Diário de um consumidor e o consumo de amanhã

  • João Anzanello Carrascoza Escola Superior de Propaganda e Marketing
Palavras-chave: consumo, publicidade, literatura.

Resumo

A narrativa literária se materializa em variados formatos, entre eles o diário, no qual o indivíduo enunciador escreve sobre suas vivências cotidianas. Ainda que existam diários lastreados na realidade, como O diário de Anne Frank, histórias ficcionalizadas no formato de diários são frequentes na literatura e, em ambos os casos, podemos estudar, por meio desses relatos, valores da época em que foram escritos. Como em outros estudos, que integram nossa pesquisa sobre aspectos do consumo a partir de obras literárias, vamos investigar aspectos desse fenômeno central e complexo do mundo contemporâneo por meio do conto Semplica girl – Os diários, do escritor norte-americano George Saunders. Para isso, mobilizaremos conceitos da Análise do Discurso de linha francesa, da linguagem publicitária e teorias sobre o consumo (material e simbólico).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Anzanello Carrascoza, Escola Superior de Propaganda e Marketing

Doutor (2003) e mestre (1999) em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da USP, onde é professor. Docente do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas de Consumo da ESPM-SP, com pós-doutorado (2014) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Autor, entre outras obras, de Redação publicitária – A retórica do consumo (Saraiva, 2003), Do caos à criação publicitária (Saraiva, 2008) e Estratégias criativas da publicidade – Consumo e narrativa publicitária (Estação das Letras e Cores, 2014).

Referências

ADONIS. Poemas. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

ARISTÓTELES. Tópicos. Coleção os Pensadores. São Paulo: Nova Cultural, 1987.

BAUMAN, Zygmunt. Vida para consumo – A transformação das pessoas em mercadoria. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

BENJAMIN, Walter. Passagens. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2007.

BETTETINI, Gianfranco. La conversación audiovisual. Barcelona: Cátedra, 1996.

BOURDIEU, Pierre. As regras da arte. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

CANCLINI, Néstor García. Consumidores e cidadãos: conflitos multiculturais da globalização. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1995.

CARRASCOZA, João Anzanello. Estratégias criativas da publicidade – Consumo e narrativa publicitária. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2015.

______ . Razão e sensibilidade no texto publicitário. São Paulo: Futura, 2005.

GIANNETTI DA FONSECA, Eduardo. O valor do amanhã. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

KAVÁFIS, K. Poemas. Rio de Janeiro: Nova fronteira, 1982.

PERELMAN, Chaim. & OLBRECHTS-TYTECA, Lucie. Tratado da argumentação: a nova retórica. 5. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

ROCHA, Everardo; FRID, Marina; CORBO, William. Paraíso do consumo – Émile Zola, a magia e os grandes magazines. Rio de Janeiro: PUC Rio/Mauad, 2016.

SAUNDERS, George. Dez de dezembro. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.

Publicado
2018-01-02
Como Citar
Carrascoza, J. A. (2018). Diário de um consumidor e o consumo de amanhã. Revista FAMECOS, 25(1), ID27085. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2018.1.27085
Seção
Ciências da Comunicação