Punição da juventude e violência distópica: um desafio para professores na era do neoliberalismo globalizado

  • Henry Giroux Universidade MacMaster
Palavras-chave: Educação pública. Violência. Juventude. Esperança educada. Complexo de controle de crime.

Resumo

Com a ascensão do fundamentalismo de mercado e o consequente colapso econômico e financeiro, a juventude de minorias pobres não são mais vistos como um investimento social, mas cada vez mais interpretados como um problema e um ônus social. Apanhados num poderoso complexo de controle de crime, a juventude é vista cada vez mais como mercadoria ou se vê submetida aos ditames de um sistema de justiça criminal em constante expansão. Ao ver seus protestos e reivindicações de educação de qualidade e a democracia radical como uma ameaça à ordem social, os jovens estão enfrentando crescentes níveis de violência de estado. O ataque à educação pública é um dos ataques mais perigosos lançados pelas forças da globalização e precisa ser desafiado pelos educadores públicos e a juventude.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Henry Giroux, Universidade MacMaster
Giroux received his Doctorate from Carnegie-Mellon in 1977. He then became professor of education at Boston University from 1977 to 1983. In 1983 he became professor of education and renowned scholar in residence at Miami University in Oxford, Ohio where he also served as Director at the Center for Education and Cultural Studies. He moved to Penn State Univeristy where he took up the Waterbury Chair Professorship at Penn State University from 1992 to May 2004. He also served as the Director of the Waterbury Forum in Education and Cultural Studies. He moved to McMaster University in May 2004, where he currently holds the Global Television Network Chair in English and Cultural Studies.
Publicado
2014-03-19
Como Citar
Giroux, H. (2014). Punição da juventude e violência distópica: um desafio para professores na era do neoliberalismo globalizado. Educação, 37(1), 14-23. https://doi.org/10.15448/1981-2582.2014.1.15012
Seção
Dossiê - Docência, processos culturais e formação humana