Pintando o Deus verdadeiro – Boaventura, Ripa, Pacheco, e a Teologia da imagem

  • Ronel Alberti da Rosa
  • Mariciane Mores
  • Filipe Mirapalheta

Resumo

A relação do homem com a imagem representada, seja ela em pintura ou escultura, denota uma tensão estético-teológica que, partindo dos livros do Pentateuco e passando por inúmeros capítulos difíceis, mormente durante a Idade Média, chega ao século XXI sempre atual. No centro das discussões, entre os séculos XIII e XVI, a questão da justificação das imagens sagradas ocupou brilhantes teóricos e estudiosos da arte, os quais buscaram na tradição filosófica argumentos para contrapô-los aos que desejavam banir dos templos qualquer representação pictórica. São Boaventura (1221-1274), Cesare Ripa (1560-1625), e Francisco Pacheco (1564-1644) são os fundadores da Iconologia cristã enquanto ciência teológica das imagens, e sua contribuição para o relacionamento estético e gnosiológico dos fiéis com o espaço sagrado do templo perdura em coerência e importância. PALAVRAS CHAVE: iconologia; arte; estética; imagem de Deus.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Seção
Artigos