Além do finito e do definido

  • Margarida Maria Knobbe Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Palavras-chave: Edgar Morin, conhecimento, informação

Resumo

Este texto reflete sobre a vida e a obra de Edgar Morin, e toda sonoridade vivida sob o ritmo bioantropomitológico, tendo como impulso reelaborar a fábula “A cigarra e a formiga” em outro registro. Há muitas maneiras demontar a epifania, mantendo alguns elementos básicos e alterando a sua mensagem. Tenta recuperar algumas imagens vitais, adap tarse a elas e continuar-lhes o movimento, como um improviso declamatório da embolada. Pensa no mundo passado, presente e futuro e na missão dos intelectuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Margarida Maria Knobbe, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Jornalista, mestre em ciências sociais e pesquisadora do Grupo de Estudos da Complexidade da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Referências

ENDE, Michael. O espelho no espelho: Um labirinto. São

Paulo: Mar co Zero/Círculo do Livro, 1984.

MORIN, Edgar. Meus demônios. Rio de Janeiro: Bertrand

Bra sil, 1997.

______. Amor, Poesia, Sabedoria. Rio de Janeiro: Bertrand

Brasil, 1998.

Publicado
2008-04-11
Como Citar
Maria Knobbe, M. (2008). Além do finito e do definido. Revista FAMECOS, 10(21), 51-61. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2003.21.3213
Seção
Comunicação e Cultura