Mobilidade urbana de crianças: agenda de pesquisa e possibilidades de análise

Fernanda Müller

Resumo


O artigo apresenta uma agenda de pesquisa em andamento sobre a mobilidade urbana de crianças em Brasília (DF). A mobilidade urbana de crianças que residem em Regiões Administrativas do Distrito Federal diferentes daquela onde estudam foi tratada tomando-se como campo uma escola-classe do Plano Piloto. O desenho metodológico compreendeu a sessão de um curta-metragem seguido de um debate, a realização de um desenho e uma entrevista individual com cada criança. Possibilitou acessar experiências de 243 crianças de pré-escola e Ensino Fundamental/Anos Iniciais. Os dados gerados permitiram uma análise sobre os modais e itinerários realizados, pessoas que acompanham as crianças nos percursos e interações. A mobilidade das crianças é bem mais complexa do que sugerem as pesquisas quantitativas de origem/destino. Combinações de modais, arranjos com parentes e amigos e outras estratégias de acomodação das necessidades de transporte das crianças são bastante frequentes.


Palavras-chave


Brasília (DF). Cidade. Infância. Mobilidade.

Texto completo:

PDF

Referências


A ILHA. Direção: Alê Camargo. Distrito Federal, 2008. Disponível em: Acesso em: 20 ago. 2016.

ALPARONE, Francesca R.; PACILLI, Maria G. On children’s independent mobility: the interplay of demographic, environmental, and psychosocial factors. Children’s Geographies, v. 10, n. 1, p. 109-122, Feb. 2012. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

AMORIM, Cláudia. N.; FLORES, Alice L. Edifícios residenciais das superquadras do Plano Piloto, Brasília: aspectos de preservação e conforto ambiental. Brasília: FAU, Universidade de Brasília, 2005.

BARKER, John. Men and motors? Fathers’ involvement in children’s travel. Early Child Development and Care, v. 178, n. 7-8, p. 853-866, Oct./Dec. 2008. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

CAMARGO, Jean Carlos G. Os medos e os processos de segregação sócio-espacial na cidade de Brasília. In: ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM CIÊNCIAS SOCIAIS

(ANPOCS), 34, 2010, Caxambu. Anais... Caxambu: Anpocs, 2010. p. 1-30.

CARVALHO, Diego L. Mobilidade urbana e cidadania no Distrito Federal: um estudo do programa Brasília integrada, 2008, Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Universidade de Brasília, Brasília, 2008.

CHRISTENSEN, Pia et al. Children, mobility and space: using GPS and mobile phone technologies in ethnographic rtesearch. Journal of Mixed Methods Research, v. 5, n. 3, p. 227-246, June 2011. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017

CLARK-IBÁÑEZ, Marisol. Framing the social world with photo-elicitation interviews. American Behavioral Scientist, v. 47, n. 12, p. 1507-1527, Aug. 2004. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

COLLINS, Damian; KEARNS, Robin A. Walking school buses in the Auckland region: a longitudinal assessment. Transport Policy, v. 17, n. 1, p. 1-8, Jan. 2010. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

CORDEIRO, Adriana T. Entre a casa e a escola: articulações discursivas em torno do transporte escolar privado. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓSGRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO

(ANPAD), 40, 2016, Costa do Sauípe (Mata de São João/BA). Anais… Mata de São João/BA: Anpad, 2016. p. 1-16.

CORDEIRO, Célia M. F. Anísio Teixeira, uma “visão” do futuro. Estudos Avançados, v. 15, n. 42, p. 39-52, May/Aug. 2001. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

COSTA, Lúcio. Relatório do Plano Piloto de Brasília. Brasília, 1991.

DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO (DENATRAN). Frota de veículos, 2016. Disponível em: . Acesso em: jan. 2017.

DUTRA, Cristian P. R. “Andando” na cadeirinha: reflexões sobre as infâncias automobilizadas da Grande Florianópolis. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2013.

FARIAS, Rhaisa N. P. Caderno de planejamento das atividades da turma do II Período. Distrito Federal, 2015 (mimeografado).

FARIAS, Rhaisa N. P.; MÜLLER, Fernanda. A cidade como espaço da infância. Educação & Realidade, v. 42, n. 1, p. 261-282, jan./mar. 2016. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

GOBBI, Márcia A. Lápis vermelho é de mulherzinha? Relações de gênero, desenho infantil e crianças pequenas. Revista Pro- Posições, v. 10, n. 1, p. 169-193, mar. 1999. Disponível em:

. Acesso em: 27 ago. 2017.

GOFFMAN, Erving. The presentation of self in everyday life. Garden City, N.Y.: Doubleday, 1959.

GOFFMAN, Erving. Behavior in public places: notes on the social organization of gatherings. New York: The Free Press, 1963.

GOFFMAN, Erving. The neglected situation. American Anthropologist, v. 66, n. 6, part 2, p. 133-136, 1964. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

GOFFMAN, Erving. Interaction ritual: essays on face-to-face behavior. New York, NY: Pantheon Books, 1982. GOOGLE MAPS. Disponível em: . Acesso em: jan. 2017.

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL (GDF). Distribuição de renda na Área Metropolitana Integrada de Brasília (Amib). Brasília, 2010. Disponível em: . Acesso em: nov. 2016.

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL (GDF). Lei nº 4.462, de 13 de janeiro de 2010. Brasília, 2010. Disponível em: . Acesso em: nov. 2016.

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL (GDF). Evolução da fecundidade no Distrito Federal entre 2000 e 2010. Brasília, 2013. Disponível em: . Acesso em: 13 nov. 2016.

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL (GDF). Pesquisa Metropolitana por Amostra de Domicílios (PMAD). Brasília, 2013. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2016.

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL (GDF). Síntese de informações socioeconômicas e geográficas. Brasília, 2014. Disponível em: . Acesso em: 4 nov. 2016.

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL (GDF). Programa de Mobilidade Urbana de Brasília. Brasília: 2016. Disponível em:

. Acesso em: 9 nov. 2016.

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL (GDF). Secretaria de Estado de Mobilidade Urbana. Brasília, 2016. Disponível em: http://www.semob.df.gov.br/. Acesso em: 2 dez. 2016.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Estimativas populacionais para os municípios e para as Unidades da Federação brasileiros. Brasília, 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2017.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL (IPHAN). Superquadra de Brasília: preservando um lugar de viver. Brasília, 2015.

JONES, Alasdair et al. Rethinking passive transport: bus fare exemptions and young people’s wellbeing. Health & Place, v. 18, p. 605-612, 2012. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

KOSMINSKY, Ethel V. Aqui é uma árvore, o Sol, a Lua. Aqui é um montão de guerra: o uso do desenho infantil em Sociologia. Cadernos Ceru, v. 9, p. 83-100, 1998.

KULLMAN, Kim. Transitional geographies: making mobile children. Social & Cultural Geography, v. 11, n. 8, p. 829-846, dez. 2010. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1080/14649365.2010.523839. Acesso em: 27 ago. 2017.

KYTTÄ, Marketta. The extent of children’s independent mobility and the number of actualized affordances as criteria for child-friendly environments. Journal of Environmental Psychology, v. 24, n. 2, p. 179-198, 2004. Disponível em:

. Acesso em: 27 ago. 2017.

MASON, Jennifer; TIPPER, Becky. Children, kinship and creativity. University of Manchester, Morgan Centre, 2006 (Morgan Centre Working Papers, University of Manchester). Disponível em: . Acesso em: 5 nov. 2017.

MÜLLER, Fernanda. Retratos da infância na cidade de Porto Alegre. 2007. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.

MÜLLER, Fernanda; NUNES, Brasilmar. F. Infância e cidade: um campo de estudo em desenvolvimento. Educação & Sociedade, v. 35, n. 128, p. 659-674, jul./set. 2014. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

MÜLLER, Fernanda; FARIAS, Rhaisa N. Geographies of contemporary childhoods in Brasilia/Brazil. Papers Infancia_c, n. 15, p. 1-15, 2016. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

MÜLLER, Verônica R.; ARRUDA, Fabiana M. O trânsito e o transporte na cidade: caminhos propostos pelas crianças para uma maior mobilidade em Maringá/PR. Série-Estudos, v. 1, n. 35, p. 117-135, jan./jun. 2013. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

NUNES, Brasilmar. Cidade vivida e cidade planejada: encontro da teoria com a pesquisa. Tomo, v. 16, p. 57-78, jan./jun. 2010. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

NUNES, Brasilmar F.; COSTA, Arthur. Distrito Federal e Brasília: dinâmica urbana, violência e heterogeneidade social. Cadernos Metrópole (PUCSP), v. 17, p. 35-58, 1º sem. 2007. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

PAVIANI, Aldo. A construção injusta do espaço urbano. In: PAVIANI, A. (Org.). A conquista da cidade. Brasília, DF: Universidade de Brasília, 1998. p.115-134.

PIRES, Flavia. Ser adulta e pesquisar crianças: explorando possibilidades metodológicas na pesquisa antropológica. Revista de Antropologia, v. 50, n. 1, p. 225-270, jan./jun. 2007. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

RAMOS, Anne Carolina. Sobre avós, netos e cidades: entrelaçando relações intergeracionais e experiências urbanas na infância. Educação & Sociedade, v. 35, n. 128, p. 781-809, jul./set. 2014. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

RISSOTTO, Antonella.; TONUCCI, Francesco. Freedom of movement and environmental knowledge in elementary school children. Journal of Environmental Psychology, v. 22, n. 1-2, p. 65-77, 2002. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

SABBAG, Gabriela M.; KUHNEN, Ariane; VIEIRA, Mauro L. A mobilidade independente da criança em centros urbanos. Interações, Campo Grande, v. 16, n. 2, p. 433-440, 2015. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

SALGADO, Marta M.; BICKNEL, David P.; GONZÁLEZPATIÑO, Javier. Del hogar a la ciudad como camino de ida y vuelta en el desarrollo de la identidad: el caso de las rutinas de la infancia urbana de clase media/alta en Madrid. Educação & Sociedade, v. 35, n. 128, p. 761-780, jul./set. 2014. Disponível em: .

Acesso em: 27 ago. 2017.

SOUSA, Emilene L. As crianças e a etnografia: criatividade e imaginação na pesquisa de campo com crianças. Iluminuras, v. 16, n. 38, p. 140-164, jan./jul. 2015. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

SOUZA, Edilson. Um plano educacional para um novo tempo: Anísio Teixeira e as escolas classe/escola parque de Brasília. Caderno Eletrônico de Ciências Sociais, Vitória, v. 3, n. 2, p. 39-52, 2016. Disponível em: http://periodicos.ufes.br/cadecs/article/view/13654/9674. Acesso em: 27 ago. 2017.

TONUCCI, Francesco. La ciudad de los niños: un modo nuevo de pensar la ciudad. Madrid: Fundación Germán Sánchez Ruipérez, 1997.

TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL. Transporte escolar da rede pública de ensino do Distrito Federal. Brasília, 2016. Disponível em: . Acesso em: 8 nov. 2016.

WIGGERS, Ingrid Dittrich. Corpos desenhados: olhares de crianças de Brasília através da escola e da mídia. 2003. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de Santa Catarina, Florianópolis, 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2018.2.30544




Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2017 EDIPUCRS