Evidência de Validade Convergente entre Instrumentos de Avaliação da Consciência Fonológica

  • Adriana Cristina Boulhoça Suehiro Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
  • Acácia Aparecida Angeli dos Santos Universidade São Francisco
Palavras-chave: Validade, parâmetros psicométricos, consciência fonológica.

Resumo

O presente estudo buscou por evidência de validade convergente entre instrumentos de avaliação da consciência fonológica. Participaram 221 crianças, ambos os sexos, entre 6 e 12 anos (M=8,53; DP=1,40) de segundo ao quinto ano do Ensino Fundamental de escola pública do interior de São Paulo. Os participantes foram submetidos, individualmente, ao Roteiro de Avaliação da Consciência Fonológica (RACF) e à Prova de Consciência Fonológica por Produção Oral (PCFO). Foi identificada uma correlação positiva e moderada (r=0,64) entre os instrumentos, indicando que o RACF pode ser usado para avaliar o mesmo construto. Considerando que é um instrumento de rastreio poderá fornecer uma avaliação rápida e de baixo custo para ser usada nessa etapa da escolarização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriana Cristina Boulhoça Suehiro, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Psicóloga. Doutora em Psicologia pelo Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia da Universidade São Francisco, pós-doutoramento em Educação pela Faculdade de Educação da UNICAMP e docente da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia – Santo Antônio de Jesus. 

Acácia Aparecida Angeli dos Santos, Universidade São Francisco

Psicóloga. Doutora em Psicologia Escolar e Desenvolvimento Humano pela USP e Docente da Graduação e do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia da Universidade São Francisco/ Itatiba. Bolsista produtividade do CNPq.

Referências

Antoniazzi, M. I. B., Suehiro, A. C. B., & Santos, A. A. A. (2005). A relação entre a alfabetização e a consciência fonológica. In VII Congresso Nacional de Psicologia Escolar e Educacional. Curitiba-PR.

Barrera, S. D., & Maluf, M. R. (2003). Consciência metalingüística e alfabetização: um estudo com crianças da primeira série do ensino fundamental. Psicologia: Reflexão e Crítica, 16(3), 491-502.

Babayigit, S., & Stainthorp, R. (2011). Modeling the Relationships between Cognitive-Linguistic Skills and Literacy Skills: New Insights from a Transparent Orthography. Journal of Educational Psychology, 103(1), 169-189.

Bernardino Júnior, J. A., Freitas, F. R., Souza, D. G., Maranhe, E. A., & Bandini, H. H. M. (2006). Aquisição de leitura e escrita como resultado do ensino de habilidades de consciência Fonológica. Revista Brasileira de Educação Especial, 12(3), 423-450.

Bradley, L, & Bryant, P. (1983). Categorizing sounds and learning to read - a causal connection. Nature, 301, 419-521.

Capovilla, A. G. S., & Capovilla, F. C. (1998). Prova de consciência fonológica: desenvolvimento de dez habilidades da pré-escola à segunda série. Temas sobre Desenvolvimento, 7(37), 14-20.

Capovilla, A. G. S., & Capovilla, F. C. (2002). Otimizando a aquisição da linguagem escrita: comparação entre os métodos fônico e global de alfabetização. Cadernos de Psicopedagogia, 2(3), 68-97.

Capovilla, A. G. S., Capovilla, F. C., & Silveira, F. B. (1998). O desenvolvimento da consciência fonológica, correlações com leitura e escrita e tabelas de estandardização. Ciência Cognitiva: Teoria, Pesquisa e Aplicação, 2(3), 113-160.

Capovilla, A. G. S., Dias, N. M., & Montiel, J. M. (2007). Desenvolvimento dos componentes da consciencia fonológica no ensino fundamental e correlação com nota escolar. Psico-USF, 12(1), 55-64.

Cardoso-Martins, C. (1991). A consciência fonológica e a aprendizagem inicial da leitura e da escrita. Cadernos de Pesquisa, (76), 41-49.

Cardoso-Martins, C., & Frith, U. (1999). Consciência fonológica e habilidade de leitura na Síndrome de Down. Psicologia: Reflexão e

Crítica, 12(1), 209-224.

Cárnio, M. S., & Santos, D. (2005). Phonological awareness improvement in primary school students. Pró-Fono Revista de Atualização Científica, 17(2), 195-200.

Correa, J. (2001). A aquisição do sistema de escrita por crianças. In J. Correa, A. G. Spinillo, & S. Leitão (Orgs.), Desenvolvimento da linguagem escrita e textualidade (pp. 17-70). Rio de Janeiro: NAU: FAPERJ.

Corrêa, M. F., & Cardoso-Martins, C. (2012). O Papel da Consciência Fonológica e da Nomeação Seriada Rápida na Alfabetização. Psicologia: Reflexão e Crítica, 25(4), 802-808.

Cunha, V. L. O., & Capellini, S. A. (2009). Desempenho de escolares de 1ª. a 4ª. série do ensino fundamental nas provas de habilidades metafonológicas e de leitura-PROHMELE. Revista Sociedade Brasileira Fonoaudiologia, 14(1), 56-68.

Dancey, C. P., & Reidy, J. (2006). Análise de Correlação: o r de Pearson. In C. P. Dancey, & J. Reidy (Orgs.), Estatística sem Matemática para a Psicologia: usando SPSS para Windows (pp. 178-218). Porto Alegre: Artmed.

Dias, N. M., & Bighetti, C. A. (2009). Intervenção em habilidades metafonológicas em estudantes do ensino fundamental e desenvolvimento de leitura. Psicologia em Revista,15(3), 140-158.

Fukuda, M. T. M., & Capellini, S. A. (2012). Programa de Intervenção Fonológica Associado à Correspondência Grafema-Fonema em Escolares de Risco para a Dislexia. Psicologia: Reflexão e Crítica, 25(4), 783-790.

Godoy, D. M. A., Fortunato, N., & Paiano, A. (2014). Panorama da última década de pesquisas com testes de consciência fonológica. Temas Psicologia, 22(2), 313-328.

Goswami, U., & Bryant, P. (1997). Phonological skills and learning to read. Hove, UK: Psychology Press Ltd.

Gough, P. B., Larson, K. C., & Yopp, H. (1995). A estrutura da consciência fonológica. In C. Cardoso-Martins, Consciência fonológica e alfabetização (pp. 13-35). Petrópolis: Vozes.

Hagen, V., Miranda, L. C., & Mota, M. M. P. E. (2010). Consciência morfológica: um panorama da produção científica em línguas alfabéticas. Psicologia: Teoria e Prática, 12(3), 135-148.

Justi, C. N. G., & Roazzi, A. (2012). A Contribuição de Variáveis Cognitivas para a Leitura e a Escrita no Português Brasileiro. Psicologia: Reflexão e Crítica, 25(3), 605-614.

Justi, C. N. G., Roazzi, A., & Justi, F. R. R. (2014). São as tarefas de nomeação seriada rápida medidas do processamento fonológico? Psicologia: Reflexão e Crítica, 27(1), 44-54.

Kim, Y. (2009). The foundation of literacy skills in Korean: the relationship between letter-name knowledge and phonological awareness and their relative contribution to literacy skills. Reading and Writing: An Interdisciplinary Journal, 22(8), 907-931.

Landgraf, S., Beyer, R., Hild, I., Schneider, N., Horn, E., Schaadt, G., Foth, M., Pannekamp, A., & Van Der Meer, E. (2012). Impact of phonological processing skills on written language acquisition in illiterate adults. Developmental Cognitive Neuroscience, 2(1), 129-138.

Monteiro, S. M., & Soares, M. (2014). Processos cognitivos na leitura inicial: relação entre estratégias de reconhecimento de palavras e alfabetização. Educação e Pesquisa, 40(2), 449-466.

Mota, M. M. P. E., & Guimarães, S. B. (2011). Leitura contextual e o processamento metalinguístico: considerações teóricas. Paidéia, 21(49), 279-283.

Mota, M. M. P. E., & Santos, A. A. A. (2009). O papel da Consciência Fonológica na leitura contextual medida pelo teste de Cloze. Estudos de Psicologia-Natal, 14(3), 207-212.

Mota, M. M. P. E., Vieira, M. T., Bastos, R. R., Dias, J., Paiva, N., Mansur-Lisboa, S., & Andrade-Silva, R. (2012). Leitura Contextual e Processamento Metalingüístico no Português do Brasil: Um Estudo Longitudinal. Psicologia: Reflexão e Crítica, 25(1), 114-120.

Nascimento, L. C. R. (2006). Consciência Fonológica. [On-line]. Recuperado de http://www.fonoesaude.org/consfonologica.htm.

Novaes, C. B., Mishima, F., & Santos, P. L. (2013). Treinamento breve de consciência fonológica: impacto sobre a alfabetização. Revista Psicopedagogia, 30(93), 189-200.

Paula, G. R., Mota, H. B., & Keske-Soares, M. (2005). A terapia em consciência fonológica no processo de alfabetização. Pró-Fono Revista de Atualização Científica, 17(2), 175-184.

Pedras, C. T. P. A., Geraldo, T., & Crenitte, P. A. P. (2006). Consciência fonológica em crianças de escola pública e particular. Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, 11(2), 65-69.

Pedro, C., Oliveira, T., Lousada, M., & Couto, P. S. (2014). Estudo sobre a intervenção em crianças falantes do Português Europeu com atraso fonológico. DELTA, 30(1), 61-93.

Pestun, M. S. V. (2005). Consciência fonológica no início da escolarização e o desempenho ulterior em leitura e escrita: estudo correlacional. Estudos de Psicologia, 10(3), 407-412.

Pestun, M. S. V., Omote, L. C. F., Barreto, D. C. M., & Matsuo, T. (2010). Estimulação da consciência fonológica na educação infantil: prevenção de dificuldades na escrita. Psicologia Escolar e Educacional, 14(1), 95-104.

Phillips, B. M., Clancy-Manchetti, J., & Lonigan, C. J. (2008). Successful phonological awareness instruction with preschool children. Topic in Early Childwood Special Education, 28(1), 3-17.

Prieto, G. & Muñiz, J. (2000). Un modelo para evaluar la calidad de los testes utilizados en España. Papeles del Psicólogo, 77, 65-75.

Roazzi, A., & Dowker, A. (1989). Consciência fonológica, rima e aprendizagem da leitura. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 5(1), 31-55.

Salgado, C., & Capellini, S. A. (2004). Desempenho em leitura e escrita de escolares com transtorno fonológico. Psicologia Escolar e Educacional, 8(2), 179-188.

Suehiro, A. C. S., & Santos, A. A. A. (2011). Roteiro de Avaliação da Consciência Fonológica (RACF). Acta Colombiana de Psicología,14(1), 147-154.

Santos, A. A. A. (1996). A influência da consciência fonológica na aquisição da leitura e da escrita. In F. F. Sisto, G. C. Oliveira, L. D. T. Fini, M. T. C. C. Souza, & R. P. Brenelli (Orgs.), Atuação psicopedagógica e aprendizagem escolar (pp. 213-247). Petrópolis: Vozes.

Shaywitz, S. (2006). Entendendo a dislexia: um novo e completo programa para todos os níveis de problemas de leitura. Porto Alegre: Artmed.

Suehiro, A. C. S., & Santos, A. A. A. (2011). Roteiro de Avaliação da Consciência Fonológica (RACF). Acta Colombiana de Psicología, 14(1), 147-154.

Torgesen, J. K., Wagner, R. K., & Rashotte, C. A. (1994). Longitudinal of phonological procesing and reading. Journal of Learning Disabilities, 27(5), 276-286.

Urbina, S. (2007). Fundamentos da testagem psicológica. Porto Alegre-RS: Artmed.

Yopp, H. K. (1988). The validity and reliability of phonemic awareness tests. Reading Research Quarterly, 23(2), 159-177.

Publicado
2015-12-08
Como Citar
Suehiro, A. C. B., & Santos, A. A. A. dos. (2015). Evidência de Validade Convergente entre Instrumentos de Avaliação da Consciência Fonológica. Psico, 46(4), 452-460. https://doi.org/10.15448/1980-8623.2015.4.20028
Seção
Artigos