Preenchimento de unidades prosódicas na aquisição fonológica inicial do português brasileiro

  • Luzia Miscow da Cruz Payão Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas
  • Januacele Francisca da Costa Universidade Federal de Alagoas
Palavras-chave: Aquisição fonológica, Prosódia, Sílaba, Segmento

Resumo

Investigou-se a influência do acento e o preenchimento segmental de unidades prosódicas em dados de fala de duas crianças entre 1;0.4 e 2;1.10 de idade, expostas ao PB falado em Alagoas e Pernambuco. Partiu-se da hipótese de processamento gramatical de direções opostas co-ocorrentes: a centrípeta segmentando a sílaba proeminente e a oposta, centrífuga, destinada aos preenchimentos segmentais das unidades prosódicas. Nas análises está implícita a hierarquia entre as estruturas constituintes, preconizada pelas fonologias autossegmental (GOLDSMITH, 1995; CLEMENTS; HUME, 1995; MOTA, 1996) e prosódica (NESPOR; VOGEL, 1986; SCARPA, 1997, 1999a; SANTOS; SCARPA, 2005). O predomínio de palavras com o padrão de acento troqueu contribuiu para o preenchimento da estrutura silábica e a diferenciação de classes segmentais na sílaba tônica e na pós-tônica, embora o preenchimento tenha ocorrido de forma semelhante nas sílabas pré e pós-tônicas sob influência do pé métrico da palavra-alvo.

********************************************************************

Prosodic unit completion within the early phonological acquisition of Brazilian Portuguese

Abstract: The study looked into the influence of accent and segment completion of prosodic units in speech data from two children aged between 1;0.4 and 2;1.10 who had been in contact with BP spoken in Alagoas and Pernambuco. Early hypothesis was that grammatical processing occurred in simultaneous opposite directions: centripetal motion triggering segmentation of the prominent syllable and an opposite centrifugal motion causing segment completion of prosodic units. The analyses imply a hierarchical organization of its constituent structures, an assumption backed by autosegmental (GOLDSMITH, 1995; CLEMENTS; HUME, 1995; MOTA, 1996) and prosodic phonology (NESPOR; VOGEL, 1986; SCARPA, 1997, 1999a; SANTOS; SCARPA, 2005). The prevalence of words having a trochaic stress pattern contributed to syllable structure completion and distinction of segment classes in stressed and post-tonic syllables, although completion in post-tonic and pre-tonic syllables had occurred according to the metrical foot of the target word.

Keywords: Phonological acquisition; Prosody; Syllable; Segment

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luzia Miscow da Cruz Payão, Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas
Professora Adjunto da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas - UNCISAL, professora do Núcleo de Saúde Materno-Infantil e do Adolescente - Curso de fonoaudiologia. Possui mestrado e doutorado em linguística pelo PPGLL - Faculdade de Letras - Universidade Federal de Alagoas. Atuação clínica fonoaudiológica nos transtornos de linguagem falada relacionados à aquisição fonológica do português brasileiro.
Januacele Francisca da Costa, Universidade Federal de Alagoas
Professora Adjunto do PPGLL - Faculdade de Letras - Universidade Federal de Alagoas. Possui Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado em Linguística.

Referências

BAIA, Maria de Fátima de A. Formato prosódico inicial na aquisição do português brasileiro e as implicações metodológicas. 2008. 167 p. Dissertação (Mestrado) – Departamento de Linguística, Universidade de São Paulo, São Paulo.

BAIA, Maria de Fátima de A. A. As palavras reduplicadas na aquisição do português brasileiro. Livro de Resumos do 2º Seminário de Aquisição Fonológica – Tema Aquisição fonológica: perspectivas atuais. Org. de G. F. Gonçalves. Faculdade de Letras/UFPel; PPGDCH-PPGL/UFSM, Santa Maria, 2009. p. 68-70.

BISOL, L. (org.). Introdução a Estudos de Fonologia do Português Brasileiro. 4. ed. rev. e ampl. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2005. p. 243-255.

BONILHA, G. F. G. Sobre a aquisição do núcleo complexo. In: LAMPRECHT, R. R. (org.). Aquisição fonológica do português. Perfil de desenvolvimento e subsídios para terapia. Porto Alegre: ArtMed, 2004, p. 113-127.

CHOMSKY, N. O Programa Minimalista. Tradução, Apresentação e Notas à Tradução: Eduardo Paiva Raposo. Lisboa: Editorial Caminho, 1999.

CLEMENTS, G. N.; HUME, E. The internal organization of speech sounds. In: GOLDSMITH, J. (ed.). The Handbook of Phonological Theory. Cambridge: Blackwell, 1995. p. 245-306.

GOLDSMITH, J. A. Autosegmental and Metrical Phonology. London: Blackwell, 1995.

JAKOBSON, R. Fonema e fonologia – ensaios. Seleção, tradução e notas, com estudo sobre o autor, por J. Mattoso Câmara Jr. Rio de Janeiro: Livraria Acadêmica, 1972.

MEZZOMO, C. L. Sobre a aquisição da coda. In: LAMPRECHT, R. R. (org.). Aquisição fonológica do português. Perfil de desenvolvimento e subsídios para terapia. Porto Alegre: ArtMed, 2004. p. 142-146.

MEZZOMO, C. L.; RIBAS, L. P. Sobre a aquisição das líquidas. In: LAMPRECHT, R. R. (org.). Aquisição fonológica do português. Perfil de desenvolvimento e subsídios para terapia. Porto Alegre: ArtMed, 2004. p. 95-109.

Mota , Helena B. Aquisição segmental do português: um modelo implicacional de complexidade de traços. 1996. 221 p. Tese (Doutorado em Letras) – Instituto de Letras e Artes, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

Mota , Helena B. Modelo Implicacional de Complexidade de Traços – os caminhos na aquisição segmental do português. In: BONILHA, G. F. G.; KESKE-SOARES, M. (orgs.). Estudos em Aquisição Fonológica. Santa Maria: UFMS, PPGL – Editores, 2007. p. 123-136.

NESPOR, M.; VOGEL, I. Prosodic Phonology. Dordrecht: Foris Publications, 1986. in VO and OV languages. Lingue e Linguaggio, v. VII, n. 2, p. 1-29, 2008.

PAYÃO, Luzia. Miscow da C. Aquisição de fonologia: a influência do acento e o preenchimento de unidades prosódicas em dados de fala de duas crianças entre 1;0.4 e 2;1.10 de idade, em contato com o português brasileiro falado em Alagoas e Pernambuco. 2010. 192 p. Tese (Doutorado em Linguística) – Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística. Faculdade de Letras, Universidade Federal de Alagoas, Maceió.

SANTOS, Raquel. S. A aquisição do acento primário no português brasileiro. 2001. 316 p. Tese (Doutorado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

SANTOS, Raquel. S. Estratégias para aquisição do acento primário em PB. Letras de Hoje, Porto Alegre, v. 38, n. 1, p. 171-188, mar. 2003.

SANTOS, Raquel. S. O acento e a aquisição da linguagem em português brasileiro. In: ARAÚJO, G. A. de (org.). O Acento em Português – abordagens fonológicas. São Paulo: Parábola Editorial, 2007. p. 226-258.

SANTOS, R. S.; SCARPA, E. M. The phonological bootstrapping of determiners. Linguistics in the Netherlands, v. 22, n. 1, p. 165-178, 2005.

SCARPA, E. Learning external sandhi: evidence for a Topdown hypothesis of prosodic acquisition. In: SORACE, A.; HEYCOK, C.; SHILLCOCK, R. (org.). Proceedings of GALA 1997. Conference on Language Acquisition: Knowledge Representation and Processing, 1997. p. 272-277.

SCARPA, E. Sons preenchedores e guardadores de lugar: relações entre fatos sintáticos e prosódicos na aquisição de linguagem. In: SCARPA, E. (org.). Estudos de Prosódia. Campinas: Editora da UNICAMP, 1999a. p. 253-284.

SCARPA, E. Interfaces entre componentes e representação na aquisição da prosódia. In: LAMPRECHT, R. R. (org.). Aquisição da linguagem – questões e análises. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1999b. p. 17-38.

Publicado
2016-10-10
Como Citar
Payão, L. M. da C., & Costa, J. F. da. (2016). Preenchimento de unidades prosódicas na aquisição fonológica inicial do português brasileiro. Letras De Hoje, 51(3), 433-441. https://doi.org/10.15448/1984-7726.2016.3.10761