Principezinho ou pequeno príncipe? Uma interface linguístico-cultural sob a perspectiva funcionalista

  • Bianca Cristina Buse Universidade Federal de Santa Catarina
  • Michelle de Abreu Aio Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Tradução, cultura, funcionalismo.

Resumo

Resumo:À luz da teoria funcionalista de Christiane Nord (1991), este artigo visa analisar os marcadores culturais linguísticos nas traduções de Le petit prince (1946) para o português brasileiro, intitulada O pequeno príncipe (2003), e para o português europeu, intitulada O principezinho (2008). Considerando-se que a tradução é uma situação comunicativa em que estão envolvidos dois contextos culturais – do texto-fonte e do receptor – o resultado deve ser um texto funcional para seu contexto de recepção e adequado aos propósitos da tarefa de tradução. Palavras-chave: Tradução; cultura; funcionalismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bianca Cristina Buse, Universidade Federal de Santa Catarina
Licenciada em Letras Português pela Universidade Federal do Paraná (2008). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa e Literatura. Atualmente, é mestranda do Programa de Pós-Graduação em Literatura da Universidade Federal de Santa Catarina, com pesquisa na área de Leitura de Literatura no Ensino Médio.
Michelle de Abreu Aio, Universidade Federal de Santa Catarina
Mestranda em Estudos da Tradução pela UFSC. Pesquisa os temas: tradução jornalística, tradução e cultura, português brasileiro e europeu. Tradutora credenciada pelo SINTRA - Sindicato Nacional dos Tradutores, filiado à FIT - Federação Internacional de Tradutores. É membro do grupo de pesquisa TRAC - Tradução e Cultura (UFSC).
Publicado
2011-07-08
Como Citar
Buse, B. C., & Aio, M. de A. (2011). Principezinho ou pequeno príncipe? Uma interface linguístico-cultural sob a perspectiva funcionalista. Letrônica, 4(1), 67-81. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/letronica/article/view/7805