Comunicação visual no ambiente digital: dispositivos e performance tipográfica nas capas da revista Elle

Palavras-chave: Comunicação Visual. Tipografia Digital. Revista Elle Brasil.

Resumo

a variedade de dispositivos digitais fixos e móveis impacta na comunicação visual presente em veículos, como na tipografia das capas de revistas em ambiente virtual. A qualidade também está ligada à forma de apresentação dos conteúdos, cujas características essenciais são a legibilidade e a usabilidade. Este estudo engloba a interação entre comunicação, tipografia digital e revistas. O objetivo é explorar o ambiente da tipografia digital e sugerir critérios para controle de qualidade da presença tipográfica nas plataformas digitais. A pesquisa é qualitativa, de cunho descritivo, e analisa as capas de Elle Brasil em ambientes digitais, por meio de categorias de legibilidade e usabilidade. Com base nas análises, verificamos que a qualidade da presença tipográfica em ambiente digital deve abranger a identidade do veículo de comunicação e as características da plataforma, mantendo a legibilidade. A presença da usabilidade nos equipamentos corrige eventuais desconfortos e torna a leitura satisfatória.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Audrey Marques Duarte, Universidade Metodista de São Paulo
Doutora em Comunicação Social pela Universidade Metodista - SP com orientação da Profa. Dra. Marli dos Santos; Mestre em Gestão de Negócios pela Universidade Católica de Santos - UNISANTOS, tendo seu projeto de pesquisa fomentado pela CAPES e com a orientação do Prof. Dr. Francisco Antonio Serralvo (PUC-SP e UNISANTOS). Desenvolve pesquisas sobre a comunicação e a imagem em ambiente digital, tendo artigos e participação em eventos da área. Atua principalmente nos seguintes temas: comunicação, imagem e tecnologia digital. É consultora em comunicação, gestão e design.
Marli dos Santos, Faculdade Cásper Líbero
Doutora em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (2004) e mestre em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo (1998). Graduada em Comunicação Social, habilitação em Publicidade e Propaganda (1979) e Jornalismo (1989) pela UMESP. É docente permanente do Mestrado em Comunicação da Faculdade Cásper Líbero, linha de pesquisa Jornalismo, imagem e entretenimento. Vice-coordenadora do GT Estudios sobre periodismo da ALAIC - Associación Latinoamerica de Investigadores de Comunicación. É pesquisadora FAPESP - Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo. Atuou como coordenadora e docente do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da UMESP, de 2011 a 2017. Foi docente titular do curso de Jornalismo da UMESP, de 1999 a 2017, tendo orientado inúmeros projetos e trabalhos de conclusão de curso e projetos de iniciação científica. Atuou como docente no Programa de Comunicação Jornalística da PUC-SP e no Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo. Foi repórter, editora, assessora de imprensa e gerente de comunicação em grandes empresas.

Referências

MARTINS, C. Análise da trilogia Matrix. 2012 – A Era de Ouro, [200-?].

Disponível em: http://2012aeradeouro.webnode.com.br/products/analise-do-filme-matrix/. Acesso em: 6 mar. 2017.

ALI, F. A arte de editar revistas. São Paulo: Companhia Editora Nacional. 2009.

ALTERMANN , D. Design Responsivo: entenda o que é a técnica e como ela funciona. Midiatismo, 2012.

Disponível em: https://www.midiatismo.com.br/design-responsivo--entenda-o-que-e-a-tecnica-e-como-ela-funciona. Acesso em: 26 mar. 2018.

ANDRADE, D. S. Efeito Matrix. In: Blog do Dario, 21 out. 2010.

Disponível em: http://photoshopindesign.blogspot.com/2010/10/efeito-matrix.html. Acesso em: 27 fev. 2019.

BARBOSA, S. Entrevista I [fev.2017]. Entrevistador: Audrey Marques Duarte. Salvador, 14 fev. 2017. 1 arquivo .mp3 (52 min.).

BARBOSA, S. Jornalismo convergente e continuum multimídia na quinta geração do jornalismo nas redes digitais. In: CANAVILHAS, J. (org.). Notícias e Mobilidade: O Jornalismo na Era dos Dispositivos Móveis. Covilhã, Portugal: LABCOM-UBI.

Disponível em: http://citeseerx.ist.psu.edu/viewdoc/download?doi=10.1.1.878.4768&rep=rep1&-type=pdf#page=41. Acesso em: 20 mar. 2018.

BRINGHURST, R. Elementos do estilo tipográfico. 3.ed. São Paulo: Cosac Naify, 2011.

CALDWELL, Cath; ZAPATERRA, Yolanda. Design editorial: Jornais e revistas / mídia impressa e digital. São Paulo: Gustavo Gilli, 2014.

CANEVACCI, M. Antropologia da comunicação visual. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

CARRAMILL O, M. C. Produção gráfica II: papel, tinta, impressão e acabamento. São Paulo: Global, 1997.

ELLE - PARA MADAMES E MADEMOISELL ES. Correio do Povo. Porto Alegre, 2 jul. 2014.

Disponível em: http://www.correiodopovo.com.br/blogs/correiofeminino/2014/07/14028/elle-para-madames-e-mademoiselles/. Acesso em: 22 fev. 2017.

COSTA, S. R. Minidicionário do discurso eletrônico-digital. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

DONDIS, D. A. A sintaxe da linguagem visual. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

DUARTE, A. M. A revista, o design gráfico e a tipografia digital: um estudo de caso sobre as capas de Elle. 2017. 348p. Tese (Doutorado em Comunicação Social) – Escola de Comunicação, Educação e Humanidades, Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2017.

FADEL, L.; LICHESKI, L. (In)acessibilidade digital. InfoDesign: revista brasileira de design da informação, São Paulo, v.10, n. 2. p.104-122, 2013.

FARIAS, P. Tipografia digital: o impacto das novas tecnologias. 4. ed. Teresópolis: 2AB, 2013.

GABRIEL, Martha. Marketing na era digital: conceitos, plataformas e estratégias. São Paulo: Novatec, 2010.

ABRIL COMUNICAÇÕES S/A. GoRead. Grupo Abril, 2016. Ferramenta digital para produtos editoriais. Disponível em: https://www.goread.com.br/aplicativos. Acesso em: 14 jan. 2019.

ELLE BRASIL. São Paulo, 2016, n. 343, dez. 2016a.

Disponível em: http://webviewer.iba.com.br/viewer?ticket=cfcdc061c4722b77824c978c88d6f999. Acesso em: jan. 2017.

ELLE BRASIL. São Paulo, 2016, n. 339, ago. 2016b.

Disponível em: http://webviewer.iba.com.br/viewer?ticket=17fa09a6df3e53bcab277c62aaa8df98. Acesso em: jan. 2017.

ELLE BRASIL. São Paulo, 2016, n. 339, nov. 2016c.

Disponível em: http://webviewer.iba.com.br/viewer?ticket=cfcdc061c4722b77824c978c88d6f999. Acesso em: jan. 2017.

GRUZYN SKI, A., Design editorial e publicação multiplataforma. InTexto, Porto Alegre, n. 34, p. 571-588, set./dez. 2015.

https://doi.org/10.19132/1807-8583201534.571-588

GUIMARÃES, L. Conceitos, fundamentos e as três dimensões do jornalismo visual. Revista Comunicação Midiática, v.8, n.3, p. 236-253, set./dez. 2013.

LONGHI, R. R. Infografia on-line: narrativa intermídia. Estudos em Jornalismo e Mídia, v. 6, n. 1, p. 187-196, jan. /jul. 2009.

Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/jornalismo/article/view/1984-6924.2009v6n1p187. Acesso em: 27 maio 2017.

https://doi.org/10.5007/1984-6924.2009v6n1p187

LUPTON, E. (org.). Tipos na tela. São Paulo: Gustavo Gili, 2015.

LUPTON, E. Pensar com tipos: guia para designers, escritores, editores e estudantes. 2. ed. São Paulo: Cosac Naify, 2013.

MARQUES, T. Tipografia: estrutura e conceitos digitais. Convergências. In: Revista de Investigação e Ensino das Artes. 2. ed. Castelo Branco: IPCB (Instituto Politécnico Castelo Branco), 2008. ISSN: 1646-9054.

Disponível em: http://convergencias.esart.ipcb.pt/article/30. Acesso em: 8 fev. 2017.

MARTINS, C. Análise da trilogia Matrix.

Disponível em: http://2012aeradeouro.webnode.com.br/products/analise-do-filme-matrix/. Acesso em: 6 mar. 2017.

MUNARI, B. Diseño y comunicación visual: contribución a una metodología didáctica. Barcelona: G. Gili, 1997.

NIELSEN, J. Usability enginnering. Boston: Academic Press, 1993.

https://doi.org/10.1016/B978-0-08-052029-2.50009-7

Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. Pesquisa Brasileira de Mídia 2016. Brasília, 2016.

Disponível em http://www.secom.gov.br/atuacao/pesquisa/lista-de-pesquisas-quantitativas-e-qualitativas-de-contratos-atuais/pesquisa-brasileira-de-midia-pbm-2016.pdf/view. Acesso em: 10 de jan. 2018.

RADFAHRER, L. Design web design. São Paulo: Market Press, 2000.

ROGERS, Y. Design de interação: além da interação humano-computador. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2013.

SCHACKEL, B. Usability: context, framework, definition, design and evaluation. In: SCHACKE, B.; RICHARDSON, S. J. (eds.). Human factors for informatic usability. New York: Cambridge University Press , 1991. p. 21-37.

SPIEKERMANN , E. A linguagem invisível da tipografia: escolher, combinar e expressar com tipos. São Paulo: Blücher, 2011.

Publicado
2019-08-05
Como Citar
Duarte, A. M., & Santos, M. dos. (2019). Comunicação visual no ambiente digital: dispositivos e performance tipográfica nas capas da revista Elle. Revista FAMECOS, 26(1), e31061. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2019.1.31061
Seção
Cibercultura