Bioética e Direito: uma análise dos princípios bioéticos aplicados ao Biodireito

Palavras-chave: Bioética, Biodireito, Princípios, Dignidade, Moralidade comum

Resumo

O presente artigo propõe analisar os princípios bioéticos e a possibilidade de sua aplicação no âmbito do Biodireito. Mais especificamente, após um breve panorama da teoria dos princípios na seara jurídica, abarcando as principais evoluções doutrinárias, foca-se nos princípios da Bioética estruturados pelo Principialismo, que apresenta os princípios básicos para o agir humano frente a uma moralidade comum, abordando-se tanto os seus fundamentos que consagraram o uso dos princípios nos dilemas bioéticos, quanto as críticas sofridas que resultaram em nova proposta de estrutura principiológica. Finalmente, se discute o contexto dessa nova proposta de princípios bioéticos fundada na Europa, que fortalece a preocupação com a coexistência entre o ser humano e os demais seres vivos que colaboram com o equilíbrio da vida, bem como a sua possível aplicação ao Biodireito, como salvaguarda da dignidade dos seres humanos nas questões éticas e jurídicas criadas pelos avanços biotecnológicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tomlyta Luz Velasquez, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Porto Alegre, RS

Especialista em Biodireito e mestranda em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS, Porto Alegre, RS, Brasil), membro do Grupo de Pesquisa Direito e Bioética da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS, Porto Alegre, RS, Brasil), bolsista vinculada à CAPES.

Paulo Vinicius Sporleder de Souza, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Porto Alegre, RS

Professor da Escola de Direito da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS, Porto Alegre, RS, Brasil), doutor em Ciências jurídico-criminais pela Universidade de Coimbra (Coimbra, Portugal), líder do Grupo de Pesquisa Direito e Bioética da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS, Porto Alegre, RS).

Referências

ALEXY, Robert. Teoria dos direitos fundamentais. 2. ed. São Paulo: Malheiros Editores, 2011.

ÁVILA, Humberto Bergmann. Teoria dos Princípios: da definição à aplicação dos princípios jurídicos. 9. ed. São Paulo: Malheiros, 2009.

BARBOZA, Heloisa Helena. Princípios da bioética e do biodireito. Revista Bioética, [s. l.], v. 8, n. 2, 2009.

BEAUCHAMP, Tom L. A defense of universal principles in biomedical ethics. In: VALDES, Erick; LECAROS, Juan Alberto (ed.). Biolaw and Policy in the Twenty-First Century: Building Answers for New Questions. [S. l.]: Springer, 2019.

BEAUCHAMP, Tom L; CHILDRESS, James F. Princípios de ética Biomédica. São Paulo: Edições Loyola, 2002.

CLOTET, Joaquim. Bioética: uma aproximação. Porto Alegre: Edipucrs, 2006.

DWORKIN, Ronald. Levando os direitos a sério. 2. tiragem. Tradução de Nelson Boeira. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2010.

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA. Department of Health & Human Services. HHS.gov. Office for Human Research Protections. The Belmont Report. Ethical principles and guidelines for the protection of human subjects of research. [S. l.: s. n.]: 1979. Disponível em: https://www.hhs.gov/ohrp/regulations-and-policy/belmont-report/read-the-belmont-report/index.html#. Acesso em 22 jul. 2019.

GOLDIM, José Roberto. Bioética. Página de Bioética – 22 anos (1997-2019). [S. l.: s. n.]: [2000?]. Disponível em: https://www.ufrgs.br/bioetica/. Acesso em: 22 jul. 2019.

KEMP, Peter. The Idea of European Biolaw: Basic Principles. In: VALDES, Erick; LECAROS, Juan Alberto (ed.). Biolaw and Policy in the Twenty-First Century: Building Answers for New Questions. [S. l.]: Springer, 2019. DOI: https://doi.org/10.1007/978-3-030-05903-3_2.

RENDTORFF, Jacob Dahl; KEMP, Peter. Four Ethical Principles in European Bioethics and Biolaw: Autonomy, Dignity, Integrity and Vulnerability. In: VALDES, Erick; LECAROS, Juan Alberto (ed.). Biolaw and Policy in the Twenty-First Century: Building Answers for New Questions. [S. l.]: Springer, 2019. DOI: https://doi.org/10.1007/978-3-030-05903-3_3

SARLET, Ingo Wolfgang. Dignidade da pessoa humana e direitos fundamentais na Constituição Federal de 1988. 9. ed. rev. atual. 2. tiragem. Porto Alegre: Livraria do Advogado Editora, 2012.

UNESCO. Declaração Universal sobre Bioética e Direitos Humanos. Brasília, DF: Ministério da Saúde, c2020. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/declaracao_univ_bioetica_dir_hum.pdf. Acesso em 23 jan. 2020.

Publicado
2020-06-03
Como Citar
Velasquez, T. L., & de Souza, P. V. S. (2020). Bioética e Direito: uma análise dos princípios bioéticos aplicados ao Biodireito. Veritas (Porto Alegre), 65(2), e36562. https://doi.org/10.15448/1984-6746.2020.2.36562
Seção
Varia