis/Rio de Janeiro: Vozes, 2013.

LOPES, Antônio Herculano. Um forrobodó de arte e cultura. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 16, n. 62, p. 69-83, out. 2006.

PEREIRA, Leonardo Affonso de Miranda. Os Anjos da Meia- Noite: trabalhadores, lazer e direitos no Rio de Janeiro da Primeira República. Tempo, Niterói, v. 19, n. 35, jul.-dez. 2013.

PEREIRA, Leonardo Affonso de Miranda. Do congo ao tango: associativismo, lazer e identidades entre afro-portenhos na segunda metade do século XIX. Revista mundos do trabalho, Santa Catarina, v. 3, n. 6, p. 30-51, jul.-dez. 2011.

PERRY, Gill. O Primitivismo e o Moderno. In: HARRISON, Charles et al. Primitivismo, Cubismo, Abstração: começo do século XX. São Paulo: Cosac & Naif, 1998.

QUIJAD, Mónica. El paradigma de la homogeneidad. In: QUIJAD, Mónica; BERNAND, Carmen; SCHNEIDER, Arnd. Homogeneidad e y nación. Con um estúdio de caso: Argentina, siglos XIX y XX. Madrid: Consejo Superior de Investigaciones Científicas, 2000.

ROSE, Phyllis. A Cleópatra do jazz. Josephine Baker e seu tempo. Rio de Janeiro: Rocco, 1990.

SANDRONI, Carlos. Feitiço decente. Transformações do samba no Rio de Janeiro (1917-1933). Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

SEIGEL, Micol. Uneven encounters: making race and nation in Brazil in United States. Durham, N.C.: Duke University Press, 2009.

SOHEIT, Rachel. A sensualidade em festa: representação do corpo feminino nas festas populares no Rio de Janeiro na virada do século XIX para o XX. In: SOHEIT, Rachel; MATOS, Maria Izilda S. de (Org.). O corpo feminino em debate. São Paulo: Unesp, 2003.

SUQUET, Annie. O corpo dançante: um laboratório da percepção. In: CORBIN, Alain. História do corpo: as mutações do olhar. O século XX. Petrópolis: Vozes, 2008. Vol. 3.

SUQUET, Annie. L’éveil des modernités. Une histoire culturelle de la danse (1870-1945). França: Centre National de la Danse, 2012.

THOMPSON, Robert Farris. Tango: the art history of Love. New York: Pantheon Books, 2005.

VELLOSO, Monica Pimenta. Narrativas da brasilidade: Paris, Rio de Janeiro e o maxixe. Escritos. Revista da Fundação Casa de Rui Barbosa, Rio de Janeiro, v. 2, n. 2, 2008.

VELLOSO, Monica Pimenta. A dança como alma da brasilidade. Nuevo Mundo Mundos Nuevos. 15 mars 2007. Disponível em:

. Acesso em: 01 jun. 2018b.

VELLOSO, Monica Pimenta. Fon-Fon! em Paris: passaporte para a modernidade”. In: BARSO, Eliana C. Revista Senhor: modernidade cultura na imprensa brasileira. Rio de Janeiro: Secretaria Especial de Comunicação Social, 2008a.

AZEVEDO, Raul. Mlle. Contradição. Illustração Brasileira, Rio de Janeiro, out. 1923, p. 59.

Barroso , Sebastião. Musica Brasileira. Illustração Brasileira, Rio de Janeiro, abr. 1925, p. 16.

BILAC, Olavo. A tristeza dos poetas brasileiros. Kosmos, Rio de Janeiro, jan. 1906, p. 36.

BLANCHETTE. De Pariz. Fon-Fon!, Rio de Janeiro, fev. 1913, p. 27. CAMPOS, Lima. Cake-Walk. Kosmos, Rio de Janeiro, ago. 1904, p. 28.

CHRYSANTEME (Cecília Moncorvo Vasconcelos). Há oito anos... e hoje. Ilustração Brasileira, fev. 1925, p. 70.

COSTA, Angyone. Considerações de toda gente. Illustração Brasileira, Rio de Janeiro, out. 1923, p. 20.

FANTASIO (Olavo Bilac). A dansa no Rio de Janeiro. Kosmos, maio 1906, p. 49-51.

FRANÇA, João de (Adrien Delpech). Registo Humoristico. Rio de Janeiro, Fon-Fon!, 7 ago. 1920, p. 23.

GAVARNI (Felipe Daudt de Oliveira). Croquis às pressas. Fon- Fon!, Rio de Janeiro, 26 ago. 1911, p. 31.

JACINTHO. Poeiras da rua. Fon-Fon!, Rio de Janeiro, 27 nov. 1926, p. 38.

MIRANDA, A. Floresta. Concurso de maxixe. Fon Fon!, Rio de Janeiro, 18 fev. 1928, p. 36.

NORTE, João do (Gustavo Barroso). Jazzmania. Fon-Fon!, Rio de Janeiro, 27 out. 1923, p. 27.

PAURÍLIO, Carlos. Evanidade... Josephina Backer, a vitoriosa. Fon-Fon!, 23 nov. 1929, p. 31.

RIO, João do. Apologia da dança. Illustração Brazileira, 16 ago. 1914, p. 307-309.

S/A. As Mulheres e a dança. Fon-Fon!, Rio de Janiero, 16 jul. 1921, p. 4.

S/A. Coisas. Fon- Fon! Rio de Janeiro, 23 jun. 1928, p. 28-29.

S/A. Echos de Paris. Fon!Fon!, Rio de Janeiro, 22 ago. 1914, p. 10.

S/A. Evanidade... A arte de Thersypcore. Fon-Fon!, Rio de Janeiro, 01 out. 1927, p. 30.

S/A. Evolução da Dansa (caricatura). Fon-Fon!, Rio de Janeiro, 23 ago. 1913, p. 61.

S/A. Fon-Fon!, Rio de Janeiro, 22 jun. 1912, p. 80.

S/A. Fon-Fon!, Rio de Janeiro, 6 jun. 1926, p. 42.

S/A. Suelto. Fon-Fon!, Rio de Janeiro, 16 ago. 1913, p. 35.

S/A. Tango. Fon-Fon!, Rio de Janeiro, 01 nov. 1913, p. 31.

SODRÉ, Álvaro. Os cafés cantantes. Fon-Fon!, Rio de Janeiro: 26 jul. 1924, p. 31.

SODRÉ, Álvaro. Páginas da cidade. Fon-Fon! Rio de Janeiro, 27 set. 1924, p. 36.

STORNI, Alfredo. Salada da Semana (caricatura). O Malho, Rio de Janeiro, 18 maio 1912, p. 27.

TRISTÃO, Samuel (Álvaro Moreira). Palavras.... Fon-Fon!, Rio de Janeiro, 21 dez. 1912, p. 40.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-864X.2018.2.29096

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

e-ISSN: 1980-864X | ISSN-L: 0101-4064

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios - www.publicationethics.org



AVALIAÇÃO QUALIS CAPES - 2016 
ÁREA CAPES - História
CLASSIFICAÇÃO - A2

INDEXADORES E PORTAIS

  • Web of Science - Master Journals List (Clarivate Analytics)
  • SSCI - Social Sciences Citation Index (Clarivate Analytics)
  • AHCI - Arts and Humanities Citation Index (Clarivate Analytics)
  • Scopus (Elsevier)
  • SJR - ScIMAGO Journal & Country Rank (Elsevier)
  • Historical Abstracts with Full Text (EBSCO)
  • Academic Search Premier (EBSCO)
  • Fonte Acadêmica (EBSCO)
  • Fuente Academica (EBSCO)
  • CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades
  • DOAJ - Directory of Open Access Journals
  • LATINDEX - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
  • REDALYC - Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal
  • Portal CAPES

FATOR DE IMPACTO NO SJR (SCImago Journal & Country Rank)

SCImago Journal & Country Rank

Licença Creative Commons OriginalityCheck®
Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. 
TurnITin
Todos os artigos são submetidos ao software Turnitin, antes de iniciar qualquer tipo de avaliação.
Diadorim  Open Access 
Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul. 
 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS