Campanhas online e twitter: a interação entre campanhas e eleitores nas eleições presidenciais brasileiras de 2010

2017-04-17

Desde 1996, pesquisadores se debruçam sobre especulações de ordem teórica e exames empíricos para refletir sobre quais os ganhos democráticos e estratégicos da interação direta, via tecnologias digitais entre candidatos e partidos com eleitores. O artigo do pesquisador Camilo de Oliveira Aggio (UFBA) pretende avaliar a frequência de uso de recursos interativos por candidatos à presidência do Brasil em 2010 no Twitter, além de propor e aplicar uma metodologia que permita aferir com precisão o quão efetivas foram tais interações e com quais finalidades políticas e estratégicas foram empregadas. Conclui-se que os três principais candidatos a presidente do Brasil em 2010 apresentaram índices significativos de interação. No entanto, a comunicação horizontal das campanhas não serviu majoritariamente à discussão de ideias, posicionamentos e projetos políticos. Leia o artigo completo no link abaixo.

http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/view/22088/13705