Estratégias patêmicas nos discursos divisivos: interfaces entre a neurociência e a semiolinguística

  • Fernando Simões Antunes Junior Universidade Feevale
  • Ernani César de Freitas Universidade de Passo Fundo
Palavras-chave: Comunicação. Emoções. Discursos divisivos.

Resumo

Este artigo explora alguns pressupostos da semiolinguística de Charaudeau (2009; 2010; 2011; 2016), de forma a colocá-los em interface com conhecimentos acerca das emoções (DAMÁSIO, 2000; EKMAN, 2011; MAURANA, 2009) e do dialogismo sistêmico (BATESON, 1987; WATZLAWICK et al., 2007). O objetivo é identificar e analisar as correspondências entre as visadas patêmicas do discurso e os acionamentos emocionais que constituem a pragmática da comunicação humana. Acredita-se que tais interfaces possam lançar um olhar sistêmico sobre o fenômeno dos discursos divisivos (BENESCH, 2012). O corpus de análise é constituído por uma postagem do MBL publicada no Facebook sobre o assassinato da vereadora carioca Marielle Franco. A pesquisa é descritiva, bibliográfica, com abordagem qualitativa. Como resultado, tem-se que as estratégias discursivas categorizadas por Charaudeau (2010) encontram correlatos entre as funções homeostáticas das emoções de Damásio (2000), lançando novas compreensões sobre a eficácia e o efeito viral dos discursos divisivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Simões Antunes Junior, Universidade Feevale
Professor Doutor (PNPD) no PPG em Processos e Manifestações Culturais da Universidade Feevale. Pesquisador visitante do Grupo de Pesquisa Comunicação, Emoções e Conflito (GPCEC) da PUCRS.
Ernani César de Freitas, Universidade de Passo Fundo
Doutor em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Porto Alegre/Brasil). Professor na Universidade de Passo Fundo (Passo Fundo/Brasil).

Referências

ANTUNES JUNIOR, Fernando Simões. A retórica do medo: uma análise neurolinguística da mídia. 309 f. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-Graduação da Faculdade dos Meios de Comunicação Social, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016.

Disponível em: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/7000?-mode=full. Acesso em: 18 fev. 2018.

ARISTÓTELES. Retórica. São Paulo: Edipro, 1. ed. 2011, reimp. 2013.

BANDLER, Richard; GRINDER, John. A estrutura da magia. São Paulo: Summus, 2004.

BATESON, Gregory. Natureza e espírito: uma unidade necessária. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1987.

BENESCH, Susan. Dangerous speech: a proposal to prevent group violence. New York: World PolicyInstitute, 2012.

Disponível em: https://worldpolicy.org/wp-content/uploads/2016/01/Dangerous-Speech-Guidelines-Benesch-January-2012.pdf. Acesso em: 2 fev. 2018.

CASTELLS, Manuel. Redes de indignação e esperança: movimentos sociais na era da internet. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

CHARAUDEAU, P. Visadas discursivas, gêneros situacionais e construção textual. In: MACHADO, Ida Lucia; MELLO, Renato de. Gêneros reflexões em análise do discurso. Belo Horizonte: Nad/Fale-UFMG, 2004.

Disponível em: http://www.patrick-charaudeau.com/Visadas-discursivas-generos.html. Acesso em: 20 jan. 2018.

CHARAUDEAU, P. Discurso das mídias. São Paulo: Contexto, 2009.

CHARAUDEAU, P. A patemização na televisão como estratégia de autenticidade. In: MENDES, Emília; MACHADO, Ida Lucia. As emoções no discurso. V. II. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2010. p. 23-56.

CHARAUDEAU, P. Las emociones como efectos de discurso. Revista Versión, México, n. 26, p. 97-118, jun. 2011.

Disponível em: http://www.patrickcharaudeau.com/Lasemocionescomoefectosde.html. Acesso em: 15 fev. 2018.

CHARAUDEAU, P. Linguagem e discurso: modos de organização. São Paulo: Contexto, 2016.

CHEN, Cheng; WU, Kui; SRINIVASAN, Venkatesh; ZHANG, Xudong. Battling the internet water army: detection of hidden paid posters. Social and Information Networks, 2011.

Disponível em: https://arxiv.org/abs/1111.4297. Acesso em: 10 nov. 2017.

DAMÁSIO, Antônio. O mistério da consciência: do corpo e das emoções ao conhecimento de si. São Paulo: Companhia das Letras, 2000. 312 p. DAMÁSIO, Antônio. O erro de Descartes: emoção, razão e o cérebro humano. São Paulo: Companhia das Letras, 2012. 336 p.

DILTS, Robert; GRINDER, John; BANDLER, Richard; DELOZIER, Judith. Neuro-linguistic programming. V. I. The study of the structure of subjective experience. Meta Publications, 1980.

EKMAN, Paul. A linguagem das emoções. São Paulo: Lua de Papel, 2011.

KORZYBSKI, Alfred. Science and sanity: an introduction to non-ristotelian systems and general semantics. Hardcover. ed. 2. Texas/EUA: Institute of General Semantics, 2010.

LENT, Roberto. Cem bilhões de neurônios. São Paulo, SP: Ed. Atheneu, 2002.

LENT, Roberto. Neurociência: da mente e do comportamento. São Paulo/SP: Guanabara Koogan, 2008.

MATURANA, Humberto; VARELA, Francisco. A árvore do conhecimento: as bases biológicas da compreensão humana. São Paulo: Palas Athena, 2001.

MATURANA, Humberto; VARELA, Francisco. Emoções e linguagem na educação e na política. Belo Horizonte: Editor UFMG, 2009.

O´CONNOR, Joseph; SEYMOR, John. Introdução à programação neurolinguística. São Paulo: Summus, 1990.

REVISTA VEJA. Desembargadora diz que Marielle ‘estava engajada com bandidos’. 2018.

Disponível em: https://veja.abril.com.br/brasil/desembargadora-diz-que-marielle-estava-engajada-com-bandidos/. Acesso em: 15 abr. 2018.

WATZLAWICK, Paul; BEAVIN, Janet Helmick; JACKSON, Don D. Pragmática da comunicação humana: um estudo dos padrões, patologias e paradoxos da interação. São Paulo: Cultrix, 2007.

Publicado
2019-08-21
Como Citar
Antunes Junior, F. S., & de Freitas, E. C. (2019). Estratégias patêmicas nos discursos divisivos: interfaces entre a neurociência e a semiolinguística. Revista FAMECOS, 26(1), e30718. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2019.1.30718
Seção
Pensamento Midiático Comunicacional