Medellín e o imperativo da Nova Evangelização

  • Cleusa Caldeira PUCPR
Palavras-chave: Nova Evangelização. Vaticano II. Medellín. América Latina. Pós-modernidade.

Resumo

Com este artigo, desejamos recuperar a origem e o sentido originário da expressão “nova evangelização”, gestada no contexto da Igreja Católica na América Latina, sob o espírito de renovação do Concílio Ecumênico Vaticano II, na Conferência de Medellín em 1968. Não é raro atribuir a João Paulo II asua paternidade, visto que inúmeras vezes o pontífice fez uso da expressão. Mas, não significa queele tenha captado e reconhecido sua verdadeira face. Seu projeto, em grande medida, parece que esteve distante do espírito do Vaticano II e da tradição libertadora latino-americana. Evidente queo conceito “nova evangelização”, plasmado em Medellín, tem conotação específica. Entretanto,parece que determinados processos de evangelização levados a cabo pela própria Igreja Católica, sobretudo a partir dos anos 1990, esteve distante do seu sentido originário. Nem toda denominada “nova evangelização” é realmente nova, tanto fora como aqui em nosso Continente. Entretanto, ainda que “brasa sob cinzas”, a nova evangelização, preconizada por Medellín, existe e resiste contra toda esperança. Por isso, o imperativo por uma “conversão pastoral”, da Conferência de Aparecida, parece ser o melhor caminho para se pensar na vigência da “nova evangelização” em tempos pós-modernos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cleusa Caldeira, PUCPR
Pós-doutora em teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2018). Doutora em Teologia pela Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (FAJE) em Belo Horizonte (2017). Mestre em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2011). Especialização em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2009). Bacharel em Teologia pelo Seminário Rev. Antonio de Godoy Sobrinho (2003), convalidou o diploma pela UNIFIL (2007), ambos em Londrina-Pr. Pesquisa sobre o acontecimento da redenção em contexto pós-moderno. Atualmente se propõe a desenvolver uma Teologia Negra Feminista na interlocução com o pensamento decolonial.Tem interesse especial nos temas: niilismo místico, experiência religiosa, hermenêutica negra feminista, leitura popular da Bíblia, pensamento decolonial, diálogo interreligioso. É consultora da CENACORA (Comissão Ecumênica Nacional de Combate ao Racismo). Membro da Soter ( Sociedade de Teologia e Ciências da Religião). Membro do Núcleo Ecumênico e de Diálogo Inter-religioso da PUCPR,

Referências

II CONFERÊNCIA GERAL DO EPISCOPADO LATINOAMERICANO. Medellín. Conclusões. A Igreja na atual transformação da América Latina à luz do Concílio, Petrópolis: Vozes, 1971.

III CONFERENCIA GENERAL DEL EPISCOPADO LATINO AMERICANO, Puebla. Conclusões. Evangelização no presente e no futuro da América Latina. São Paulo: Paulinas, 1979.

V CONFERÊNCIA GERAL DO EPISCOPADO LATINOAMERICANO. Aparecida. Documento de Conclusão. São Paulo: Paulinas, 2007.

BEOZZO, José Oscar. “500 Anos de Evangelização da América Latina: o que podemos aprender de suas luzes e sombras”. Revista Eclesiástica Brasileira, Rio de Janeiro, v. 52, fasc. 206, p. 282-316. jun.1992.

BOFF, Leonardo. “O Conflito dos Modelos de Evangelização para a América Latina: Reflexões a propósito dos 500 anos”. Revista Eclesiástica Brasileira, Rio de Janeiro. v. 52, fasc. 206, p. 344-386. jun. 1992.

BRIGHENTI, Agenor. A Igreja na América Latina e a “recepção criativa” do Concílio Vaticano II. In: União Marista do Brasil - UMBRASIL. (Org.). Utopias do Vaticano II. Que sociedade queremos? Diálogos. São Paulo: Paulinas, 2013. p. 229-255.

_______. Por uma evangelização realmente nova. Perspectiva Teológica, Belo Horizonte, v. 45, n. 125, p. 83-106, jan.-abr. 2013.

______. Nueva y antiga evangelización. El imperativo de una conversión pastoral. Efemérides Mexicana, México, v. 31, p. 67 101, 2013.

______. A desafiante proposta de Aparecida. São Paulo: Paulinas, 2007.

CALDEIRA, Cleusa. Teologia e niilismo pós-moderno: a subjetividade vulnerável como locus theologicus no pensamento de Carlos Mendoza Álvarez. Revista Pistis & Práxis, v. 9, n. 3, p. 810 838. 2018.

DOI: 10.7213/2175-1838.09.003.AO05

______. Dá Europa à América Latina. A vulnerabilidade como locus theologicus. Revista Perspectiva Teológica, v. 50, n. 2, p. 307-323, 2018.

DOI: 10.20911/21768757v50n2p307/2018

CONFERÊNCIA GERAL DO EPISCOPADO LATINOAMERICANO. Conclusões da Conferência de Medellin, 1968: trinta anos depois, Medellín é ainda atual? São Paulo: Paulinas, 2010.

DUQUOC, C. Je crois em l’Église. Précarité institucionelleet Règne de Dieu. Paris: Cerf, 1999. MELGUIZO YEPES, Guilhermo. La nueva evangelización 1965-2012. Del Vaticano II ao Sínodo de la nueva evagelización para la transformasión de la fé. Medellín, v. 38, n. 149, p. 7-25, jan.-mar. 2012.

MENDOZA-ÁLVAREZ, Carlos. Deus ineffabilis. El linguaje sobre Dios em tempos de pluralismo cultural y religioso. In: OLIVEIRA, Pedro A. Ribeiro de; DE MORI, Geraldo (Org.). Deus na Sociedade Plural: fé, símbolos, narrativas. Belo Horizonte: Soter/Paulinas, 2013. p. 129-153.

______. Extra Victimas Salus non est o de la vigência da la teologia de la liberación em tiempos posmodernos. In: BRIGHENTI, Agenor; HERMANO, Rosario (Org.). 50 años de Vaticano II. Análisis y perspectivas. Memorias del Congreso Continental de Teología. Colombia: Paulinas, 2013. p. 192-203.

______. O Deus escondido da pós-modernidade: desejo, memória e imaginação escatológica. Ensaio de teologia fundamental pós moderna. São Paulo: É Realizações, 2011.

_____. É possível falar sobre Deus na sociedade contemporânea Entrevista especial com Carlos Mendoza Álvarez. Instituto Humanitas Unisinos (30.09.2012). Disponível em:

http://www.ihu. unisinos.br/entrevistas/514111-e-possivel-falar-de-deus-na-contemporaneidade-entrevista-especial- com-carlos-mendoza-alvarez. Acesso em: 15 maio 2013.

MIRANDA, Mário de França. Em vista da nova evangelização. Perspectiva Teológic, Belo Horizonte. v. 45, n. 125, p. 13-34. jan. abr. 2013.

PAULO VI. Exortação Apostólica Pós-Sinodal Evangelii nuntiandi (8.12.1975). São Paulo: Paulinas, 1975.

ROBERT, Jean; RAHNEMA, Majid. La potencia de los pobres. Cideci Unitierra: San Cristóbal de Las Casas, 2012.

TABORDA, Francisco S. J. Evangelizacion para el tercer milênio. Santafé de Bogotá: Indo-American Press Service, 1994.

TOLAND, Eugenio M. M. La Misión Cristiana y la Cultura Postmoderna. Disponível em:

http:// amerindiaenlared.org/noticia/290/-la-mision-cristiana-y-la-cultura-postmoderna/. Acesso em: 21 set. 2013.

TRIGO, Pedro. Relaciones humanizadoras: um imaginario alternativo. Santiago de Chile: Universidad Alberto Hurtado, 2013.

Publicado
2018-12-27
Seção
Teologia e questões contemporâneas