Em busca de uma teoria construcionista do jornalismo contemporâneo

  • Sérgio Luiz Gadini Universidade Estadual de Ponta Grossa
Palavras-chave: Realidade, jornalismo, relacionamento

Resumo

O presente artigo discute e explora algumas relações possíveis entre a perspectiva que compreende o jornalismo como uma forma singular de produção de conhecimento (Adelmo Genro Filho, 1988) e a abordagem construcionista da produção jornalística (Gaye Tuchmann, 1983 e 1993; e Nelson Traquina, 1993 e 2001). Num diálogo articulado entre comentários, críticas e observações de vários autores que tematizam o jornalismo, o autor sustenta a idéia de que o potencial da produção jornalística reside em sua singularidade de ação cotidiana e, pois, na dimensão instituinte das relações e acontecimentos que marcam a realidade social contemporânea.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sérgio Luiz Gadini, Universidade Estadual de Ponta Grossa
Universidade Estadual de Ponta Grossa

Referências

ALSINA, Miguel Rodrigo. La construcción de la noticia. Barcelona: Paidós, 1989.

BELAU, Angel Faus. La ciencia periodística de Otto Groth. Pamplona: Univ. de Navarra, 1966.

BERGER, P. & LUCKMANN, T. A construção social da realidade. 7 Ed. Petrópolis: Vozes, 1987.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. 2 Ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.

CORCUFF, Philippe. As novas sociologias: construções da realidade social. Bauru: Edusc, 2001.

FAUSTO NETO, Antônio. Mortes em derrapagem. Rio de Janeiro: Rio Fundo, 1991.

FONTCUBERTA, Mar de. A notícia: pistas para compreender o mundo. Lisboa: Editorial Notícias, 1999.

GADINI, Sérgio Luiz. Jornalismo e Acontecimento: A Produção de Sentido no Discurso da Informação. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Cultura Contemporâneas) – Faculdade de Comunicação, Universidade Federal da Bahia. Salvador, 1994.

GENRO FILHO, Adelmo. O segredo da pirâmide: para uma teoria marxista do jornalismo. 2 Ed. Porto Alegre: Ortiz, 1988.

GENRO FILHO, Adelmo. “Jornalismo já tem sua teoria”. In: Jornal Zero. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, setembro de 1989.

MELUCCI, Alberto. A invenção do presente: movimentos sociais nas sociedades complexas. Petrópolis: Vozes, 2001.

MOUILLAUD, Maurice e PORTO, Sérgio Dayrell (org.). O Jornal: da forma ao sentido. Brasília: Paralelo 15, 1997.

PÊCHEUX, Michel. Discurso, Estrutura ou acontecimento. Campinas: Pontes, 1990.

PEDROSO, Rosa Nívea. “Elementos para compreender o jornalismo informativo”. In: Sala de Prensa (Web para Profesionales de la Comunicacion Iberoamericanos). Numero 51, Enero 2003. Año IV, Vol. 2. Acesso em: 21 Out. 2003.

SCHÜTZ, Alfred. Fenomenologia e Relações Sociais. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.

SCHÜLTZ, Alfred. Sur les realitès multiples. In: Le chercheur et le quotidien. Paris: Meridièns, P. 103-167, 1987.

SOUZA, Jorge Pedro. Teorias da notícia e do jornalismo.Chapecó/Florianópolis: Argos/Letras Contemporâneas, 2002.

TRAQUINA, Nelson (org.). Jornalismo: Questões, Teorias e histórias. Lisboa: Vega, 1993.

TRAQUINA, Nelson (org.). Revista de Comunicação e Linguagens. Jornalismo/2000. Lisboa: Relógio D”Água, 2000.

Publicado
2008-04-14
Como Citar
Gadini, S. L. (2008). Em busca de uma teoria construcionista do jornalismo contemporâneo. Revista FAMECOS, 14(33), 79-88. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2007.33.3438
Seção
Entre Educação e Jornalismo