Entre os auditórios, clínicas, engenhos e os cárceres do Santo Ofício: cristãos-novos letrados no Rio de Janeiro (séculos XVII e XVIII)

  • Carlos Eduardo Calaça
Palavras-chave: Cristãos-novos, Universidade de Coimbra, Inquisição

Resumo


O objetivo desse artigo é conhecer a História dos cristãos-novos, nascidos ou residentes no Rio de Janeiro que freqüentaram a Universidade de Coimbra, entre os anos de 1650 e 1730. As principais fontes documentais utilizadas são seus processos, quando presos pelo Tribunal do Santo Ofício da Inquisição de Lisboa. Entramos em contato com depoimentos que revelam ambientes pelos quais passaram, dentre os quais a Universidade de Coimbra e o Rio de Janeiro, em seus sistemas de lealdade, crenças e costumes.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2005-12-31
Como Citar
Calaça, C. E. (2005). Entre os auditórios, clínicas, engenhos e os cárceres do Santo Ofício: cristãos-novos letrados no Rio de Janeiro (séculos XVII e XVIII). Estudos Ibero-Americanos, 31(2). https://doi.org/10.15448/1980-864X.2005.1.1345
Seção
Artigos