Não veja, ouça ou fale: zarus presentes nos discursos docentes sobre diversidade sexual e homofobia

Palavras-chave: Escola. Diversidade Sexual. LGBTQIAfobia.

Resumo

Apresentamos os resultados parciais de uma investigação acerca da diversidade sexual e da homofobia representada no discurso de 38 educadores/as, dentre diretores/as, pedagogo/as e professoras, considerados informantes-chave do processo de formação escolar. O estudo foi realizado em 13 escolas públicas de ensino médio no Norte do Paraná onde objetivamos analisar como as práticas de violência às pessoas LGBTQIA se manifestam na escola a partir do discurso desses/as agentes. Concluímos que a LGBTQIAfobia é reforçada na/pela escola através da reiteração de práticas excludentes, quando o assunto não é visto, ouvido ou falado. Tal conduta ocasiona distintos prejuízos sociais, ao retirar do ato de viver dessas pessoas o livre exercício dos modos de ser e sentir-se humano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isaias Batista de Oliveira Júnior, Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), Curitiba, PR
Professor Colaborador na Universidade Estadual do Paraná - UNESPAR. Doutor em Educação na Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho. Mestre em Educação pelo Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Estadual de Maringá. Pós Graduado em Psicopedagogia Clínica e Institucional. Pós Graduado em Neuropedagogia na Educação. Pós Graduado em Gestão Escolar. Licenciado em Pedagogia. Licenciado em Educação Física pela Universidade Estadual de Londrina. Graduado em Nutrição.
Eliane Rose Maio, Universidade Estadual de Maringá (UEM), Maringá, PR
Possui graduação em Psicologia pela Universidade Estadual de Maringá (1984), Mestrado em Psicologia pela Universidade Estadual Paulista - UNESP/Assis (2002), Doutorado em Educação Escolar - UNESP/Araraquara (2008), Pós-doutorado em Educação Escolar na UNESP/Araraquara, com a temática da Trajetória da Educação Sexual no Brasil. É professora da Universidade Estadual de Maringá, no Departamento de Teoria e Prática da Educação Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: psicopedagogia, aprendizagem, sexualidade, gênero, diversidade sexual e educação em sexualidade. Realizou um estágio de três meses na Universidade de Alcalá, em Guadalajara - Espanha, como bolsista da Fundación Carolina, com um projeto sobre Formação Docente e Gênero. Professora do Mestrado e Doutorado em Educação - PPE, UEM. Atua como comitê Ad hoc da ANPEd, do GT-23 - Gênero, Sexualidade e Educação. É líder do grupo de pesquisa CNPq, intitulado Núcleo de Pesquisa e Estudo em Diversidade Sexual - NUDISEX. Autora dos livros: 1) O NOME DA COISA, fruto da tese de Doutorado, 2) VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇA: contributos para a formação docente. 3) GÊNERO, DIREITOS E DIVERSIDADE SEXUAL: trajetórias escolares (Org.); 4) OBSERVATÓRIO DE VIOLÊNCIA DE GÊNERO: entre políticas públicas e práticas pedagógicas (Org.), 5) Educação, saúde, gênero e sexualidade: diálogos possíveis (Org.) e 6) Educação, gênero e feminismos: resistências bordadas com fios de luta (Org.).

Referências

ABRAMOVAY, Miriam (coord.). Revelando tramas, descobrindo segredos: violência e convivência nas escolas. Brasília: Rede de Informação Tecnológica Latino-Americana – RITLA: Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal – SEEDF, 2009.

ABRAMOVAY, Miriam; CASTRO, Mary Garcia; SILVA, Lorena Bernadete da. Juventudes e sexualidade. Brasília: UNESCO Brasil, 2004.

BAPTISTA, Luis Antônio. A atriz, o padre e a psicanalista – os amoladores de faca. In: BAPTISTA, Luis Antônio. A cidade dos sábios. São Paulo: Summus, 1999. p. 45-49.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. 4. ed. rev. atual. Tradução: Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. Lisboa: Edições 70, 2010.

BENTO, Berenice. Na escola se aprende que a diferença faz a diferença. Estudos Feministas, Florianópolis, v. 19, n. 2, p. 549-559, maio/ago. 2011.

BORGES, Zulmira Newlands; PASSAMANI, Guilherme Rodrigues; OHLWEILER, Mariane Inês; BULSING, Muriel. Percepção de professoras de Ensino Médio e fundamental sobre a homofobia na escola em Santa Maria (Rio Grande do Sul Brasil). Educar em Revista, Curitiba, n. 39, p. 21-38. jan./abr. 2011.

BORRILO, Daniel. A homofobia. In: LIONÇO, Tatiana; DINIZ, Débora (org.). Homofobia & Educação: um desafio ao silêncio. Brasília: Letras Livres: EdUnB, 2009. p. 15-46.

BORRILO, Daniel. Homofobia: história e crítica de um preconceito. Tradução: Guilherme João de Freitas Teixeira. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

BORTOLINI, Alexandre. Diversidade sexual e de gênero na escola uma perspectiva inter-relacional e intercultural. In: BORTOLINI, Alexandre (org.). Diversidade sexual e de gênero na escola: Educação, Cultura, Violência e Ética. Rio de Janeiro: Pró-reitora de Extensão/UFRJ, 2008. p. 26-51.

BUTLER, Judith. Corpos que pesam: sobre os limites discursivos do ‘sexo’. In: LOURO, Guacira Lopes (org.). O corpo educado. 3. ed. Tradução: Tomaz Tadeu da Silva. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. p. 151-172.

CAETANO, Márcio Rodrigo Vale. Rompendo fronteiras e problematizando as diferenças sexuais. In: RIBEIRO, Paula Regina Costa; SILVA, Fabiana Ferreira da; MAGALHÃES, Joanalira Corpes; QUADRADO, Raquel Pereira (org.). Educação e Sexualidade: identidades, famílias, diversidade sexual, prazeres, desejos, preconceitos, homofobia... Rio Grande: FURG, 2008. p. 158-171.

CATECISMO da Igreja Católica. Catecismo. 2013.

Disponível em: http://www.catequisar.com.br/dw/catecismo.pdf. Acesso em: 8 mar. 2013.

CÉSAR, Maria Rita de Assis. “Gênero, sexualidade e educação: notas para uma ‘Epistemologia’”. Educar, Curitiba, n. 35, p. 37-51, 2009.

DINIS, Nilson Fernandes. Homofobia e educação: quando a omissão também é signo de violência. Educar em Revista, Curitiba, n. 39, p. 39-50, jan./abr. 2011.

DOVIDIO, John F; GLICK, Peter; RUDMAN, Laurie A. Introduction: Reflecting on The Nature of Prejudice: Fifty Years after Allport. In: DOVIDIO, John F; GLICK, Peter; RUDMAN, Laurie A. On the Nature of Prejudice: Fifty Years after Allport. USA: Blackwell Publishing, 2005. p. 1-16.

FERRARI, Anderson. O quê se fala e o quê se cala sobre o homoerotismo masculino: discursos, práticas e posturas dos professores diante do fato e do assunto. In: REUNIÃO DA ANPED – GT SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO, 23. 2000, Caxambu. Anais [...]. Caxambu: Amped, 2000.

FERRARI, Anderson. Reflexões Sobre a Homofobia na Escola. In: CASAGRANDE, Lindamir S. LUZ; Nanci Stancki da; CARVALHO, Maria Gomes de (org.). Igualdade na diversidade: enfrentando o sexismo e a homofobia. Curitiba: UTFPR, 2011. p. 69-89.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. 15. ed. São Paulo: Loyola, 2007.

FOUCAULT, Michel. Entrevista a James O’Higgins (1982). In: BARRETO, Jorge Lima. Um diálogo sobre os prazeres do sexo. Nietzsche, Freud e Marx. Theatrum Philosoficum. Tradução: Maria Cristina Guimarães Cupertino. São Paulo: Landy, 2000. p. 11-45.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 1: a vontade de saber. Tradução: Maria Thereza da Costa Albuquerque e J. A. Guilhon Albuquerque. 13. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1999.

FOUCAULT, Michel. Ditos e escritos. Ética, sexualidade, política. In: MOTTA, Manoel Barros da (org.). Tradução: Elisa Monteiro e Inês Autran Dourado Barbosa. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004. 5 v. p. 56-76.

FUNDAÇÃO Perseu Abramo. Diversidade sexual e homofobia no Brasil intolerância e respeito às diferenças sexuais. São Paulo, 2009.

Disponível em: http://novo.fpabramo.org.br/sites/default/files/PESQUISA_COMPLETA_Apres-LGBT-Total-mai09.pdf. Acesso em: 4 jan. 2015.

FURLANI, Jimena. Encarar o desafio da educação sexual na escola. In: PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Superintendência de Educação. Departamento de Diversidade. Núcleo de Gênero e Diversidade. Sexualidade. Curitiba: SEED. 2009. p. 37-48.

GÓIS, João Bôsco Hora. SOLIVA, Thiago Barcelos. A violência contra gays em ambiente escolar. Revista Espaço Acadêmico, Maringá, n. 123, p. 38-45, ago. 2011.

GRUPO Gay da Bahia. Relatório 2015: Assassinatos de LGBT no Brasil. 2016.

Disponível em: https://homofobiamata.wordpress.com/. Acesso em: 3 jun. 2017.

HALL, Stuart. A Identidade Cultural na Pós Modernidade. Tradução: Tomaz Tadeu da Silva e Guacira Lopes Louro. 11. ed. Rio de Janeiro, RJ: DP&A, 2006.

HALL, Stuart. Quem precisa da identidade? In: SILVA, Tomaz Tadeu da (org.). Identidade e Diferença: a Perspectiva dos Estudos Culturais. 7. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007. p. 103-133.

JUNQUEIRA, Rogério Diniz. Homofobia nas escolas: um problema de todos. In: JUNQUEIRA, Rogério Diniz (org.). Diversidade Sexual na Educação: problematizações sobre a homofobia nas escolas. Ministério da Educação: SECADI/MEC. Brasília, 2009. p. 13-52.

JUNQUEIRA, Rogério Diniz. A Pedagogia do Armário: heterossexismo e vigilância de gênero no cotidiano escolar. Revista Educação On-line PUC, Rio de Janeiro, n. 10, p. 64-83, 2012.

KI-MOON, Ban. Proteção de toda a família humana. Folha de S. Paulo. São Paulo, 4 de jan. de 2013. Seção Tendências e Debates, s/p.

Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/opiniao/1209729-tendenciasdebates-protecao-de-toda-afamilia-humana.shtml. Acesso em: 14 jan. 2013.

LIONÇO, Tatiana; DINIZ, Debora. Qual a diversidade sexual dos livros didáticos brasileiros? In: LIONÇO, Tatiana. DINIZ, Debora (org.). Homofobia & Educação: um desafio ao silêncio. Brasília: Letras Livres: EdUnB, 2009. p. 9-13.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação. Uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis/RJ: Vozes, 1997.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero e sexualidade: pedagogias contemporâneas. Pro-Posições, v. 19, n. 2, p. 17-23, maio/ago. 2008.

LOURO, Guacira Lopes. Heteronormatividade e Homofobia. In: JUNQUEIRA, Rogério Diniz (org.). Diversidade Sexual na Educação: problematizações sobre a homofobia nas escolas. Ministério da Educação: SECADI/MEC. Brasília, 2009. p. 85-95.

LOURO, Guacira Lopes. Pedagogias da sexualidade. In: LOURO, Guacira Lopes (org.). Tradução: Tomaz Tadeu da Silva. O corpo educado. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. p. 7-35.

MELLO, Luiz. FREITAS, Fátima. PEDROSA, Cláudio. BRITO, Walderes. Para além de um kit anti-homofobia: políticas públicas de educação para a população LGBT no Brasil. Bagoas, n. 7, p. 99-122, 2012.

MORAES, Roque. Análise de conteúdo. Revista Educação, Porto Alegre, v. 22, n. 37, p. 7-32, 1999.

OLIVEIRA JÚNIOR, Isaias Batista de. O/a diretor/a não viu, a pedagoga não ouviu e a professora não quer falar: discursos docentes sobre diversidade sexual, homofobia e “Kit Gay”. 2013. 260 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2013.

PINHEIRO, Lívia. O que é homofobia. Edição de Daniel Rodrigues. Narração de Vanessa Meriqui. 2012.

Disponível em: http://www.unilasalle.org/revistas/index.php/Conhecimento_Diversidade/index. Acesso em: 24 dez. 2012.

REPROLATINA. Soluções Inovadoras em Saúde Sexual e Reprodutiva. Estudo qualitativo sobre a homofobia no ambiente escolar em 11 capitais brasileiras. São Paulo, 2011.

SILVA, Joseli Maria. A cidade dos corpos transgressores da heteronormatividade. Geo, Rio de Janeiro, v. 1, n. 18, p. 1-17, 2008.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Currículo e identidade social: territórios contestados. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (org.). Alienígenas na sala de aula: uma introdução aos estudos culturais em educação. 5. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995. p. 190-207.

SILVA, Tomaz Tadeu da. A produção social da identidade e da diferença. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (org.). Identidade e Diferença: a Perspectiva dos Estudos Culturais. 7. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007. p. 73-102.

Publicado
2019-05-06
Como Citar
Oliveira Júnior, I. B. de, & Maio, E. R. (2019). Não veja, ouça ou fale: zarus presentes nos discursos docentes sobre diversidade sexual e homofobia. Educação, 42(1), 96-106. https://doi.org/10.15448/1981-2582.2019.1.29906
Seção
Outros Temas