O CONCEITO DE LIBERDADE NA ANTROPOLOGIA FILOSÓFICA DE LIMA VAZ

  • Paulo César Nodari Universidade de Caxias do Sul/RS
  • Gerson Bartelli Universidade de Caxias do Sul/RS
Palavras-chave: Liberdade. Pessoa. Bem. Transcendência. Vida segundo espírito. Realização.

Resumo

Este artigo apresenta o conceito de liberdade na antropologia filosófica de Henrique Cláudio de Lima Vaz. Ao enfatizar que sua antropologia é personalista, Lima Vaz estabelece, dialeticamente, a forma em que o sujeito, enquanto livre e racional, se autorrealiza como pessoa. Vista a problemática a partir da modernidade acerca da liberdade, a ênfase será dada à liberdade como aspecto essencial à constituição unitária da pessoa. Essa constituição é o ato total e profundo da essência humana. À luz da antropologia filosófica de Lima Vaz, mostrar-se-á, portanto, que a liberdade é o bem que deve conduzir o ser humano em sua tarefa e desafio de se autor-realizar como pessoa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo César Nodari, Universidade de Caxias do Sul/RS
Doutor em Filosofia. Professor na Universidade de Caxias do Sul/RS. E-mail: , .
Gerson Bartelli, Universidade de Caxias do Sul/RS
Bacharel em Filosofia pela Universidade de Caxias do Sul/RS. Estudante de Teologia na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. E-mail: .
Seção
Artigos