A experiência em formação

  • Maria da Conceição Botelho Sgadari Passeggi Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN
Palavras-chave: reflexividade, narrativas autobiográficas, ressignificação da experiência, formação

Resumo

Focaliza-se as narrativas autobiográficas como prática pedagógica, com o objetivo de refletir sobre a ressignificação da experiência, no contexto da formação de formadores. Inicialmente, expõem-se alguns recortes históricos para definir a noção de experiência e pontuar aproximações sobre sua fluidez e impermanência, a partir dos estudos de Dilthey, Gadamer, Jay e Ricoeur. Apresenta-se, em seguida, o grupo reflexivo como dispositivo de formação de formadores e discutem-se as diferentes etapas do seu funcionamento nos ateliês de escrita autobiográfica, que constituem a parte prática de uma disciplina teórica sobre pesquisa (auto)biográfica, na pós-graduação. Finalmente, traz-se nosso entendimento sobre os vínculos que se entretecem entre linguagem, reflexividade biográfica e consciência histórica, nas narrativas de si. Nas considerações em aberto, problematiza-se o lugar da escrita autobiográfica como prática de formação na modernidade avançada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria da Conceição Botelho Sgadari Passeggi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN
Professora titular do Departamento de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, na área de Psicologia Educacional, e do Programa de Pós-graduação em Educação, na linha de pesquisa: "Formação e Profissionalização Docente". É graduada em Letras pela Universidade Federal do Ceará (1969). Obteve o mestrado em Letras Modernas (1976) e Doutorado em Lingüística (1981), pela Université Paul Valéry como bolsista do Ministère des Affaires Étrangères. Realizou estágio pós-doutoral em Fundamentos da Educação, como bolsista CAPES, na Université de Nantes e na Université François Rabelais (2004-2005). Desde 1999, é líder do "Grupo Interdisciplinar de Pesquisa, Formação, (Auto)Biografia e Representações Sociais" (GRIFARS-UFRN-CNPq). Suas publicações, nos últimos dez anos, tematizam as escritas de si como prática de formação e as potencialidades heurísticas da reflexividade autobiográfica nos processos de mediação, reinvenção de si e inserção social do adulto em contextos institucionais. Atuou em 2010 como professora visitante na Université de Paris 13, a convite do Laboratório EXPERICE (Paris 13-Paris 8), do qual é pesquisadora associada, desde 2007. A convite do Ministère des Sciences et Technologie da França, foi professora visitante na Université des Antilles et de la Guyane (2001-2002). É pesquisadora associada do Centre de Recherche en Education de Nantes (CREN-Université de Nantes), desde 2009. Coordena, desde 2008, com Christine Delory-Momberger (Paris 13) e Elizeu Clementino de Souza (UNEB) três coleções geminadas.Na França: "(Auto)Biographie et Education" (Paris:Téraèdre). No Brasil: Pesquisa (auto)biográfica e Educação (Natal: EDUFRN; São Paulo:PAULUS). Na Argentina: "Narrativas, autobiografías y educación" (Buenos Aires: EFFyL; CLACSO), dirigida por Daniel Suárez (LPP-UBA). É vice-presidente da Associação Brasileira de Pesquisa (Auto)Biográfica - BIOgraph (desde 2008). Presidente da Associação Norte-Nordeste de Histórias de Vida em Formação - ANNHIVIF (desde 2007). Membro do Conselho de Administração da Association Internationale des Histoires de Vie et de la Recherche biographique en Education - ASIHIVIF (desde 2007).
Como Citar
Sgadari Passeggi, M. da C. B. (2011). A experiência em formação. Educação, 34(2). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/8697