Como os jornais brasileiros dão visibilidade a temas públicos: uma análise comparativa sobre os assuntos que ocupam as manchetes de periódicos diários de circulação local, regional e nacional

  • Emerson Urizzi Cervi Universidade Federal do Paraná
  • Ana Paula Hedler Universidade Federal do Paraná
Palavras-chave: Manchete, jornais diários brasileiros, primeira página

Resumo

O texto analisa os assuntos selecionados como manchetes de cinco jornais diários brasileiros – Diário dos Campos, Jornal da Manhã, Gazeta do Povo, Folha de São Paulo e o Estado de São Paulo. Trata-se de um estudo comparativo, com objetivo de identificar o que os editores desses periódicos selecionam como a notícia mais importante do dia ao enfatizá-la no espaço de maior visibilidade do jornal. Para tanto, são analisadas as primeiras páginas dos jornais durante três meses. As manchetes estão classificadas quanto ao tema, abrangência, ao uso de citação direta de entrevistados e quanto aos elementos indicadores de valor-notícia nos textos. A partir desses pontos, pretende-se verificar as diferenças e peculiaridades existentes entre os periódicos, e examinar se os jornais de circulação local e regional apresentam significativas diferenças de agendamento temático nas manchetes em relação aos de circulação nacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emerson Urizzi Cervi, Universidade Federal do Paraná
Professor adjunto do Departamento de Ciência Política e Sociologia, do programa de pós-graduação em Ciência Política e do programa de pós-graduação em Comunicação da Universidade Federal do Paraná. Doutorado em Ciência Política pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro.
Ana Paula Hedler, Universidade Federal do Paraná
Mestre em Ciência Política pela Universidade Federal do Paraná, especialista em Comunicação com o Mercado pela Universidade Estadual de Londrina, bacharel em Comunicação Social - Jornalismo, pela Universidade Estadual de Ponta Grossa.

Referências

AMARAL, Luís. Jornalismo: matéria de primeira página. 2 ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro; Brasília, INL, 1978.

BAUER, Martin; GASKELL, George. (Orgs.). Pesquisa Qualitativa com texto: imagem e som: um manual prático. Tradução de Pedrinho A. Guareschi. Rio de Janeiro: Vozes, 2002.

BEZERRA, Heloisa Dias. Adversarismo Político e Lugares Narrativos: proposta de um modelo analítico. Trabalho apresentado no 2° Congresso da Alacip: Campinas, 2006.

FONSECA JÚNIOR, Wilson Corrêa. Análise de conteúdo, p. 280-304. (Org.) DUARTE, Jorge; BARROS, Antonio. Métodos e Técnicas de pesquisa em comunicação. São Paulo: Atlas, 2005.

IYENGAR, Shanto; KINDER, Donald R. News That Matters. University of Chicago Press: Chicago-EUA, 1988.

McCOMBS, Maxwell. Building Consensus: The news media’s agenda-setting roles. University of Texas at Austin. Political Communication, p. 433-443, 1997.

MIGUEL, Luis Felipe. Os meios de comunicação e a prática política. Lua Nova – Revista de Cultura e Política, São Paulo, n. 55-56, 2002.

MOREIRA, Deodoro José. 11 de setembro de 2001: Construção de uma catástrofe nas primeiras páginas de jornais impressos. (Dissertação) – Mestrado. 2004. Disponível em: http://www.bocc.ubi.pt/_esp/autor.php?codautor=825 Acesso em 6 mar. 2008.

SANTOS, Rogério. Teorias da Comunicação: Leituras e práticas em torno da Comunicação. 2003. Disponível em: http://teorias-Comunicacao.blogspot.com/2003_10_05_archive.html Acesso em: 20 set. 2007.

Como Citar
Cervi, E. U., & Hedler, A. P. (2010). Como os jornais brasileiros dão visibilidade a temas públicos: uma análise comparativa sobre os assuntos que ocupam as manchetes de periódicos diários de circulação local, regional e nacional. Revista FAMECOS, 17(1), 14-27. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2010.1.6875
Seção
Pesquisa em Jornalismo