A crise de 1929 e duas elites: São Paulo e Rio de Janeiro diante da Grande Depressão

  • Daniel de Pinho Barreiros Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Elites, Grande Depressão, Hábitos sociais

Resumo

O artigo discute o impacto e as reações das elites nas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo diante do crash da Bolsa de Valores de Nova Iorque, em outubro de 1929. Conclui-se que, diante da crise econômica, a preservação dos hábitos sociais tradicionais da elite carioca, em contraste com os sintomas de desestruturação percebidos entre a elite paulista, se deve ao enraizamento urbano da primeira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel de Pinho Barreiros, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Daniel de Pinho Barreiros é doutor em História pela Universidade Federal Fluminense. Atualmente é Professor Adjunto do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IE-UFRJ) e do Programa de Pós-Graduação em Economia Política Internacional do IE-UFRJ. Atua nas áreas de História Econômica, Economia Política e História do Pensamento Econômico.
Publicado
2009-09-14
Como Citar
Barreiros, D. de P. (2009). A crise de 1929 e duas elites: São Paulo e Rio de Janeiro diante da Grande Depressão. Estudos Ibero-Americanos, 35(1). https://doi.org/10.15448/1980-864X.2009.1.1365
Seção
Artigos