Funcionamento Diferencial dos Itens para o Inventário de Percepção de Suporte Familiar

  • Juliana Oliveira Gomes Universidade São Francisco
  • Makilim Nunes Baptista Universidade São Francisco
Palavras-chave: Funcionamento diferencial do item, Teoria da Resposta ao Item, Modelo de Rash, Suporte familiar.

Resumo

Parte dos estudos sobre família envolve o suporte familiar, construto base do Inventário de Percepção do Suporte Familiar (IPSF). Várias pesquisas utilizando este instrumento podem ser encontradas, contudo sem resultados conclusivos sobre a diferença entre sexos no construto. Uma das formas de se verificar este viés se dá pelo funcionamento diferencial dos itens (DIF) e nesse sentido, este artigo teve como objetivo verificar se existe DIF em função do sexo para o IPSF, a partir de um banco de dados com 1322 sujeitos. Três itens apresentaram DIF favorecendo o grupo feminino e quatro, o masculino. Pelo princípio de equidade pode-se inicialmente indicar equilíbrio dos vieses, entretanto pela análise complementar de comparação das médias dos Thetas antes e após ancoragem dos itens sem DIF, foi possível identificar que, na prática, os vieses podem ter relação a aspectos externos à amostra, e não aos itens do teste, garantindo suas características psicométricas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Oliveira Gomes, Universidade São Francisco
Psicóloga. Mestre em Psicologia pela Universidade São Francisco. Discente do curso de Pós-graduação Stricto Sensu - Doutorado em Psicologia da Universidade São Francisco, Itatiba, SP. Bolsista CAPES.
Makilim Nunes Baptista, Universidade São Francisco
Doutor pelo Depto de Psiquiatria e Psicologia Médica da Escola Paulista de Medicina. Docente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia da Universidade São Francisco, Itatiba, São Paulo. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq.
Publicado
2014-02-11
Como Citar
Gomes, J. O., & Baptista, M. N. (2014). Funcionamento Diferencial dos Itens para o Inventário de Percepção de Suporte Familiar. Psico, 44(4), 490-498. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/11022
Seção
Artigos