Educomunicação e Formação de Professores no projeto Tecnologias e Mídias Interativas na Escola” (TIME): conexões entre práticas de ensino e de aprendizagem

  • Vera Regina Toledo Camargo Labjor/ Nudecri- Unicamp
  • Maria de Fátima Garcia Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN/CERES/DEDUC
  • João Vilhete Viegas d´Abreu Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP/NIED
  • Joana Darque Cardoso dos Santos Secretaria Municipal de Educação de Hortolândia
  • Cristiane Farias de Lima Secretaria Municipal de Educação de Hortolândia
Palavras-chave: Professores. Educomunicação. Práticas de Ensino. Aprendizagem.

Resumo

É possível haver horizontalidade entre a formação de professores e a formação dos alunos? Como se explicita a horizontalidade entre as práticas de ensino dos professores e as práticas de aprendizagem de alunos no que se refere à leitura e ao uso das tecnologias e mídias na educação? Este artigo descreve a experiência desenvolvida entre os anos 2007 e 2009 no projeto TIME (Tecnologias e Mídias Interativas na Escola). Nesse projeto, a Unicamp e duas escolas municipais de Hortolândia (SP) vivenciaram a experiência de recusar a verticalização ao apostar que alunos e professores aprendem e se formam mediante as múltiplas possibilidades de conexão entre saberes e conhecimentos. A opção teórica do estudo converge a metáfora do rizoma, multiplicidades, linhas e conexões. A experiência de formação aqui será lida, portanto, como um texto em sua tessitura e um mapa em seu devir. A metodologia de investigação pautou-se no registro escrito e imagético dos encontros de formação, nos relatórios e, posteriormente, nos artigos de professores e estudantes contidos nos livros digital e impresso Tecnologias e Mídias Interativas na Escola: Projeto TIME, datados de 2010 e 2011. Ao final, são apresentadas as evidências sobre a formação de alunos e a Educomunicação como vertente e vetor formativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vera Regina Toledo Camargo, Labjor/ Nudecri- Unicamp
Doutora em comunicação com pós-doutorado em multimeios. Pesquisadora do Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo e Professora credenciada no Mestrado em Divulgação Cientifica e Cultural (Labjor-Unicamp).

Referências

BÁRCENA, F. A aprendizagem do novo: Reflexões sobre a tragédia do começo. In: GERALDI, C.; RIOLFI, C. R.; GARCIA, M. F. (Orgs.). Escola Viva: elementos para a construção de uma Educação de qualidade social. Campinas: Mercado de Letras, 2004.

CAMARGO V. R. T.; FERREIRA, E. et al. A Construção da cultura midiática no universo educacional: linguagens e diálogos. In:

D’ABREU, J. V. V.; GARCIA, M. F. et al. (Orgs.). Tecnologias e Mídias Interativas na Escola: Projeto TIME. Campinas: Curt Nimuendajú, 2011.

CANDAU, V. M. (Org.). Reinventar a escola. Petrópolis: Vozes, 2000.

CARDOSO JÚNIOR, H. R; SANTANA, R. D. Inconsciente-multiplicidade: conceitos, problemas e práticas segundo Deleuze e Guattari. São Paulo: Ed. UNESP, 2007.

D’ABREU, J. V. V. Concepção, implantação e desenvolvimento do projeto Tecnologias e Mídias Interativas na Escola (TIME).

In: D’ABREU, J. V. V.; GARCIA, M. F. et al. (Orgs.). Tecnologias e Mídias Interativas na Escola: Projeto TIME. Campinas: Curt

Nimuendajú, 2011. p. 29-51.

DELEUZE G.; GUATTARI, F. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia. Rio de Janeiro: Editora 34, 1995. Vol 1.

DELEUZE G.; GUATTARI, F. O que é a Filosofia. Rio de Janeiro: Editora 34, 2007.

DELEUZE, G. Conversações. Rio de Janeiro: Editora 34, 1992. 7ª reimpressão 2008.

DOMINGUES, R. P. Paradigma ético-estético-político e suas implicações para a infância: uma reflexão acerca de alguns casos clínicos da psicanálise infantil. In: FERRAÇO, C. E. (Org.). Cotidiano escolar, formação de professores(as) e currículo. São Paulo: Cortez, 2005. (Série Cultura, Memória e Currículo, 6).

GARCIA. M. F. A produção do conhecimento na escola pública por meio da pesquisa: o projeto “Ciência na Escola”. Tese (Doutorado) – Universidade de Campinas, Campinas, SP, 2002.

LARROSA, J. Notas sobre a experiência e o saber da experiência. In: GERALDI, C.; RIOLFI, C. R; GARCIA, M. F. (Orgs.). Escola Viva: elementos para a construção de uma educação de qualidade social. Campinas: Mercado de Letras, 2004.

LIMA, C. F. Educomusicalização, rádio web e leitura: uma experiência. In: D’ABREU, J. V. V.; GARCIA, M. F. et al. (Orgs.). Tecnologias e Mídias Interativas na Escola: Projeto TIME. Campinas: Curt Nimuendajú, 2011.

MARTÍN-BARBERO, J. Desafios culturais da comunicação à Educação: inovações no campo da comunicação colocam desafios para a Educação que não devem ser menosprezados quando se pretende a construção da cidadania. In: Revista Comunicação & Educação da USP, São Paulo, v. 181, p. 51-61, maio-ago. 2000.

Publicado
2014-10-13
Como Citar
Camargo, V. R. T., Garcia, M. de F., d´Abreu, J. V. V., Santos, J. D. C. dos, & Lima, C. F. de. (2014). Educomunicação e Formação de Professores no projeto Tecnologias e Mídias Interativas na Escola” (TIME): conexões entre práticas de ensino e de aprendizagem. Educação Por Escrito, 5(2), 286-300. https://doi.org/10.15448/2179-8435.2014.2.15848