Da diferença perigosa ao perigo da igualdade: reflexões em torno do paradoxo moderno

  • Ruth M. Chittó Gauer

Resumo

Através da utilização dos conceitos de pureza e perigo, tal como propostos por Mary Douglas, a autora propõe uma reflexão acerca da relação entre ordem e desordem. A civilização contemporânea perseguiu freneticamente o controle e o domínio de qualquer forma de perigo. A sociedade pretendeu disciplinar não apenas os homens, mas todas as coisas que estivessem fora do lugar. Essa pretensão, no entanto, mostrou-se ineficaz.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2006-12-08
Como Citar
Gauer, R. M. C. (2006). Da diferença perigosa ao perigo da igualdade: reflexões em torno do paradoxo moderno. Civitas - Revista De Ciências Sociais, 5(2), 399-413. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2005.2.10