Gregório Ronca e Ermanno Stradelli: oficial da marinha e antropólogo na Amazônia

  • Vittorio Cappelli Universita’ Della Calabria
Palavras-chave: Viajantes italianos, Amazônia, Borracha, Imigração Italiana

Resumo

O texto propõe-se descrever, comentar e comparar as duas experiências de viajantes italianos na Amazônia entre os séculos XIX e XX. Trata-se das explorações e das atividades de Ermanno Stradelli, etnólogo que viveu e trabalhou na Amazônia de 1879 a 1926, e da missão exploradora de Gregório Ronca, oficial da Marinha italiana que, em 1904, viajou para as Antilhas, às Guianas, à Amazônia, subindo o rio Amazonas de Belém para Manaus e Iquitos, para avaliar os interesses comerciais da Itália, e para encontrar as comunidades italianas naquelas cidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vittorio Cappelli, Universita’ Della Calabria
Laureado em Filosofia na Università di Milano (1971). É professor de História Contemporânea na Università della Calábria. Desenvolveu pesquisas sobre a história social da Calábria, com destaque ao associativismo, conflitos sociais e emigração transoceânica na América Latina.
Publicado
2012-12-31
Como Citar
Cappelli, V. (2012). Gregório Ronca e Ermanno Stradelli: oficial da marinha e antropólogo na Amazônia. Estudos Ibero-Americanos. https://doi.org/10.15448/1980-864X.2012.s.12478