Infinito e tempo. A Filosofia da idéia de infinito e suas conseqüências para a concepção de temporalidade em Levinas

  • André Brayner de Farias

Resumo


O trabalho pretende mostrar como a filosofia da idéia de infinito em Levinas se articula com a concepção da temporalidade diacrônica. A referência filosófica mais explícita e recorrente da idéia de infinito em Levinas é o pensamento cartesiano da Terceira Meditação, porém outras influências muito relevantes para este tema provêm dos textos talmúdicos. Procuramos aproximar as duas fontes do pensamento levinasiano, filosofia e judaísmo, pela análise de dois conceitos fundamentais da obra de Levinas, infinito e temporalidade.
PALAVRAS-CHAVE – Infinito. Temporalidade. Ética.
ABSTRACT
The article seeks to show how the philosophy of the idea of infinite in Levinas is articuled with the conception of diachronic temporality. The more explicit and recurrent philosophical reference of the idea of infinity in Levinas’s thinking is the Cartesian proposition of the Third Meditation; however, other very important influences concerning this theme come from the Talmudic Lectures. We try to approximate the two sources of the Levinasian thinking through the analysis of two fundamental concepts of his work, infinity and temporality.
KEY WORDS – Infinity. Temporality. Ethics.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2006-08-30
Como Citar
Farias, A. B. de. (2006). Infinito e tempo. A Filosofia da idéia de infinito e suas conseqüências para a concepção de temporalidade em Levinas. Veritas (Porto Alegre), 51(2). https://doi.org/10.15448/1984-6746.2006.2.1840