Pós-colonialismo lusófono: questões fundamentais

  • Luís Francisco Martorano Martini Universidade de Marília
Palavras-chave: Pós-colonialismo lusófono. Especificidades. Hibridismo cultural. Dualismo social.

Resumo

As descobertas históricas e sociológicas têm contribuído de forma decisiva na crítica literária. Assim que os estudos pós-coloniais adentraram a academia, problemas até então olvidados pelos estudos críticos hegemônicos foram trazidos à baila, levando estudiosos a desenvolverem novo instrumental para lidar com esses novos problemas. Portanto, a fim de que se possa contribuir no contexto dos Países Africanos de Língua Oficial Português, reuniram-se os estudos de alguns críticos da colonização. Evidenciou-se, de forma contundente, dois elementos que são estruturais às sociedades africanas (pós-)coloniais: o hibridismo cultural e o dualismo social. A identificação desses elementos estruturais à colonização permite constatar os problemas internos ainda presentes nas colônias portuguesas na África. Assim, neste estudo, nosso objetivo consiste em esboçar os principais aspectos arrolados por críticos pós-coloniais a respeito desses elementos, bem como sugerir aos estudos das literaturas africanas de língua portuguesa um caminho crítico em que o hibridismo e o dualismo sejam analisados como uma herança da colonização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luís Francisco Martorano Martini, Universidade de Marília
Professor de Literatura
Publicado
2012-06-27
Como Citar
Martorano Martini, L. F. (2012). Pós-colonialismo lusófono: questões fundamentais. Letrônica, 4(2), 155-166. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/letronica/article/view/9378