A efetividade da gestão social e a prática do assistente social na Proteção Social Especial de Média Complexidade / The effectiveness of social management and the practice of the social worker in the Special Social Protection of Medium Complexity

Mariane Sauer, Vera Maria Ribeiro Nogueira

Resumo


O presente artigo tem como objetivo analisar o Serviço de Proteção e Atenção Especializado a Famílias e Indivíduos (PAEFI), que compõe a Proteção Social Especial de Média Complexidade da Política de Assistência Social, enfatizando aspectos relacionados à gestão social e à ação do assistente social. Foi construído a partir de uma revisão teórica e observação empírica da experiência de trabalho desenvolvida no PAEFI em Jaraguá do Sul (SC). A pertinência do tema surge a partir da observância da incipiente produção de referências sobre a correlação entre gestão social e a prática profissional nos Serviços de Média Complexidade. Ao realizar esta análise, busca-se identificar como se efetiva a gestão social na prática, que é aqui analisada enquanto um ato de governança das políticas sociais, em seu aspecto ampliado, abarcando a participação dos diversos atores sociais envolvidos.

Palavras-chave


Gestão Social; Serviço Social; Prática Profissional do Assistente Social; Proteção Social Especial de Média Complexidade

Texto completo:

PDF/A

Referências


ALCÂNTARA, Norma. Lukács: ontologia e alienação. São Paulo: Instituto Lukács, 2014.

Araújo, E.T. (In)consistência da gestão social e seus processos de formação: um campo em construção. 2012. 257 fl. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012.

AZEVEDO, Sérgio. Políticas públicas e governança em Belo Horizonte. Cadernos Metrópole, n. 3. São Paulo: EDUC, 2000. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/metropole/article/viewFile/9328/6923. Acesso em: 09 jun. 2015.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Orientações Técnicas: Centro de Referência Especializado de Serviço Social. Brasília: MDS, 2011.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Tipificação Nacional de Serviços Socio-Assistenciais. Brasília: MDS, 2009.

BRASIL Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Assistência Social: Política de Direitos à Seguridade Social. Capacita SUAS Caderno 1, Centro de Estudos e Desenvolvimento de Projetos Especiais da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Brasília: 2013.

CANÇADO, A.C.; TENÓRIO, F. G. PEREIRA, J. R. Gestão social: reflexões teóricas e conceituais. Cad. EBAPE.BR, v. 9, n. 3, artigo 1, Rio de Janeiro, set. 2011.

CHAUÍ, Marilena de Sousa. Cultura e democracia: o discurso competente e outras falas. São Paulo: Ed. Moderna, 1981.

CHIARA, M. VIRGILIO, M. Gestión de la política social: conceptos y herramientas. Buenos Aires: Prometeo Libros, 2008. Prólogo e Parte 1.

CONSELHO Federal de Serviço Social – CFESS. Código de Ética do Assistente Social. Brasília: CFESS, 1993.

FAGNANI, Eduardo. Fragmentação da luta política e agenda de desenvolvimento. Revista SER Social, v.16, n. 35, Brasília, 2014.

FALEIROS, Vicente de Paula. A violência sexual contra crianças e adolescentes e a construção de indicadores: a crítica do poder, da desigualdade e do imaginário. Revista SER Social, n. 2, Brasília, 1998.

IAMAMOTO, Marilda. Projeto profissional, espaços ocupacionais e trabalho do(a) assistente social na atualidade. In: CFESS, Conselho Federal de Serviço Social. Atribuições privativas do assistente social em questão. Edição Ampliada, 2012.

LARA, Ricardo. Os fundamentos ontológicos dos processos investigativos e o serviço social. Trabalho apresentado à Comissão Examinadora do Concurso Público. Florianópolis: 2008.

LOTTA, Gabriela Spanghero. O papel das burocracias do nível da rua na implementação de políticas públicas: entre o controle e a discricionariedade. In: FARIA, Carlos Aurélio P. (Org.). Implementação de políticas públicas: teoria e prática. Belo Horizonte: PUC/MG, 2012, p. 20-49.

MAIA, M. Gestão social – reconhecendo e construindo referenciais. Textos & Contextos (Porto Alegre), n. 4. Porto Alegre, 2005. http://revistaseletronicas.pucrs.br/fass/ojs/index.php/fass/article/view/1010/790.

MOTA, Ana Elizabete. Serviço social brasileiro: profissão e área do conhecimento. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 16, p. 17-27, 2013.

https://doi.org/10.1590/S1414-49802013000300003

Netto, J.P. A construção do projeto ético-político contemporâneo. In: ABEPSS/CFESS. Capacitação em serviço social e política social. Módulo 1 – Brasília: CEAD/ABEPSS/CFESS, 1999.

PMCid:PMC2195690

OLIVEIRA, Antonio. Burocratas da linha de frente: executores e fazedores das políticas públicas. Rev. Adm. Pública, Rio de Janeiro, v. 46, n. 6, p. 1551-73, nov./dez. 2012.

SANTOS, Maria Helena de Castro. Governabilidade, governança e democracia: criação de capacidade governativa e relações executivo-legislativo no Brasil pós-constituinte. Revista Dados, Rio de Janeiro, v. 40, n. 3, 1997. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0011-52581997000300003.

SIMIONATTO, Ivete. Estado, sociedade civil e espaços públicos: uma análise do "Plano Plurianual – 2004/2007". Revista Serviço Social e Sociedade, São Paulo: Cortez, n. 88, 2006.

WORLD BANK. Governance and development. The World Bank. Washington, 1992. Disponível em: http://www-wds.worldbank.org/external/default/WDSContentServer/WDSP/IB/1999/09/17/000178830_98101911081228/Rendered/PDF/multi_page.pdf. Acesso em: 09 jun.2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1677-9509.2016.2.22604


Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Textos & Contextos (Porto Alegre)
eISSN: 1677-9509
DOI: 10.15448/1677-9509
Avaliação do Qualis CAPES - 2016
Área Capes - Serviço Social
Classificação: A2
E-mail: textos@pucrs.br
 
 
Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul
 
 
Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS