Verticalização e horizontalização em pesquisas em Ciências Humanas

Palavras-chave: Metodologia, Ensino Médio, Dialogismo, Bakhtin, Jovem do Ensino Médio

Resumo

Este artigo trata da metodologia de análise para pesquisa em Ciência Humanas voltadas à escuta da alteridade e cujo corpus é construído a partir de entrevistas, grupos focais, depoimentos, entre outros. A metodologia de análise proposta desenvolve-se no quadro teórico formulado por Bakhtin e o Círculo para articular a verticalidade à horizontalidade e buscar, no cruzamento dessas direções, profundidade e abrangência; singularidades e a generalização possível e desejável em uma pesquisa. Para apresentar essa metodologia, o artigo se apoia em um recorte de uma pesquisa de doutorado que ouviu jovens concluintes do ensino médio para saber seus valores, planos de futuro e como avaliavam a escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Tereza Rangel Arruda Campos, Pesquisadora autônoma, São Paulo, SP, Brasil.

Doutora em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP/Sorbonne), em São Paulo, SP, Brasil; mestra pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP), em São Paulo, SP, Brasil. Bacharel e licenciada em Letras (Português e Espanhol) pela F.F.L.C.H. da USP. Professora por 14 anos em escolas da rede particular. Editora. Consultora do Banco Mundial, tendo atuado na SEMTEC do Ministério da Educação e na Secretaria de Educação do Estado de S. Paulo. Autora de materiais educacionais. Curadora de espaços para jovens na Bienal Internacional do Livro. Sócia da Nuvem Projetos Editoriais e Culturais.

Referências

AMORIM, Marília. Vozes e silêncio no texto de pesquisa em Ciências Humanas. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 116, p. 7-19, jul. 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-15742002000200001. Acesso em: 1 abr. 2021.

ANDRÉ, Marli. O que é um estudo de caso qualitativos em Educação? Revista da FAEEBA: Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 22, n. 40, p. 95-103, jul./dez. 2013. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/7441. Acesso em: 1 abr. 2021.

BAKHTIN, Mikhail. Gêneros do discurso. In: Estética da criação verbal. Tradução de Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2006. p. 261-306.

BAKHTIN, Mikhail. Para uma filosofia do ato ético. Tradução elaborada para fins acadêmicos e didáticos por Carlos Alberto Faraco e Cristóvão Tezza. Não publicada.

BRAIT, Beth. Linguagem e identidade: um constante trabalho de estilo. Trab. educ. saúde, Rio de Janeiro, v. 2, n. 1, p. 15-32, 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1981-77462004000100003&scriptsci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 1 abr. 2021.

CAMPOS, Maria Tereza R. A. Teias do tempo: o jovem do Ensino Médio como sujeito na gestação do futuro. 2018. 351 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: https://tede2.pucsp.br/bitstream/handle/21804/2/Maria%20Tereza%20Rangel%20Arruda%20Campos.pdf. Acesso em: 25 out. 2021.

FAMÍLIA. In: Grande Dicionário Houaiss. UOL, 2021. Disponível em: https://houaiss.uol.com.br/corporativo/apps/uol_www/v5-4/html/index.php#2. Acesso em: 19 nov. 2021.

FONTANELLA, Bruno José B. et al. Amostragem em pesquisas qualitativas: proposta de procedimentos para constatar saturação teórica. Caderno de saúde pública, Rio de Janeiro, p. 389-394, fev. 2011. Disponível em: http://www.scielosp.org/pdf/csp/v27n2/20.pdf. Acesso em: 4 abr. 2021.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

VOLÓCHINOV, Valentin. (Círculo de Bakhtin) Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do Método Sociológico na Ciência da Linguagem. Tradução, notas e glossário de Sheila Grillo, Ekaterina V. Américo. São Paulo: Editora 34, 2017.

Publicado
2021-12-31
Como Citar
Campos, M. T. R. A. (2021). Verticalização e horizontalização em pesquisas em Ciências Humanas. Letras De Hoje, 56(3), 405-420. https://doi.org/10.15448/1984-7726.2021.3.40677
Seção
Dossiê: Estudos Bakhtinianos Contemporâneos