O trabalho docente nos cursos técnicos integrados na modalidade de Educação de Jovens e Adultos do Instituto Federal de Goiás

Mad Ana Desirée Ribeiro Castro

Resumo


Este artigo aborda o trabalho docente nos cursos técnicos integrados na modalidade de Educação de Jovens e Adultos. Tem como objetivo analisar dados levantados, por meio de questionário, sobre quem são e como desenvolvem a prática pedagógica os docentes dos cursos técnicos integrados na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Instituto Federal de Goiás (IFG). A análise é realizada a partir da formação desses docentes, e para isso, recupera-se tanto a trajetória histórica da EJA quanto da Educação Profissional e Tecnológica (EPT) como modos educativos vinculados à formação de trabalhadores “pobres”. O artigo reitera como desafio educacional para a profissionalização dos trabalhadores estudantes, dentre outros, a formação dos docentes que atuam na EJA e na EPT.


Palavras-chave


Educação de Jovens e Adultos; Educação Profissional e Tecnológica; Formação docente; Trabalhadores.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Adriana de. Um estudo do processo de implantação no Estado do Paraná do Proeja: problematizando as causas da evasão. 2008. Dissertação (Mestrado em Educação) – UFPR, Curitiba, 2008.

ARROYO, M. G. Educação de Jovens e Adultos: um campo de direitos e responsabilidade pública. In: SOARES, L.; GIOVANETTI, M. A.; GOMES, N. L. (Orgs.). Diálogos na Educação de Jovens e Adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

BARBOSA, S. C. A formação integrada omnilateral: fundamentos e práticas no Instituto Federal de Goiás a partir do Proeja. Tese (Doutorado) – UFG/FE. Goiânia, 2017.

BRASIL. Decreto-Lei n. 4.244, de 9 de abril de 1942.

______. Lei n. 5.540, de novembro de 1968.

______. Ministério da Educação. Conselho Federal de Educação. Resolução n. 03, de fevereiro de 1977.

______. Ministério da Educação. Conselho Federal de Educação. Resolução n. 07, de setembro de 1982.

______. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996.

______. Decreto n. 2.208, de 17 de abril de 1997.

______. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP n. 02, de 26 de junho de 1997.

______. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Parecer n. 11, de junho de 2000.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Educação Profissional: concepções, experiências, problemas e propostas. Brasília, DF. Anais, set. 2003.

______. Decreto n. 5.154, de 23 de julho de 2004.

______. Decreto n. 5.840, de 13 de julho de 2006.

______. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Parecer n. 05, de abril de 2006.

______. Secretaria da Educação Profissional e Tecnológica. Ações Proeja 2008. Disponível em:

file:///C:/Users/cliente/Downloads/proeja2008%20(3).pdf. Acesso em: mar. 2015.

______. IBGE. Censo Demográfico 2010. Disponível em:

http://censo2010.ibge.gov.br. Acesso em: 23 maio 2018.

______. Lei n. 12.513, de 26 de outubro de 2011.

CIAVATTA, M. A formação integrada: escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. In: FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. (Orgs.). Ensino Médio Integrado: concepções e contradições. São Paulo: Cortez, 2012.

FERNANDES, F. O desafio educacional. São Paulo: Cortez, 1989.

FERNANDES, F. A revolução burguesa no Brasil: ensaio de interpretação sociológica. Rio de Janeiro: Zahar, 1975.

FREITAS, J. A. A cartografia da constituição do sujeito professor da Educação Profissional e Tecnológica em Curso do Proeja: fazendo-se no caminho. 2015. Disponível em:

http://www.anped.org.br/sites/default/files/trabalhogt18-3652.pdf. Acesso em: 16 maio 2018.

INSTITUTO FEDERAL DE GOIÁS. Projeto Diálogos EJA. 2014. Mimeo.

MACHADO, L. R. de S. O desafio da formação dos professores para a EPT e Proeja. Educação & Sociedade, Revista de Ciência da Educação, Centro de Estudos Educação e Sociedade. Campinas, v. 32, n. 116, 2011.

MAGALHÃES, J. E. P.; NEVES, B. M. O Proeja e a formação de professores: o desafio da integração curricular. Disponível em:

http://portal.ead.ifrn.edu.br/wp-content/uploads/2012/coloquio/anais/eixo3/Jonas%20Emanuel%20Pinto%20Magalh%E2%88%86es%20.pdf. Acesso em: maio de 2018.

MANACORDA. M. A. Marx e a pedagogia moderna. Campinas, São Paulo: Alínea, 2010.

MARX. K.; ENGELS, F. Obras escolhidas, v. 1. São Paulo: Alfa-Ômega, [s/d.].

MOURA, A. P. A. Construção da identidade do docente na Educação de Jovens e Adultos: contribuições da prática de ensino e da extensão universitária. 2015. Disponível em:

http://www.anped.org.br/sites/default/files/trabalho-gt18-4491.pdf. Acesso em: 16 maio 2018.

PIRES, J. P. P.; SOARES, J. P. P. A formação docente dos profissionais da EJA e do Proeja: um novo olhar sobre a prática pedagógica. 2013. Disponível em:

http://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/livros/article/view/3784/2125. Acesso em: mar. 2015.

RUMMERT, S. M. A Educação de Jovens e Adultos trabalhadores brasileiros no século XX: o novo que reitera antiga destituição de direitos. Sísifo – Revista de Ciências da Educação, n. 2, jan./abr. 2007.

SANTOS, M. Entrevista ao Programa Roda Viva. 1997. Disponível em:

http://www.alfredo-braga.pro.br/discussoes/roda-viva.html. Acesso em: mar. 2015.

SCOPEL, E. G.; OLIVEIRA, E. C.; FERREIRA, M. J. de R. A Educação Popular nas experiências e práticas de integração curricular no Proeja. 2017. Disponível em:

http://anais.anped.org.br/sites/default/files/arquivos/trabalho_38anped_2017_GT18_647.pdf. Acesso em: 16 maio 2018.

SILVA, A. P. Os limites e possibilidades da formação integral: educação e trabalho numa perspectiva freireana. 2015. Disponível em:

http://www.anped.org.br/sites/default/files/trabalho-gt18-3660.pdf. Acesso em: 16 maio 2018.

SOARES, L. O educador de jovens e adultos e sua formação. Educação em Revista, n. 47, Belo Horizonte, junho de 2008. Disponível em:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982008000100005. Acesso em: mar. 2015.

VENTURA, J. A EJA e os desafios da formação docente nas licenciaturas. Revista da Faeeba – Educação e Contemporaneidade. Salvador, v. 21, n. 37, jan./jun. 2012.

______. A Educação de Jovens e Adultos trabalhadores no Brasil: revendo alguns marcos históricos. 2007. Disponível em:

http://www.iiep.org.br/curriculo_integrado.pdf. Acesso em: mar. 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2018.3.25716

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2017 EDIPUCRS