Exercícios filosóficos em Epicteto

  • Diogo da Luz PUCRS
Palavras-chave: Epicteto, Exercício, Askēsis, Desejo, Proairesis

Resumo

O presente artigo trata do pensamento de Epicteto pelo viés do exercício (áskēsis), ou seja, por meio de práticas que conduzem ao aperfeiçoamento de quem elege para si o ofício de filósofo. Para tal, inicialmente esclarecemos o que significam os exercícios na filosofia antiga, tendo como subsídio as teses de Pierre Hadot. Logo depois, exploramos seis exercícios que consideramos centrais para o filósofo de Nicópolis, contextualizando com os ensinamentos que estão envolvidos e descrevendo as principais características de seu método. Por fim, defendemos que a importância deste artigo está em esclarecer a áskēsis em Epicteto de maneira a evitar possíveis anacronismos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diogo da Luz, PUCRS
Mestre em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Membro do Grupo de Pesquisa Pórtico de Epicteto e coeditor da Revista Pórtico de Epicteto - https://seer.ufs.br/index.php/Epict .

Referências

ARRIANO, F. O Encheirídion de Epicteto. Edição Bilíngue. Trad. Aldo Dinucci e Alfredo Julien. São Cristóvão: Universidade Federal de Sergipe, 2012.

DIÔGENES LAÊRTIOS. Vidas e doutrinas dos filósofos ilustres. Trad. Mário da Gama. Brasília: Universidade de Brasília, 2008.

EPICTETO. Disertaciones por Arriano. Trad. Paloma Ortiz García. Madrid: Editorial Gredos, 1993.

EPICTETUS. The Discourses as reported by Arrian, The Manual, and Fragments. Trans. W. A. Oldfather. Londres: Heinemann, 1961. v. 1.

EPICTETUS. The Discourses as reported by Arrian, The Manual, and Fragments. Trans. W. A. Oldfather. Londres: Heinemann, 1952. v. 2.

EPICTETUS. The Discourses of Epictetus, with the Enchiridion and Fragments. Trans. G. Long. Londres: George Bell & Sons, 1877.

EPICURO – LUCRÉCIO – CÍCERO – SÊNECA – MARCO AURÉLIO. 3. ed. Trad. Agostinho da Silva. São Paulo: Abril Cultural, 1985. (Coleção Os Pensadores)

GILL, C. The Structured Self in Hellenistic and Roman Thought. New York: Oxford, 2006.

GROSS, D. M. The Secret History of Emotion: from Aristotle’s Rhetoric to modern brain science. Chicago: The University of Chicago Press, 2006.

HADOT, P. La Ciudadela Interior. Introducción a las Meditaciones de Marco Aurelio. Trad. Maria Cucurella Miquel. Salamanca: Alpha Decay, 2013.

HADOT, P. Exercícios espirituais e filosofia antiga. Trad. Flávio Fontenelle Loque, Loraine Oliveira. São Paulo: É Realizações, 2014. (Coleção Filosofia Atual)

HADOT, P. A Filosofia como maneira de viver: entrevistas de Jeannie Carlier e Arnold I. Davidson. Trad. Lara Christina de Malimpensa. São Paulo: É Realizações, 2016.

HADOT, P. O que é filosofia antiga? Trad. Dion Davi Macedo. 6 ed. São Paulo: Loyola, 2014.

INWOOD, B. Ethics and Human Action in Early Stoicism. Oxford: Oxford University Press, 1985.

KAHN, C. Discovering the Will. In: DILLON, J. M.; LONG, A. A. (ed.). The Question of "Eclecticism": Studies in Later Greek Philosophy. Berkeley: University of California Press, 1988.

PETERS, F. E. Termos filosóficos gregos: um léxico histórico. Trad. Beatriz Rodrigues Barbosa. 2 ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1983.

PLATÓN. Carta VII. In: Diálogos VII (Dudosos, Apócrifos, Cartas). Madrid: Editorial Gredos, 1992.

RODRIGUES, A. C. O.; DINUCCI, A. A eucharistia em Epicteto. In: COSTA, C. L F.; ECCO, C.; FILHO, J. R. F. M. (Org.). Epistemologias da religião e relações de religiosidade. Curitiba: Prismas, 2017.

SEDDON, K. Epictetus’ Handbook and the Tablet of Cebes: guides to Stoic living. New York: Routledge, 2005.

WOLFF, U. A Ética a Nicômaco de Aristóteles. Trad. Enio Paulo Giachini. São Paulo: Loyola, 2010.

Publicado
2018-12-13
Como Citar
da Luz, D. (2018). Exercícios filosóficos em Epicteto. Intuitio, 11(2), 17-33. https://doi.org/10.15448/1983-4012.2018.2.30989