Telenovela: da Gata Borralheira à Cinderella Midiática

  • José Marques de Melo Universidade Metodista de São Paulo
Palavras-chave: Comunicação, telenovela, mídia

Resumo

Análise da cobertura feita pelos meios impressos sobre telenovelas, programas populares diariamente divulgados por redes de televisão no Brasil. Os resultados confirmam a hipótese de legitimidade social deste formato ficcional de TV, rejeitado inicialmente pelas elites culturais do país. Através de estratégias de definição de agenda, as indústrias culturais ganharam reconhecimento dos papéis de prestígio e estimularam a participação de fãs de TV no debate de questões públicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Marques de Melo, Universidade Metodista de São Paulo
Doutor em comunicação. Professor titular de Jornalismo, Diretor Científico da Cátedra UNESCO de Comunicação para o Desenvolvimento Regional. Professor da Universidade Metodista de São Paulo.

Referências

CAMPEDELLI, Samira. A Telenovela, São Paulo, Ática, 1985.

CUNDARI, Paula. Assis Chateaubriand e a implantação da Televisão no Brasil, Dissertação de Mestrado, S. B. do Campo, UMESP, 1984.

DEJAVITE, Fábia. O relacionamento do Jornalista com a Fonte: Um Jogo de Sedução?. Dissertação de Mestrado, S.B.Campo, UMESP, 1996.

FADUL, Anamaria. Ficção Seriada na TV: As telenovelas latino-americanas, São Paulo, ECA-USP, 1992.

FERNANDES, Ismael, Memória da Telenovela Brasileira, 4a. ed., 1997.

FERNANDES, Ismael. Memória da Telenovela Brasileira, São Paulo, Proposta Editorial, 1982.

FERRARA, Lucrécia D’Alessio, org. Da Literatura à TV, São Paulo, IDART, 1981.

FISCHER, Rosa Maria. O mito na sala de jantar: discurso infanto-juvenil sobre a televisão, Porto Alegre, Movimento, 1984.

LEAL, Ondina Fachel. A Leitura social da novela das oito, Petrópolis, Vozes, 1986.

MARQUES DE MELO, José. Classificação das Unidades Comunicacionais: Gêneros, Formatos e Tipos, São Bernardo do Campo, UMESP, 1997.

MARQUES DE MELO, José. Teoria da Comunicação: paradigmas latino-americanos, Petrópolis, Vozes, 1998.

MARQUES DE MELO, José. Comunicação Social: Teoria e Pesquisa, Petrópolis, Vozes, p. 263-275, 1970.

MARQUES DE MELO, José. A pesquisa da comunicação na transição política brasileira. Comunicação e Transição Democrática, Porto Alegre, Mercado Aberto, p. 264-280, 1985.

MARQUES DE MELO, José. As Telenovelas da Globo: produção e exportação, São Paulo, Summus, 1988.

MARQUES DE MELO, José. Estudos de Jornalismo Comparado, São Paulo, Pioneira, 1972.

MARQUES DE MELO, José. A Opinião no Jornalismo Brasileiro, Petrópolis, Vozes, 1985.

MARQUES DE MELO, José, org. Gêneros Jornalísticos na Folha de S. Paulo, São Paulo, FTD, 1992.

MARQUES DE MELO, José; FELICIANO, Fátima e MOREL, Marco. A crise da universidade na grande imprensa brasileira, Educação Brasileira, p. 6-13 e 63-86, Brasília, 1984.

MARQUES DE MELO, José. Structure of the Brazilian Scientific Journalism. Communication for a New World: Brazilian Perspectives, São Paulo, ECA-USP, p. 263-282, 1993.

MARQUES DE MELO, José. Telenovelas as Journalism Subject in Brazil: Reality or Fiction?. IAMCR: Communication in the New Millenium (Abstracts), Seoul, The Korean Society for Journalism and Communication Studies, 1994.

MARQUES DE MELO, José e TORRES MORALES, Ofélia. A legitimação da telenovela pela mídia impressa: estudo de caso de quatro jornais de prestígio e duas revistas especializadas, Aracaju, GT 12: Ficção

Audiovisual Seriada, INTERCOM, 1995.

MATTELART, Armand e Michele. O Carnaval das Imagens: A Ficção na TV, São Paulo, Brasiliense, 1989.

NPTN. Papel Social da Mídia e Mudança Demográfica no Brasil (Relatório de Pesquisa), São Paulo, USP, 1994.

ORTIZ, Renato; BORELLI, Silvia; e ORTIZ RAMOS, José Mário. Telenovela: história e produção, São Paulo, Brasiliense, 1988.

PORTO E SILVA, Flávio Luiz. O Teleteatro Paulista nas Décadas de 50 e 60, São Paulo, IDART, 1981.

RAMOS, Roberto. Grã-Finos na Globo: cultura e merchandising nas novelas, Petrópolis, Vozes, 1986.

SKIDMORE, Thomas, Brasil: de Castelo a Tancredo, Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1988.

TILBURG, João Luis van. Telenovela: instrumento de educação permanente, Petrópolis, CID, 1980.

THOMAS, Tufte. Rainha da Sucata, Doctoral Thesis, University of Copenhage, 1995.

TORRES MORALES, Ofélia. Tese de Doutorado, em fase de conclusão na ECA-USP, sobre o tratamento dado à novela “Rei do Gado” pela revista Contigo.

VINK, Nico. The Telenovela and Emmancipation: A study on TV and social change in Brazil, Amsterdam, Royal Tropical Institute, 1988.

Publicado
2008-04-10
Como Citar
Marques de Melo, J. (2008). Telenovela: da Gata Borralheira à Cinderella Midiática. Revista FAMECOS, 7(12), 23-43. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2000.12.3064
Seção
Televisão