Redes Sociais acadêmicas: as condições de existência na área das ciências da comunicação no Brasil

2016-11-21

O artigo “Redes Sociais acadêmicas: as condições de existência na área das ciências da comunicação no Brasil”, do pesquisador Dalton Martins (UFG), apresenta um estudo sobre as condições de formação das redes sociais acadêmicas de colaboração aplicado à área das Ciências da Comunicação, procurando evidenciar a relação entre as práticas sociais, os regimes de verdade e o plano de imanência formado pelos relacionamentos sociais dessa área e os indicadores estruturais que permitem analisar de forma empírica a rede de coautoria dos pesquisadores. O estudo compara os resultados com redes sociais acadêmicas de outras áreas do conhecimento e permite evidenciar as especificidades da área da Comunicação e a relação desses fatores com o próprio histórico de formação da área da Comunicação no Brasil. A metodologia parte de uma revisão bibliográfica de estudos de análise de redes sociais de colaboração científica em várias áreas do conhecimento e utiliza da base de dados do portal de revistas da área de Comunicação Univerciencie.org para analisar mais de 9.800 artigos científicos numa série histórica de 42 anos de produção. Os resultados apontam para fortes características da área de Comunicação, tais como forte fragmentação, baixo índice de colaboração e dispersão entre vários grupos. Acesse o texto completo no link abaixo.

http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/view/23391/14609