O desafio da mobilização institucional na formação docente

Patrícia Meyer, Cinthia Bitencourt Spricigo, Elisangela Ferretti Manffra, Dilmeire Sant'Anna Ramos Vosgerau

Resumo


A promoção do desenvolvimento profissional de professores é um desafio para as instituições de ensino superior que buscam a excelência na qualidade de ensino. Dentre os entraves está a dificuldade em equilibrar as necessidades individuais e institucionais, assim como envolver não apenas os professores, mas também colaboradores, gestores e estudantes. Este estudo de caso tem por objetivo examinar o desafio da mobilização institucional na formação docente a partir da atuação do setor responsável por essas estratégias no âmbito de uma universidade comunitária confessional, adotando como referencial teórico para análise Zabalza (2004), Saroyan e Amundsen (2004), Cunha (2010) e Veiga
et al. (2012). Estuda-se como o processo de criação e consolidação do Centro de Ensino e Aprendizagem (2014-2016) ocorreu, contemplando o contexto de origem, a articulação administrativa e as características do programa de formação instituído. Destacam-se, dentre as medidas tomadas para engajar e legitimar as ações, a adoção de diversas frentes de atuação simultâneas, o reconhecimento às boas práticas docentes e o incentivo ao compartilhamento de experiências.


Palavras-chave


Ensino superior. Desenvolvimento profissional. Formação docente. Professor universitário.

Texto completo:

PDF

Referências


BEDARD, D.; CLEMENT, M.; TAYLOR, K. L. Validation of a conceptual framework. In: SAROYAN, A.; FRENAY, M.

(Ed.). Building teaching capacities in higher education:a comprehensive internacional model. Sterling, Virginia: Stylus, 2010. p. 168-187.

CUNHA, M. I. da. Trajetórias e lugares de formação universitária: da perspectiva individual ao espaço institucional. Araraquara: Junqueira&Marin, 2010.

CRESWELL, J. W. Investigação qualitativa e projeto de pesquisa: escolhendo entre cinco abordagens. 3. ed. Porto Alegre: Penso, 2014.

MARTINS, V. et al. O comitê de inovação na graduação e a elaboração de princípios para a graduação como uma estratégia de mudança na cultura universitária: a experiência da PUCPR. In: COLÓQUIO INTERNACIONAL DE GESTÃO UNIVERSITÁRIA, 14., 2014, Florianópolis.

NIZA, S. Contextos cooperativos e aprendizagem profissional: a formação no movimento da Escola Moderna. In: FORMOSINHO, João (Org.). Formação de professores: aprendizagem profissional e ação docente. Porto: Porto Editora, 2009. p. 345-362.

OLIVEIRA, J. R.; MARTINS, V. Visão estratégica da graduação: a experiência da PUCPR. In: Colóquio Inter - nacional de Gestão Universitária , 14., 2014, Florianópolis.

PUCPR. Princípios Orientadores do Processo de Ensino e Aprendizagem. Curitiba, 2014.

PUCPR. Relatório de Autoavaliação. Curitiba, 2015a. Disponível em: www.pucpr.br/arquivosUpload/1237081891429272795.pdf. Acesso em: 20 out.2016.

PUCPR. PUCPR promove oficinas e conferências sobre metodologias ativas com Eric Mazur e Bennet Goldberg. Curitiba, 20 jul. 2015. 2015b. Disponível em: . Acesso em: 22 nov. 2016.

PUCPR. Evento busca compartilhar experiências e refletirsobre as práticas docentes na graduação. Curitiba, 10 set. 2015. 2015c. Disponível em: . Acesso em: 22 nov. 2016.

PUCPR. Evento acontece de 21 de setembro a 12 de dezembro e oferta aos professores diversas oficinas. Curitiba, 18 set. 2015. 2015d. Disponível em: . Acesso em: 22 nov. 2016.

PUCPR. Formação docente. Curitiba, 2016a. Disponível em:

. Acesso em: 21 nov. 2016.

PUCPR. Plano de desenvolvimento da graduação. Curitiba: PUCPRess, 2016b. Disponível em: . Acesso em: 16 nov. 2016.

PUCPR. Sobre devising. Curitiba, 22 jun. 2016. 2016c. Disponível em: . Acesso em: 16 nov. 2016.

PUCPR. Livro de professores da PUCPR discute princípios orientadores para o ensino superior. Curitiba, 25 jul. 2016. 2016d. Disponível em: . Acesso em: 16 nov. 2016.

SAROYAN, A.; AMUNDSEN, C. Rethinking teaching in higher education: from a course design workshop to a faculty development framework. Sterling: Stylus Publishing, 2004.

TAYLOR, K. L.; COLET, N. R. Making the shift from faculty development to educational development. In: SAROYAN, A.; FRENAY, M. (Ed.). Building teaching capacities in higher education: a comprehensive internacional model. Sterling,

Virginia: Stylus, 2010. p. 139-167. TRIPP, D. Pesquisa-ação: uma introdução metodológica. Educ. Pesq., São Paulo, v. 31, n. 3, p. 443-466, dez. 2005.

VEIGA, I. P. A. et al. Universidade e desenvolvimento profissional docente: propostas em debate. Araraquara, SP: Junqueira & Marin, 2012.

VOSGERAU, D. S. R.; ORLANDO, E. A.; MEYER, P. Produtivismo acadêmico e suas repercussões no desenvolvimento profissional de professores universitários. Educ. Soc., Campinas, v. 38, n. 138, p. 231-247, jan. 2017.

ZABALZA, M. A. Innovación en la enseñanza universitaria. Contextos educativos. Revista de Educación, [S.l.], p. 113-136, maio 2003. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2017.

ZABALZA, M. A. O ensino universitário: seu cenário, seus protagonistas. Porto Alegre: Artmed, 2004.

ZABALZA, M. A. Ser professor universitário hoy. La cuestión universitária, Madrid, n. 5, p. 69-81, 2009. Disponível em

. Acesso em: 7 dez. 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2018.2.27594




Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2017 EDIPUCRS