O eu encena, o eu em rede: um estudo etnográfico nos blogs

  • Maria Elisa Máximo
Palavras-chave: blogs, redes sócio-técnicas, sujeito contemporâneo, interação social, etnografia.

Resumo

Este artigo apresenta e analisa os “weblogs” – popularmente chamados “blogs” – como um fenômeno social que engendra uma forma específica de apresentação do eu. Os blogs se definem como uma modalidade de publicação pessoal “on-line” onde o sujeito encena a si mesmo e ao seu cotidiano, dispondose constantemente ao outro e realizando-se na potencialidade de ser visto e de interagir. O que alimenta os blogs não é, portanto, da ordem da “intimidade” ou da “vida privada”. É um cotidiano inventado, teatralizado e constantemente negociado de modo a se tornar compartilhável no interior de contextos sociais mais ou menos delimitados. No campo de aproximação entre o Interacionismo Simbólico e a Etnografia da Fala, a análise do “blogging” permite compreendêlo, então, como uma “maneira de fazer”, uma prática cotidiana, na qual os sujeitos se apresentam de modo performático, mobilizando competências específicas e construindo, no curso de sua atividade, contextos sociais particulares. Deste modo, pode-se dizer que a vida social no universo dos blogs ocorre nas densidades das redes, ali onde as relações se constroem e se mantém por vínculos de reciprocidade, pela troca diária de visitas, comentários e links. É no âmbito dessas “blogosferas” locais, onde os sujeitos se constroem na relação com o outro, que os blogs se constituem como uma experiência cotidiana e processual, que se desenvolve num movimento constante entre a harmonia e a desarmonia, entre o conflito e a sociabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2007-10-17
Como Citar
Máximo, M. E. (2007). O eu encena, o eu em rede: um estudo etnográfico nos blogs. Civitas - Revista De Ciências Sociais, 7(2), 25-47. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2007.2.3523