Novas temporalidades no fluxo televisivo: apontamentos sobre reconfigurações da experiência de assistir à televisão

  • Simone Maria Rocha UFMG
  • Vanessa Rodrigues de Lacerda e Silva UFMG
Palavras-chave: Análise cultural, experiência televisiva, fluxo televisivo

Resumo

Nosso propósito é discutir a reorganização de um segmento do fluxo da Rede Globo de Televisão – das 18 às 23 horas – por percebermos mudanças nas temporalidades dos elementos que o compõem, e seus possíveis desdobramentos na experiência de assistir à televisão. Argumentaremos tanto sobre o encurtamento de produções já consagradas da ficção seriada quanto sobre a criação de novos formatos de curta duração, como as chamadas “macrosséries”. Metodologicamente adotaremos os princípios da análise cultural de gênero televisivo como proposta por Jason Mittell (2004). Nosso estudo alinha-se à perspectiva de Mittell segundo a qual práticas culturais são constitutivas das práticas midiáticas. Concluiremos que mudanças no fluxo geram mudanças nos modos de ver TV.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALLEN, Robert Clyde. Speaking of Soap Operas. Chapel Hill: University of North Carolina Press, 1985.

ELLIS, John. Visible fictions. London and New York: Routledge, 1992.

FISKE, John. Television Culture. London: Routledge, 1987.

FISKE, John; HARTLEY, John. Reading television. London: Methuen, 1978.

MARTIN-BARBERO, Jésus. Dos meios às mediações. RJ: Editora UFRJ, 2001.

MEMÓRIA GLOBO. Dicionário da TV Globo. 1 ed. Dramaturgia & Entretenimento. RJ: Jorge Zahar, 2003.

MITTELL, Jason. Genre and television. London and New York: Routledge, 2004.

SILVERSTONE, Roger. Television y vida cotidiana. Buenos Aires: Amarrortu, 1994.

WILLIAMS, Raymond. Television. Technology and Cultural Form. London: Routledge, 1974.

Como Citar
Rocha, S. M., & e Silva, V. R. de L. (2012). Novas temporalidades no fluxo televisivo: apontamentos sobre reconfigurações da experiência de assistir à televisão. Revista FAMECOS, 19(1), 189-207. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2012.1.11348
Seção
Consumo