Controvérsias midiatizadas no Twitter durante transmissões televisivas ao vivo: a rede “exoesqueleto” na abertura da Copa 2014

Palavras-chave: Controvérsia, Twitter, Copa do Mundo

Resumo

No artigo discutimos a formação de redes emergentes de retweets (RTs) em conexão com transmissões televisivas ao vivo e a midiatização de controvérsias sociotécnicas a partir dos debates no Twitter. Ancorados na teoria Ator-Rede, consideramos as redes como um conjunto de associações e ressaltamos a importância de estudá-las em uma perspectiva temporal. A repercussão no Twitter da demonstração do exoesqueleto BRA-Santos Dumont na abertura da Copa 2014 é o estudo de caso, que se baseia em um dataset de 25115 RTs. Inspirados pela Cartografia de Controvérsias e considerando as especificidades das ambiências digitais, propomos dois movimentos de análise, com destaque para um vídeo e uma sequência de grafos que evidenciam as associações (RTs) ao longo da transmissão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Frederico de Brito d'Andréa, Universidade Federal de Minas Gerais
Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social (PPGCOM) e do Departamento de Comunicação (DCS) FAFICH/Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Doutor em Estudos Linguísticos (PosLin/UFMG) e mestre em Ciência da Informação (PPGCI/UFMG).

Referências

ALVES, Marcelle. A agência de humanos e não humanos na rede Miguel Nicolelis. Comtempo, São Paulo, dez. 2014.

BEGUOCCI, Leandro; BURGIERMAN, Denis. Milagre ou Truque? Revista Superinteressante, São Paulo, p.40-49, jun.2014.

BRUNS, Axel & BURGESS, Jean E. The use of Twitter hashtags in the formation of ad hoc publics. In: 6th European Consortium for Political Research General Conference, 2011, Reykjavik. Anais... Reykjavik: University of Iceland, 2011.

CALLON, Michel. Entrevista: Dos estudos do laboratório aos estudos de coletivos heterogêneos, passando pelos gerenciamentos econômicos. Sociologias, Porto Alegre, ano 10, n. 19, p. 302, jan./jun. 2008.

______. La dinamica de las redes tecno-economicas. In: THOMAS, Hérnán, BUCH, Alfonso. Actos, actores y artefactos – Sociologia de la tecnologia. Bernal: Universidade Quilmes, 2013. p.147-163.

CRAWFORD, Cassandra. Actor Network Theory. In: RITZER, George. Encyclopedia of Social Theory. Sage, 2004.

D´ANDRÉA, Carlos. TV + Twitter: reflexões sobre uma convergência emergente. In: SOSTER, Demétrio; LIMA JR., Walter (org.). Jornalismo digital: audiovisual, convergência e colaboração. Santa Cruz do Sul: Edunisc, 2011. p.43-63.

D'ANDRÉA, Carlos. Conexões intermidiáticas entre transmissões audiovisuais e redes sociais online: possibilidades e tensionamentos. In: XVIII Encontro Anual da Compós, 2014, Belém (PA). Anais... Belém: Compós, 2014.

DAYAN, Daniel; KATZ, Elihu. La Historia en Directo: La Retransmisión Televisiva de Los Acontecimientos. Barcelona: Gustavo Gili Editorial, 1995.

DE WOLF, Tom; HOLVOET, Tom. Emergence Versus Self-Organisation: Different Concepts but Promising When Combined. Lecture Notes in Computer Science, v. 3464, p. 1-15, 2005.

ESTEVES, Bernardo. O chute. Revista Piauí, dez. 2011

FECHINE, Yvana. Televisão transmídia: conceituações em torno de em torno de novas estratégias e práticas interacionais da TV; In: XXII Encontro Anual da Compós, 2013, Salvador (BA). Anais... Salvador: Compós, 2013.

GRAEFF, E; STEMPECK, M; ZUCKERMAN, E. The battle for Trayvon Martin': Mapping a media controversy online e off-line. First Monday, v. 9, n. 2-3, fev.2014.

HEPP, Andreas. As configurações comunicativas de mundos midiatizados: pesquisa da midiatização na era da “mediação de tudo”. Matrizes, São Paulo, v. 8, n.1, p. 21-44, jan/jun. 2014.

HOLME, Petter, SARAMAKI, Jan. Temporal Networks. Physics Reports, v. 519, n.3, p.97-125, 2012.

JOST, François. Compreender a televisão. Porto Alegre: Sulina, 2007.

LATOUR, Bruno. A Esperança de Pandora: ensaios sobre a realidade dos estudos científicos. Bauro: Edusc, 2001. 371 p.

LEMES, Conceição. O que há por trás da previsão de fracasso do esqueleto-robô da Copa. Viomundo, 2014. Disponível em: http://www.viomundo.com.br/ denuncias/nicolelis-2.html.

LEMOS, André. A comunicação das coisas - Teoria Ator-Rede e cibercultura. São Paulo: Annablume, 2013.

MARRES, Noortje. Why Map Issues? On Controversy Analysis as a Digital Method. No prelo, 2015.

VENTURINNI, Tommaso. Diving in magma: how to explore controversies with actor-network theory. Public Understanding of Science, v. 19, n.3, p.258-273, mai./2010.

______. What’s in a controversy. Deploying the folds of collective action. 2013. Disponível em: http://pt.slideshare.net/tommasoventurini/3-what-cmdeployingfolds. Acesso em: 09 jan. 2015.

VENTURINI, T., JACOMY, Mathieu; PEREIRA, Debora. Visual Network Analysis. No prelo, 2014.

VENTURINI, T., RICCI, D., MAURI, M., KIMBELL, L., & MEUNIER, A. (2014). Designing Controversies and their Publics. Design Issues. No prelo, 2014.

Publicado
2016-03-21
Como Citar
d’Andréa, C. F. de B. (2016). Controvérsias midiatizadas no Twitter durante transmissões televisivas ao vivo: a rede “exoesqueleto” na abertura da Copa 2014. Revista FAMECOS, 23(2), ID21106. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2016.2.21106
Seção
Cibercultura