Produção, audiência e tecnologia: quem comanda o espetáculo na TV?

2017-08-28
“Hoje, mais maduro e mais impaciente, o telespectador desfruta de uma cesta simbólica variada que lhe anima e excita o espírito. A nova era, embora ande tonta em busca de um nome de batismo, pelo menos reafirma o que se sabia na origem: entre todos os fatores listados - autores, leitores, contextos e significados- a tecnologia retoma seu lugar de honra. A mediação massiva é tecnológica em essência, e seu papel no processo comunicacional mediado é decisivo.” (Jacques A. Wainberg). Leia em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/view/3190