A justiça e a produção do Direito em Castela no século XV

  • Adriana Vidotte Universidade Federal de Goiás
Palavras-chave: Justiça, Direito, Monarquia

Resumo

O reinado dos Reis Católicos – Fernando de Aragão e Isabel de Castela – (1474-1504) se situa no período de transição da Idade Média para a Idade Moderna e foi considerado um período de paz e justiça em Castela. Isto nos possibilita questionar sobre as implicações, para o direito, da organização de um reino em uma era de transição. Propomos verificar o que caracteriza a passagem de um direito medieval para um direito moderno, e quais os elementos que indicam essa transição no governo dos Reis Católicos. Enfatizamos duas prerrogativas principais, uma de tradição medieval, a de juiz, e outra de caráter moderno, a legislativa, que se encerram na figuras de Fernando e Isabel.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriana Vidotte, Universidade Federal de Goiás
Professora de História Medieval da Faculdade de História da UFG
Publicado
2011-12-31
Como Citar
Vidotte, A. (2011). A justiça e a produção do Direito em Castela no século XV. Estudos Ibero-Americanos, 37(2). https://doi.org/10.15448/1980-864X.2011.2.9071
Seção
Artigos