Use of chest radiography in pediatric intensive care unit

  • Ricardo Mengue de Souza Pucrs
  • Matteo Baldisserotto PUCRS
  • Jefferson Pedro Piva UFRGS
  • Edgar Enrique Sarria Icaza PUCRS
Keywords: HEALTH PERSONNEL, HEALTH PROFESSIONALS, X-RAYS, RADIOGRAPHY, THORACIC, CHEST, PEDIATRIC INTENSIVE CARE UNIT.

Abstract

AIMS: To review the use of chest radiography in pediatric intensive care unit. SOURCE OF DATA: Original and review articles in Medline/PubMed and Lilacs databases, using the key words: health professionals, x-ray/x-rays, chest; pediatric intensive care unit. SUMMARY OF FINDINGS: Pediatric radiology had its beginning concomitantly to general radiology, just after x-rays discovering. The main point came in the 1990s with the need of experts in the area. X-ray is the most used exam in Pediatrics. It is possible to help and determine diagnoses, to locate tubes, catheters and probes, to analyze thoracic condition pre and post medical procedures and to evaluate clinical evolution by x-rays. Children admitted to intensive care units are subjected to numerous chest x-rays, considerably increasing their exposure dose. For most clinical indications, a simple frontal image of the chest is enough. Knowledge of the chest radiological technique has proven important in reducing radiation dose, image artifacts and misdiagnosis. CONCLUSIONS: Chest x-ray is recognized as a very important tool in the evaluation and management of the daily routine of the pediatric intensive care unit. It is used to evaluate functioning of equipment that is used to ventilate, moisturize and monitor a child who receives intensive care. For most clinical indications, a simple frontal image of the chest is enough.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Ricardo Mengue de Souza, Pucrs
Mestre em Pediatria e Saúde da Criança pela Faculdade de Medicina da PUCRS (2013), Especialista em Saúde da Família pela POSEAD-Brasília (2011), em Gestão de Pessoas pela Universidade Luterana do Brasil (2011) e em Educação a Distância pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (2009). Enfermeiro graduado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2008). Atualmente, Enfermeiro da Estratégia de Saúde da Família pelo IMESF - POA, Professor da Secretaria Nacional da Segurança Pública, Auxiliar de Perícias e Técnico em Radiologia no Departamento Médico Legal de Porto Alegre.
Matteo Baldisserotto, PUCRS
Matteo Baldisserotto é doutor em Medicina (Radiologia), pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente, é professor do Curso de Graduação da Faculdade de Medicina e de Pós-graduação em Pediatria e Saúde da Criança, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Atualmente, é coordenador do Centro de Imagem do Instituto do Cérebro da PUCRS. Desenvolve estudos na linha de pesquisa direcionada ao diagnóstico das doenças da criança e do adolescente, através dos diferentes métodos de imagem (radiologia, ultrassonografia, tomografia computadorizada e ressonância magnética), bem como a apresentação anatômica normal destas modalidades. Possui alguns estudos que se tornaram referência para a literatura inglesa, especialmente sobre Apendicite, Diverticulite de Meckel e Escroto agudo pediátrico. Já foi professor convidado para proferir palestras no Hospital for Sick Children, da Universidade de Havard, em Boston; no Mattel Childrens Hospital, da UCLA, em Los Angeles; e no Hospital for Sick Children, da Universidade de Toronto. É revisor do American Journal of Roentgenology, jornal científico da The American Roentgen Ray Society, desde 2006. Foi Diretor Técnico do Hospital São Lucas, da PUCRS, entre os anos de 2004 e 2008. Realizou Pós-Doutorado em Radiologia Médica pela Universidade de São Paulo em 2010, com área de concentração em Tomografia Computatorizada e Ressonância do Abdome.
Jefferson Pedro Piva, UFRGS
Jefferson Pedro Piva Professor Titular de Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), tendo iniciado a carreira em 1989. Foi Professor Adjunto do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da Pontificia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) de 1996 a 2012. É mestre em Farmacologia clínica (FFFCMPA 1994) e Doutor em Medicina: Pediatria (UFRGS-1999). Tem grande experiência em publicações na área de Pediatria e Medicina Intensiva Pediátrica: autor de cinco livros de Medicina Intensiva Pediátrica; Editor do Jornal de Pediatria (1994-2003), Editor Associado do Jornal de Pediatria (2003-2010); Associate Editor do Pediatric Critical Care Journal (2000- até hoje); Editor Associado da Revista Brasileira de Terapia Intensiva (2004- até hoje); Editor Acadêmico do Programa de Atualização em Terapia Intensiva Pediátrica (Protiped) desde 2009, desenvolvido pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB) com mais de 2000 inscrições anuais. Colaborou como autor de capítulos em diversos livros nacionais e internacionais; publicou mais de uma centena de artigos em periódicos indexados. É membro Permanente do Programa de Pós-graduação em Pediatria da UFRGS. Entre 1998 e 2012 foi Professor Permanente do Programa de Pós Graduação em Pediatria da PUCRS sendo responsável por 3 disciplinas, tendo orientando mais de 30 alunos alunos de mestrado e doutorado nesse período. Tem como principais linhas de investigação: insuficiência respiratória, ventilação mecânica, choque séptico, ética, fármacos e drogas em pacientes críticos. Por sua liderança na Medicina Intensiva Brasileira, já coordenou diversos estudos colaborativos nessa área. É membro atuante de diversas sociedades científicas, tendo desempenhado cargos diretivos na Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB), na Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), na Sociedad Latino-Americana de Cuidados Intensivos Pediátricos (SLACIP) e na World Federation of Pediatric Intensive and Critical Care Societies (WFPICCS), tonde foi sócio fundador (1998) e exerceu a vice-Presidencia entre 1998 e 2005). É conselheiro por três gestôes consecutivas do Conselho Regional de Medicina do RS (CREMERS 1998-2003; 2003-2008; 2008-2013). É coordenador das Câmaras Técnicas do CREMERS (2009-2013). No Conselho Federal de Medicina é Membro de três Câmaras Técnicas: a) Cuidados Paliativos e Terminalidade, b) Medicina Intensiva e c) Morte Encefálica onde foi co-relator da nova resolução de Morte encefálica (aprovada em 11/06/2011). Já Presidiu ou coordenou a comissão científica de Congressos Brasileiros de Terapia Intensiva Pediátrica (1986, 1988), Congresso Brasileiro de Pediatria (1991), Congresso Latino-Americano de Cuidados Intensivos em Pediatria (2001 e 2004), Congresso Mundial de Terapia Intensiva Pediátrica (Montreal-2000 e Boston -2003). Foi chefe associado da UTI pediátrica do H. São Lucas da PUCRS (1996-2012), Chefe do Serviço de Emergência do H. de Clínicas de Porto Alegre -UFRGS (1994-1999; 2011-2012). Exerce atualmente o cargo de Chefe do Serviço de Emergência e Medicina Intensiva Pediátricas (2012- ), onde desenvolve atividades docentes com alunos da graduação, residentes de pediatria e pós graduandos(mestrandos e Doutorandos). Por sua distinguida atuação na Pediatria Brasileira foi homenageado com a indicação de membro efetivo da cadeira 33 da Academia Brasileira de Pediatria (2003- ), tendo, também sido destacado como dos médicos mais admirados de nosso país.
Edgar Enrique Sarria Icaza, PUCRS
Possui Titulo de Médico (1991) e de Pediatra (1994) pela Universidade Nacional Autônoma da Nicarágua (UNAN; Mestrado em Pediatria (2003) e Doutorado em Pneumologia (2007) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Brasil). Durante 2002 e 2003 foi Fellow do Serviço de Pneumologia Pediátrica no Hospital da Criança Santo Antônio (HCSA) do qual foi membro (2003-2011). Durante 2003-2005 foi o coordenador do projeto de treinamento em asma para pediatras no HCSA. Foi bolsista da ATS em 2007 para a realização do curso MECOR (Methods in Epidemiologic, Clinical & Operations Research); em 2008 foi asistente de pesquisa no Departamento de Medicina Infantil da Universidad de Santiago, no Chile. Durante 2009 e 2010 realizou pós-doutorado em pneumologia pediátrica na Indiana University, trabalhando nas linhas de pesquisa: determinantes precoces da asma em crianças, e métodos na avaliação do desenvolvimento pulmonar em crianças. Atualmente trabalha como pesquisador em pneumologia pediatrica do Instituto de Pesquisas Biomédicas da PUCRS dentro do Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD) auspiciado pela CAPES. Com interesses em métodos diagnósticos, funcionalismo respiratório e qualidade de vida relacionada à saúde nas doenças respiratórias de crianças e adolescentes,
Published
2013-10-19
How to Cite
Souza, R. M. de, Baldisserotto, M., Piva, J. P., & Icaza, E. E. S. (2013). Use of chest radiography in pediatric intensive care unit. Scientia Medica, 23(3), 191-198. Retrieved from https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/scientiamedica/article/view/13986
Section
Review Articles